Por Campanha dos Devotos Em Notícias

O Templo de Salomão: uma História

Templo de Salomão

Um templo de nós para Deus; um templo de Deus para nós;

um templo de nós para alguns de nós... 

Um dia o rei Davi, cheio de boa vontade, teve a ideia de construir um templo para Deus. Mas não esperava por esta: Deus agradeceu e disse que não precisava de um templo: "O mundo inteiro é meu, e eu moro onde eu quiser. Os animais são todos meus, e, seu quiser um, escolho do jeito que eu gosto!" O rei Davi ficou confuso, e Deus continuou: "Onde eu quero morar mesmo é no coração de vocês, para serem minha família, meu povo, meus filhos e filhas". E acrescentou: "Eu é quem vou construir uma casa para vocês, um templo para morarmos juntos, vocês se unirem e se reunirem em Meu nome. Vou encarregar o teu filho Salomão de fazer isto".

Davi não chegou a ver o templo que seu filho construiu nem sobrou resto arqueológico da construção. Mas o recado foi muito claro: o templo tinha que ser um presente de Deus para o povo, no meio do qual Ele vive porque há bondade, justiça, solidariedade, busca da partilha dos recursos de vida (veja 2Sam 7,1-17).

As religiões desde sempre fazem construções que chamam de templos. As finalidades são variadas. Às vezes, é um simples lugar de reunião da comunidade. Outras vezes, é um lugar sagrado, símbolo da presença de Deus; ou então acham que Deus mora mesmo ali. Pode haver interesses quando, por exemplo, a grandeza de um templo é feita para grupos religiosos disputarem entre si quem é maior. Ou quando o templo, pequeno ou grande, é disfarce para um negócio rendoso no sentido econômico. Jesus já teve problemas desse tipo, ao ver que faziam do Templo um lugar de vendilhões e covil de ladrões (Jo 2,14).

Jesus foi crítico sobre o templo, mas reconheceu que podia ser um espaço de encontro das pessoas e comunidades com a Palavra e os símbolos de Deus. O templo fundamental de Deus somos nós próprios, onde Seu Espírito quer morar. São Paulo resume isso, dizendo: "Vocês são templos de Deus, e o Espírito Santo habita em vocês" (3,16-17; 6,19).

O templo construído de material, para ser de Deus tem que alimentar a misericórdia, o compromisso e a bondade entre as pessoas. A parábola do Bom Samaritano (Lc 10) mostra sacerdotes e levitas que se afastam do templo de Deus, porque se distanciam da misericórdia. Em outras palavras, não basta louvar a Deus; é preciso acolher o seu Amor em nós e assumir as práticas da compaixão e compromisso com o bem dos outros. Assim, o sonho de Jesus era que todos os templos servissem para o encontro com Deus "em espírito e verdade", em atitudes e com gestos concretos (Jo 4,24).

Assim, a história do templo de Salomão ensina que, para ser de Deus, o templo se constroi em favor dos pobres e sofredores, das comunidades que buscam vida de justiça e união, superando desigualdades e discriminação. Ou então será apenas um templo de interesses particulares e privados.

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Campanha dos Devotos, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.