Por Redação A12 Em Notícias

Papa Francisco há um ano: Mensagem do reitor do Santuário Nacional

O senhor já sobrevoara aquela multidão à sua espera naquela manhã excepcionalmente fria e chuvosa de 24 de julho de 2013. Do heliporto eu o contemplava, à aterrissagem do helicóptero, vendendo-me a impressão de alguém espremido, sem conforto. Obrigado, era seu coração de pastor já sofrendo por suas ovelhas na chuva, naquele frio! Sofreu seu coração, a grande contragosto, ao ceder aos excessos da segurança que não lhe permitiu celebrar fora do Santuário, mais exposto ao frio, mais solidário com suas ovelhas, com seu povo: muito obrigado, Papa Francisco!

Foto de: Thiago Leon

Papa com Imagem (Thiago Leon)

 

Na Capela dos Apóstolos, que gesto “romeiro” aquele do senhor! Sem poder tocar diretamente na Imagem da Mãe porque inacessível a suas mãos, o que o senhor fez? O que um romeiro simples, em plena espontaneidade, o faria: o senhor tocou no vidro que descia de junto da Imagem e fez sobre si o sinal da cruz! Vimos ali seu coração por dentro: o quanto ele é simples! O quanto ele é livre: não tinha como não ser coração de um papa, mas, não deixou de ser coração de um romeiro que não se mede por protocolos, por etiquetas, um coração que é livre e espontâneo. Obrigado porque o senhor veio até nós, até a Imagem da Mãe, de fato como romeiro a expressar sua fé sob a roupagem do carinho! O senhor nos ensinou a ser romeiros e romeiras!

Desculpe-me se o interpreto mal. Mas, mesmo durante a Eucaristia, por nós tão esperada, eu o sentia um pouco triste. Estou certo? Era ainda a distância que lhe impuseram entre o senhor e a multidão, confinada do lado de fora do Santuário sob a chuva fria?

Mas, muito obrigado, Papa Francisco, porque finalmente o vi feliz! Feliz quando o senhor conseguiu criar proximidade para além do clero e autoridades! Quando cumprimentou os cadeirantes, que maravilha a encantar nossos olhos e, víamos e tínhamos certeza, a encantar também seus próprios olhos! Sim, um papa para as ovelhas! Um papa das ovelhas!

Foto de: Jefferson Martins

Papa na Capela Reservada (Jefferson Martins)

Obrigado, especialmente quando o senhor pôde ser o senhor! Quando apareceu na tribuna Papa Bento XVI! Quando pôde contemplar e acenar para suas ovelhas – aquelas que dão sentido para seu ministério petrino – o povo que não arredou pé da grande praça! Do povo que viera sim até à casa da Mãe, que para ele é sua casa! E viera sim, para na casa da Mãe, que é sua casa, acolher o senhor com todo o carinho! Foi deixado do lado de fora, mas acolheu o senhor com o mesmo afeto. E, quanta satisfação do senhor! E quanta satisfação o senhor destilou no coração do povo, em nossos corações! Muito obrigado!

E ainda um muito obrigado por nos confidenciar que nos quer bem, que ama a Quem tanto amamos, a Mãe Aparecida! Obrigado por esse coração que, temos certeza, bate também por nós, por nosso Santuário, pela Mãe Aparecida! Obrigado pelo até breve, pelo até 2017! Sua promessa já nos faz felizes. E com a Mãe das mãos postas, suplicamos bênçãos, luz, força para seu ministério que tanto bem nos está fazendo! Obrigado!

Reitor - Padre Domingos

Pe. Domingos Sávio da Silva
Reitor do Santuário Nacional

Especial para o A12.com

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.