Por Redação A12 Em Notícias

Novena Solene: Mãe Aparecida companheira dos pequenos e pobres

novena_solene_pobres“Que a Mãe Aparecida, Maria: intercessora atenta aos necessitados, companheira dos pequenos e pobres, nos inspire, nos anime e nos faça fiéis a esta missão”.

O Bispo de Caxias no Maranhão, Dom Vilsom Basso, scj, ajudou os fiéis presentes no Santuário Nacional de Aparecida a refletirem o tema ‘Maria: Intercessora atenta aos necessitados!’, neste sábado (5), 3º dia da Novena de Aparecida.

Dom Vilsom Basso afirmou em sua reflexão que as primeiras comunidades cristãs são inspiração do como podemos viver com humildade.

“A multidão dos fiéis era um só coração e uma só alma. Ninguém dizia que eram suas as coisas que possuía, mas tudo entre eles era comum.. e não havia entre eles nenhum necessitado”. (Atos 4, 32-34)

O bispo citou também as palavras do Papa Francisco aos bispos dos Brasil relendo o encontro da Imagem da Mãe Aparecida pelos pescadores, aqui no rio Paraíba.

“Em Aparecida, Deus ofereceu ao Brasil a sua própria Mãe, mas também deu uma lição sobre Si mesmo, sobre o seu modo de ser e de agir. Uma lição sobre a humildade que pertence a Deus como trato essencial e está no DNA de Deus.” (Papa Francisco, encontro com o episcopado brasileiro – 27/07/2013)

Dom Vilsom enfatizou as palavras do Pontífice ao dizer que a Igreja deve sempre se lembrar que não pode afastar-se da simplicidade; caso contrário, desaprende a linguagem do Mistério.

dom_vilson_1

Aos fiéis presentes do no Santuário, o bispo de Caxias no Maranhão indagou que a Eucaristia exige a partilha e a comunhão. Vários cantos conhecidos revelam esta verdade: “Os cristãos tinham tudo em comum. Dividiam seus bens com alegria. Deus espera que os bens de cada um, se repartam com amor no dia a dia”.

O bispo citou também a Assembleia da 5ª Semana Social Brasileira, promovida pela Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, reunida em Brasília-DF neste mês de setembro, que analisou a realidade brasileira e global, escutou os clamores populares e celebrou a caminhada dos movimentos sociais e das igrejas, na defesa e na promoção da vida.

Dom Vilsom citou alguns pontos da Carta compromisso da 5ª Semana Social Brasileira que podem inspirar nosso agir como defender o trabalho para todos, promover a formação para a cidadania, participar da campanha saúde +10 e 10% do orçamento da União para a educação e os demais direitos sociais.

Citou ainda o incentivo da criação e o fortalecimento dos fóruns populares visando à construção de um Estado defensor dos direitos humanos e ambientais, além do apoio  Reforma Agrária, a agricultura familiar e agroecológica, entre outros.

Dom Vilsom falou ainda que é necessário garantir a efetivação dos Conselhos de Juventudes para o controle social das políticas públicas e assumir a campanha contra o extermínio de jovens.

O bispo pediu que como católicos, como seguidores de Jesus, os fiéis tenham a missão de ser solidários e de provocar a solidariedade.

“Que as pessoas abram seu coração, que as pessoas que sintam e vejam a dor e o sofrimento do povo. Não podemos nos acostumar com a miséria e o sofrimento dos pobres”.

Ao final, Dom Vilsom pediu que a Mãe Aparecida companheira dos pequenos e pobres, nos inspire, nos anime e nos faça fiéis a esta missão.

Reveja a homilia de Dom Vilson Basso: 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.