Por Elisangela Cavalheiro Em Notícias

Procissão Solene comove fiéis e romeiros no encerramento da Festa da Padroeira

Procissão Solene (reprodução TV Aparecida)

Passos lentos e atentos, mãos carregando velas e terços e olhares fervorosos voltados para o andor da Mãe Aparecida foram as demonstrações de fé dos romeiros e devotos que acompanharam a Procissão Solene na tarde deste domingo, 12, solenidade da padroeira do Brasil.

Milhares de pessoas acompanharam o cortejo que durou quase duas horas. A procissão saiu às 17h da Matriz Basílica e chegou ao Santuário Nacional quando já era noite, onde outros milhares de devotos aguardavam a chegada da Imagem de Aparecida.

Do Altar Central, as reflexões feitas pelo padre Carlos Artur Annunciação ecoavam pelas ruas de Aparecida levando os fiéis a refletir sobre um dos momentos mais importantes da vida de Jesus, a sua crucifixão e morte.

Foto de: Elisangela Cavalheiro

Dona Heloisa, ministra da Sagrada Comunhão na Procissão Solene

Dona Heloisa, ministra no Santuário.

Dona Heloisa, ministra da Sagrada Comunhão do Santuário Nacional, que acompanhava a procissão com o terço nas mãos, contou a alegria de poder participar da novena e manifestar sua fé.

“Fiz a novena inteira com muita fé porque são muitas graças recebidas e na perseverança quero sempre seguir ela”, disse emocionada.

Romeiros vindos de outros estados também confirmaram o mesmo sentimento de alegria e satisfação em poder participar da Festa da Padroeira neste ano.

Foto de: Elisangela Cavalheiro.

Dona Isaura na Procissão Solene

Dona Isaura de
Florianópolis (SC)

Foi o que contou dona Isaura, de Florianópolis (SC) que chegou ao Santuário no sábado, 11, e disse caminhar para pedir uma graça para a Mãe Aparecida.

Já para Maria Lucia, de Salvador (BA) que acompanhou a novena desde segunda-feira, 6, o tema deste ano foi muito importante para ajudar a despertar os cristãos para um compromisso mais efetivo com a fé.

“O que me tocou durante a novena, foi especialmente a pregação sobre ser solidário na dor, porque muitas vezes nós não somos. Então nós temos que refletir muito sobre o que é a solidariedade e não ficar apenas no discurso e sim na prática e nas ações”, destacou.

Ao final da procissão, uma última missa no dia da solenidade, encerra os festejos em honra à Padroeira do Brasil, que neste ano teve recorde de público no dia 12 de outubro. Ao menos 182 mil devotos passaram aos pés de Nossa Senhora Aparecida neste domingo.

Foto de: Elisangela Cavalheiro. 

Dona Maria Lucia e seu esposo na Procissão Solene

"Nós temos que refletir muito sobre 
o que é a solidariedade e não ficar apenas 
no discurso e sim na prática e nas ações", 
dona Maria Lucia.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.