Por Frei Rinaldo, osm Em Igreja

SOL: amigo ou vilão?

Queridos leitores

Deus abençoe você e sua família com toda sorte de bênçãos físicas e espirituais. O verão tão esperado chegou! E com ele o tempo de calor, altíssimas temperaturas, muita chuva e fortes tempestades! Calor é sinônimo de muito sol. É verdade que moramos num “país tropical, abençoado por Deus”! Afinal ele faz bem ou não para a saúde? Quais são as vantagens e desvantagens do Sol?

sol

Quais as consequências para a saúde com a super exposição aos raios do sol? É verdade que provoca manchas na pele, eczemas, alergias e até mesmo câncer? Sim, o sol faz bem à saúde! Todos os seres vivos dependem da luz solar para sobreviver: os vegetais para a fotossíntese (a clorofila, por exemplo, que dá a cor verde a muitos vegetais), a glicose vegetal (energia das plantas).

O Sol faz despertar em nós, seres humanos, a vitamina D, fundamental para o fortalecimento dos óssos e dos músculos, combate à osteoporose, osteomalácia (amolecimento dos óssos) em crianças, produção de cálcio e fósforo no sangue. Pelo menos 15 minutinhos diários é recomendado essa exposição no período da manhã ou final de tarde.

Estudos revelam que o uso moderado do sol também ajuda na prevenção de doenças como: Enxaqueca, Alzheimer, Alergias, doenças

auto-imunos, câncer (e colo de útero, mama e de próstata), depressão, diabetes, hipertensão, infertilidade, distúrbios alimentares, cáries, miopia, obesidade, Parkinson, psoríase...entre outras.

Porém, o outro lado também precisa ser dito! O sol também faz mal. E aqui podemos elencar algumas das principais consequências: os raios UV (ultravioleta – radiação eletromagnética – assim sendo, UVA, UVB e UVC são diferentes tipos de Raios Ultravioletas transmitidos pelo sol). Esses raios penetram na pele mais profundamente, aceleram o envelhecimento cutâneo, provocam manchas, queimaduras, despigmentação, quadros de alergias, e até danificam o ADN das células, onde aparecem os vários tipos de câncer de pele. Usar o sol sem proteção ou bloqueadores solares é arriscar-se muito e atrair essas doenças com suas trágicas consequências. Aliás, recomenda-se o uso de protetor solar todos os dias, mesmo nas sombras ou dias nublados. Os raios atravessam as nuvens.

Eis algumas dicas para evitar os desconfortos e contratempos provocados pelo sol.

Lembre-se de uma palavra e peço que você a memorize: A.F.A.R.

Afar, frei? O que é isso? É muito simples, vamos lá.

A (de Água) F (de Filtro Solar) A (de Alimentação) R (de Roupas confortáveis).

- No verão é muito com a desidratação, portanto, pelo menos 2 litros de água por dia

- Evitar a exposição das 10h00 às 16h00 e usar sempre o filtro solar

- Na alimentação evitar aqueles de difícil digestão (frituras, gorduras). Prefira frutas e muitas saladas.

- Usar roupas leves e confortáveis.

Não esqueça de proteger bem as crianças com chapéus, bones, camisetas e é claro: muito protetor solar. Usar óculos faz bem, desde que sejam “originais”, ou seja, que verdadeiramente protegem os olhos contra os raios solares.

Verão é um tempo maravilhoso de passeios, praias, piscinas, etc…mas também pode ser um grande vilão se “abuser” do sol sem os devidos cuidados. Afinal de contas, prevenir é ainda o melhor remédio.

Viva o verão, viva o sol, viva a luz…com sabedoria e esquilibrio.

Com carinho e bençãos

Assinatura Frei Rinaldo ATUALIZADA colunista

Escrito por
Assinatura pequena Frei Rinaldo Colunista.png
Frei Rinaldo, osm

Frei Rinaldo, osm

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Polyana Gonzaga, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.