Por Tatiana Bettoni Em Notícias

Silêncio e contemplação na Ação Litúrgica da Paixão de Cristo

Na tarde desta Sexta-feira Santa, peregrinos de Nossa Senhora silenciaram o coração ao acompanhar a Solene Liturgia da Paixão de Cristo no Santuário Nacional. O drama da morte de Jesus no Calvário levou fiéis e religiosos a saudarem a copiosa redenção de nosso Senhor, prova de que o amor é mais forte que a morte.

A Ação Litúrgica foi presidida pelo arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno Assis, acompanhado por Missionários Redentoristas que prostraram-se diante do Altar, em sinal de humildade e agradecimento.

 

A cerimônia contou uma emocionante apresentação do Dueto de Santo Afonso Maria de Ligório, fundador da Congregação do Santíssimo Redentor (C.Ss.R.).

Aos fiéis, cardeal Damasceno explicou que a solenidade de hoje convida a “meditar e a contemplar, silenciosamente, emocionados e agradecidos, Jesus pregado na cruz para nos libertar do pecado e nos reconciliar com Deus”.

Após leitura do Anúncio da Paixão de Cristo descrita no Evangelho de João 18, 1-19, 41, o cardeal destacou o gesto eterno de Cristo, Salvador da humanidade:

“Na cruz de Cristo está presente toda a dor da humanidade, a nossa dor. A paixão de Cristo se prolonga na solidão dos idosos; nas vítimas da violência e das guerras; nas vítimas da injustiça social; nos que sofrem discriminação pela etnia, pela religião, pela condição social; nas crianças e adolescentes vítimas do trabalho escravo ou de abuso sexual; nos mendigos e povo de rua; nos desempregados; nos encarcerados submetidos a condições desumanas de vida”.

E continuou:

“Diante de tua cruz, Jesus, recordamos tua fidelidade até o fim, tua entrega sem limites. Contemplamos teu rosto dolorido, que reflete o rosto dolorido de toda a humanidade e junto a Maria, tua mãe, expressamos nosso agradecimento, nosso amor, nossa fé.

E com fé, Senhor Jesus, queremos te seguir, porque cremos que teu caminho é o caminho da vida. Cremos, Senhor Jesus, que teu amor venceu a morte e agora ressuscitado, estás conosco para sempre”.

Ao final, todos os presentes foram convidados a beijar a cruz e adorar ao Santíssimo Sacramento exposto no Altar Central. Em seguida, centenas de devotos acompanharam a Procissão do Enterro.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Tatiana Bettoni, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.