Por Devotos Mirins Em Papo de Adulto Atualizada em 27 FEV 2020 - 14H34

A criança pode fazer o que quer?

Raquel de Godoy Retz Pompeo

 

Todos devem reconhecer que há necessidade de colocar limites nos desejos das crianças. Essa tarefa é dos pais e educadores sobretudo para defender a segurança das crianças e os valores, que ela ainda não conhece.

Essa não é uma tarefa fácil. Mesmo porque, em cada etapa da vida, criança compreende diferentemente, o que lhe é dito sobre o certo e o errado e tem um nível diverso de autodomínio.

 

A partir de 1 ano até uns 3 anos, a criança procura conhecer o mundo, impor sua vontade, sem compreender argumentos negativos, nem sabe explicar o que deseja, pois nem tem vocabulário para isso.

Sua memória ainda é embrionária e por isso pais e educadores têm de colocar os mesmos limites muitas vezes. Deve-se ser feito com paciência, como se fosse a primeira vez.

A criança recorre à “birra”, que é uma forma desastrada de comunicação, ao imediatismo (quero tudo agora mesmo), à teimosia em repetir o mesmo erro. O educador ou os pais têm que relembrar as regras estabelecidas.

 

Crianças maiores de 4 anos já desenvolvem o autodomínio (as poucos com a idade) adquirindo autonomia e capacidade de argumentação, no nível infantil.

É claro que se deve manter e cultivar o espaço lúdico, a liberdade da imaginação para criar e fantasiar, vivendo seus desejos sem ultrapassar os limites do cuidado com a vida.

 

O brinquedo é a alma da criança feliz. O lúdico é espaço de se fazer o que quer, pois aqui falamos do mundo da imaginação. A supervisão dos adultos no brincar (que é outro assunto) é fundamental e torna mais rico o ato de brincar para nele se aprender a viver em sociedade.

Criança feliz reconhece no brincar o exercício das próprias vontades e nas relação a alegria de atender aos pais no que eles indicam ser o certo.

 

Nunca fazer o que quer, quando não há o tempo do brincar garantido, torna a vida infantil um desastre, pois fará na hora errada suas vontades, sem controle.

Assim, querido adulto, brinque com as crianças e nas horas em que você colocar os limites, terá mais chance de ser atendido.

::Leia mais dicas para os pais::

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Devotos Mirins, em Papo de Adulto

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.