Por Redação A12 Em Evangelhos Atualizada em 18 MAI 2018 - 08H35

Evangelho em Libras | Solenidade de Pentecostes – Ano B


Reflexão: Padre Marcelo Magalhães - C.Ss.R
Intérprete: Kiara Maria Socuta Quintanilha
Evangelho Deus Conosco dia a dia – Editora Santuário

(Jo 20,19-23)
Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas, por medo dos judeus, as portas do lugar onde os discípulos se encontravam, Jesus entrou e, pondo-se no meio deles, disse: “a paz esteja convosco”. Depois dessas palavras, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos se alegraram por verem o senhor.
Novamente, Jesus disse: “a paz esteja convosco. Como o Pai me enviou, também eu vos envio”. E, depois de ter dito isso, soprou sobre eles e disse: “recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados; a quem não os perdoardes, eles lhes serão retidos”.


— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Reflexão
Leia MaisEvangelho em Libras | Solenidade da Ascensão de Jesus – Ano BEvangelho em Libras | 6º Domingo da Páscoa – Ano BEvangelho em Libras | 5º Domingo da Páscoa – Ano B

Após percorremos cinquenta dias do tempo pascal, celebramos hoje a Solenidade de Pentecostes. Com essa celebração encerramos o tempo pascal e retomamos o tempo comum na liturgia, o tempo da vida pública de Jesus e de nossa missão. A solenidade de pentecostes marca o nascimento da igreja missionária. A igreja que, guiada pela força do Espírito Santo, vai até os confins da terra para anunciar o evangelho e construir o reino de Deus. São João, em seu evangelho, coloca pentecostes no domingo da ressurreição, o primeiro dia da semana, para mostrar que o Espírito Santo que o ressuscitado sopra sobre os discípulos é a força capaz de fazer novas todas as coisas. Depois da paixão e morte de Jesus, os discípulos se fecharam por medo. E é no meio destes discípulos paralisados pelo medo que o ressuscitado se coloca e sopra sobre eles para que sejam revestidos da força do alto. É o primeiro dia da semana, ou seja, começa para os discípulos um novo tempo. Ao se colocar no meio dos discípulos, Jesus está ensinando que de agora em diante ele deve estar no centro da comunidade e no centro da vida de cada um que nele acredita. Jesus precisa estar no centro de nosso coração para que possamos realmente ser suas testemunhas. Pois quem tem Jesus no centro da sua vida não teme e não se fecha, mas se abre corajosamente para a missão. Jesus se coloca no meio dos discípulos e lhes deseja a paz. Ele sabe que falta paz em seus corações, e sem paz não é possível ser discípulo e missionário. São João coloca pentecostes no dia da ressurreição para nos levar a fazer memória do livro do gênesis, quando Deus criou o homem do barro e soprou sobre ele o espírito que lhe deu vida. Assim, na páscoa temos a nova criação. Jesus com o sopro do espírito santo recria seus discípulos para a missão. Por isso, a solenidade de pentecostes renova em todos nós a vocação missionária para a qual Cristo nos chamou. O espírito nos concede seus dons, principalmente a capacidade de fazer a linguagem do amor, para que semeemos o reino de deus no coração de todas as pessoas. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.