Por Redação A12 Em Notícias

Romaria da Arquidiocese do Rio de Janeiro deve reunir 60 mil fiéis no Santuário Nacional

Foto de: A12.com

Romaria_RJ

Cardeal Dom Orani João Tempesta
participará dos principais momentos
da peregrinação.

O último sábado do mês de agosto é a data marcada para a peregrinação da Arquidiocese do Rio de Janeiro ao Santuário Nacional de Aparecida, que atualmente tem reunido mais de 60 mil fiéis. 

A programação oficial da romaria, neste sábado (30), começa às 7h com o encontro dos fiéis na Tribuna do Papa Bento XVI para a recitação do Terço de Nossa Senhora, com a presença do arcebispo Dom Orani, dos bispos auxiliares e de todo o clero. A missa solene, com transmissão para todo o Brasil pela TV Aparecida e outras emissoras católicas, será às 9h. Às 10h30, os peregrinos devem se encontrar na Porta Santa para o início da caminhada até o Morro do Cruzeiro, onde realizarão a Via-Sacra. 


Ação de graças
A primeira romaria aconteceu em 1902, motivada pelo Cardeal Joaquim Arcoverde, em preparação ao jubileu áureo da proclamação do dogma da Imaculada Conceição, realizado dois anos depois. Foi a partir de 1931, porém, que a peregrinação ganhou maior impulso, após a visita da imagem de Nossa Senhora Aparecida ao Rio de Janeiro, quando proclamada Padroeira do Brasil. “Esta peregrinação integra a arquidiocese numa caminhada em comum. É importante por todo o trabalho evangelizador que a Arquidiocese do Rio realiza”, explicou o coordenador arquidiocesano de Pastoral, monsenhor Joel Portella Amado. 

Responsável pela organização da programação da romaria, ele acrescentou que neste ano os romeiros devem agradecer à rainha e padroeira do Brasil pela celebração de um ano da Jornada Mundial da Juventude Rio2013 e devem interceder também pelo Ano Arquidiocesano da Caridade e pela campanha “Alimente a Esperança – Ajude o Haiti”, com objetivo de arrecadar alimentos para o povo do Haiti. 

Testemunhos

Nos últimos 46 anos, a romaria da Paróquia São Benedito, em Pilares, é organizada por Maria da Guia Copello. A iniciativa da organização aconteceu porque seu pai foi dono de uma empresa de turismo, e para ela colocar-se a serviço da paróquia onde cresceu é muito gratificante. A paróquia é uma das que mais leva fiéis anualmente para visitar o Santuário de Aparecida. Em 2014, serão cerca de 460 pessoas, distribuídas em dez ônibus. “Visitar o Santuário de Aparecida é um congraçamento. É muito bom reunir fiéis para ir ao encontro de Nossa Senhora e ter a possibilidade de agradecer pelas bênçãos que cada um recebe na sua vida. Também agradecer pela vida pastoral da comunidade paroquial, que vem crescendo no decorrer dos anos”, destacou.

“É uma boa oportunidade de reunir toda a arquidiocese nesse ato de fé”, declarou Vanda da Costa Barreto, da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, no Pechincha, que organiza caravanas há 18 anos, por incentivo do pároco monsenhor Jan Kaleta. “A cada ano renovo meu deslumbramento com o lugar. É gratificante! Por isso, incentivo as pessoas a fazer a experiência”, contou Vanda, que já lotou quatro ônibus. 

Seguindo a tradição da mãe, que procura também passar o hábito para seus filhos, Vilma Freitas Nepomuceno, da Paróquia São Brás, em Madureira, participa anualmente da peregrinação da arquidiocese e volta em Aparecida na festa da padroeira, no dia 12 de outubro. “É sempre uma oportunidade de agradecer por todas as bênçãos recebidas por intercessão de Nossa Senhora. Principalmente a cura de um sério problema de estômago pelo qual meu filho passou”, contou.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.