Por Santuário Nacional Em Notícias Atualizada em 05 OUT 2018 - 20H47

Envio dos restos mortais de Dom Aloísio ao Santuário de Aparecida

Dom Orlando Brandes, Arcebispo de Aparecida, e Dom Frei João Inácio, bispo de Lorena (SP) participaram, na manhã desta quinta-feira (4) às 8h30, da celebração da transladação dos restos mortais de Dom Aloísio Lorscheider no Convento São Boaventura em Daltro Filho, distrito do município de Imigrante (RS), de onde irão acompanhar o translado até o Santuário Nacional de Aparecida (SP).

A celebração foi presidida por Dom Frei Inácio e contou com a presença de Frei Inácio Dellazari, provincial da Congregação Franciscana no Rio Grande do Sul, e de vários religiosos franciscanos, além dos bispos Dom Frei Irineu Gaspen, bispo emérito de Vacaria (RS), Dom Alessando Carmelo Ruffinoni, bispo de Caxias do Sul (RS), Dom Lírio Vendelino Meurer, Bispo da Diocese Santo Ângelo (RS), Dom Aloísio Dili, Bispo da Diocese de Santa Cruz do Sul (RS), Dom Frei Claudio Hummes, Arcebispo Emérito de São Paulo, Dom Frei João Inácio, Bispo de Lorena e Dom Orlando Brandes, Arcebispo de Aparecida (SP).

::Dom Aloísio Lorscheider: o fundador da Campanha dos Devotos

Durante a Santa Missa, que também celebrou a solenidade de São Francisco de Assis, o bispo de Lorena listou os exemplos do 'Santo dos Pobres', enfatizando em seguida o legado de Dom Aloísio, destacando a sua predileção pelos mais necessitados.

“Tinha amor de predileção pelos pobres e excluídos; ele não se calava diante das injustiças”, recordou. Ao finalizar sua homilia, Dom Inácio ressaltou ainda: “Dom Aloísio era pessoa de hábito simples, saiba se alegrar com as coisas simples da vida. Ele sabia viver e gostar das coisas boas que Deus coloca à nossa disposição”.


Antes da bênção e oração pelo envio dos restos mortais de Dom Aloísio, alguns bispos presentes expressaram a sua alegria pela homenagem e celebração de hoje, dedicada a um dos filhos de São Francisco.

Frei Inácio Dellazari, Ministro provincial
“Nós, em Capítulo Provincial, decidimos que nem Dom Aloísio nos pertence, mesmo sendo membro da nossa comunidade. Nós somos filhos e filhas da Igreja. Por isso, essa celebração hoje é um momento muito significativo para nós padres, porque estamos nos desapropriando de nós mesmos para entregar a Deus e ao Santuário de Aparecida os restos mortais de Dom Aloísio. E nós fazemos isso com uma alegria franciscana muito grande.”

Dom Orlando Brandes
“Quero desejar que haja um vínculo maior entre Daltro Filho e Aparecida. Essa catolicidade é muito boa. O meu agradecimento também ao Frei Inácio, por esse despojamento franciscano e essa compreensão que Dom Aloísio é do mundo inteiro.”

Dom Claudio Hummes
É uma alegria muito grande estar hoje aqui, em primeiro lugar por causa do Dom Aloísio, na transladação dos seus restos mortais; segundo, por estar aqui nesse convento de São Francisco. Dom Aloísio foi um grande homem e, por isso, a nossa grande alegria hoje de vê-lo homenageado e sendo mostrado para nós como um grande modelo de frade, de homem e de bispo.”

Dom Alessando Ruffinoni
A nossa Diocese de Caxias do Sul sentiu-se horada quando soube que ele queria descansar aqui em nossa Capela, mas a nossa alegria hoje não diminui porque ele volta para onde foi pastor. Ele tem que estar com sua Igreja particular. Somos felizes, por isso e porque acreditamos que não será a distância que vai impedir que Dom Aloísio continue protegendo a nossa diocese, a nossa comunidade e o nosso povo.”

Dom Lírio Meurer
“Eu quero pedir que Dom Aloísio realmente inspire a todos nós, para que aumente a nossa paixão por Jesus Cristo.”


Celebração no Santuário de Aparecida
No dia 05 de outubro, um carreata sairá do Seminário Bom Jesus, sede da Arquidiocese de Aparecida, às 8h, com destino ao Santuário Nacional para a primeira celebração eucarística em memória ao arcebispo na cidade da Mãe Aparecida.  A santa missa será presidida por Dom Raymundo Damasceno Assis, Cardeal Arcebispo Emérito de Aparecida.

Confira os temas refletidos em cada dia de celebração, até o dia 08 de outubro, quando será o sepultamento dos restos mortais de Dom Aloísio na Capela da Ressurreição:

Dia 05 de outubro, às 9h - Dom Aloísio e a devoção a Nossa Senhora Aparecida
Dia 06 de outubro, às 9h - Dom Aloísio na Igreja
Dia 07 de outubro, às 8h - Dom Aloísio e a Arquidiocese
Dia 08 de outubro, às 8h30 - Dom Aloísio e o Santuário Nacional

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Santuário Nacional, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.