Por Redação A12 Em Redação A12 Atualizada em 12 ABR 2019 - 09H16

Violência contra mulher é tema do Redação A12 ao vivo

O Redação A12 ao vivo, recebeu no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, Padre Pedro Cunha, que comentou a questão da violência contra mulher, feminicídio e falou sobre figuras femininas importantes da história da humanidade e também na história mais recente do Brasil. Eduardo Gois conduziu o bate-papo com o sacerdote e leu a participação das pessoas no Facebook e Youtube.

De início, antes de abordar de fato o tema da violência contra a mulher, o convidado do dia, Padre Pedro Cunha, foi questionado pelo jornalista Eduardo Gois sobre de que forma as mulheres podem se assemelhar mais a Maria. Para o padre, a Virgem Maria deu o Sim à Fé. “Mulher de fé, esperança, coragem e enfrentou a dor como quase ninguém consegue enfrentar”.

Irmã Dulce e Madre Teresa

“De fato esta mulher foi extraordinária, de muita simplicidade, poucas palavras, mas de uma ação extraordinária”, comentou o padre sobre a Ir. Dulce.

Já sobre Madre Teresa de Calcutá, o padre explica que o que mais o encantou nela foi a maneira dela de, sem ser uma mulher doce, utilizava-se da sua firmeza, para se dedicar aos mais abandonados. Ela arriscou a vida dela e saia de casa sem saber se iria voltar. “Ela não era doce, mas tinha uma ternura e garra extraordinária, ninguém a fazia de boba. Era uma grande amiga dos Papas.

Violência contra mulher

Na opinião de Padre Pedro, a maior violência é a violência para o lar em si. “O lar é sagrado, lugar onde a família e Deus habita. Quando alguém machuca outro em sua própria casa, está maculando o Santuário da vida que é o lar”, afirma. Para ele, toda e qualquer machucadura que se faz, seja moral, física, psicológica ou sexual é um desrespeito ao lar. “A casa é o santuário da vida, é o lugar onde a gente chega e busca repouso e descanso”. Outros aspectos também foram citados, como por exemplo, de que maneira identificar o agressor e o que fazer.

O feminicídio também foi assunto do Redação A12 ao vivo. Eduardo Gois citou uma recente pesquisa da Folha de São Paulo que afirma que 71% das mulheres vítimas de feminicídio, na verdade, foram vítimas dos próprios companheiros.

Figuras femininas importantes

Padre Pedro e Eduardo ainda falaram a respeito de Maria da Penha, Ir. Dorothy Stang, Santa Teresa D’Ávila, Zilda Arns, Marielle Franco, Cora Coralina, Princesa Daiana e Malala.

Ao final, o A12 fez uma pequena homenagem a todas as mulheres que trabalham em nossa Redação. Confira o vídeo!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Redação A12

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.