Por Campanha dos Devotos Em Notícias Atualizada em 24 SET 2018 - 10H00

O que a Bíblia Sagrada fala sobre os Arcanjos?

São Gabriel com Maria, São Rafael com Tobias, São Miguel com todas as hierarquias, abri para nós esta via!



No dia 29 de setembro comemoramos os Santos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael. A Igreja Católica herdou do Antigo Testamento a devoção a estes protetores e intercessores que Deus envia do céu para o cumprimento de seus propósitos na terra. Convido você a conhecer o que a Bíblia Sagrada fala sobre eles.


Campanha dos Devotos
Campanha dos Devotos

Arcanjo Miguel

Ele é um dos príncipes supremos entre os anjos. O anjo guerreiro que luta contra o diabo e defende o povo de Deus. Miguel é mencionado cinco vezes na Bíblia Sagrada. Em Daniel 10,10-21, é mencionada a visita do Arcanjo Miguel ao profeta Daniel, que lhe explicou que só não tinha chegado mais cedo com a resposta de sua oração porque o Príncipe da Pérsia (um agente de Satanás) o impediu. Mas o Arcanjo Miguel guerreou a favor do Profeta Daniel. “Mas o Príncipe do reino da Pérsia opôs-se a mim durante vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio a meu auxílio e eu fiquei lá com os reis da Pérsia”, Daniel 10,13. O Arcanjo Miguel virá no fim dos tempos e terá um papel importante que ainda não foi explicado, Daniel 12,1.

Na Carta de Judas 1,9, é relatado que Miguel entrou numa disputa com o diabo, quando Moisés morreu, pelo seu corpo. Na disputa, Miguel mostrou sabedoria ao não entrar em difamações, mas deixou que o próprio Deus o repreendesse. Em Apocalipse 12,7-9, a visão fala sobre uma grande batalha nos céus entre o exército dos anjos de Deus, liderado pelo Arcanjo Miguel, e o exército das trevas. Satanás perdeu a batalha e foi lançado à terra. Essa batalha não é a mesma que a grande batalha final, quando o diabo será lançado no lago de fogo.


Campanha dos Devotos
Campanha dos Devotos

Arcanjo Gabriel

É o anjo mensageiro de Deus que apareceu à Virgem Maria e anunciou que ela abrigaria em seu ventre o Filho do Altíssimo. Nas escrituras sagradas, Gabriel é mencionado pela primeira vez no livro de Daniel 8,15-17, quando ele interpreta a visão de Daniel sobre um carneiro e um bode. O anjo apareceu em forma de homem e explicou a Daniel que os dois animais representavam reinos e seus futuros nos tempos do fim.

Um capítulo depois, Daniel 9,21-23, o anjo aparece após Daniel fazer uma oração e pedir perdão dos pecados de seu povo. Gabriel diz a Daniel que ele é um servo muito amado e que há resposta para a sua oração. O anjo revela a Daniel a profecia das 70 semanas, e a vinda do Ungido de Deus, o Senhor Jesus.

Em Lucas 1,19-20, ele apareceu ao sacerdote Zacarias, quando ele oferecia incenso a Deus no templo. Gabriel pediu que Zacarias não tivesse medo, pois ele trazia a mensagem de Deus de que ele teria um filho chamado João Batista, que prepararia o povo para receber o Salvador. Zacarias duvidou, pois Isabel era idosa e estéril. O anjo disse que ele ficaria mudo por sua incredulidade. Ele só voltou a falar após o nascimento de João Batista.

Seis meses depois de falar com Zacarias, Gabriel apareceu à Virgem Maria, dizendo que ela seria a mãe do Filho do Altíssimo (Lucas 1,26-38). “Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai, e ele reinará para sempre na casa de Jacó. E seu reino não terá fim. O Espírito Santo descerá sobre ti e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus.”


Campanha dos Devotos
Campanha dos Devotos

Arcanjo Rafael

É um anjo, que apareceu como homem, para trazer resposta a Tobit e sua nora Sara, narrado no livro de Tobias. Rafael foi enviado por Deus para encontrar Tobias no caminho para Média e o guiar para que conhecesse sua esposa Sara. Ela já havia se casado sete vezes, e todos os seus maridos tinham sido mortos por um demônio chamado Asmodeu, no dia do casamento, sem que a noite de núpcias fosse realizada.

O anjo Rafael pediu a Tobias que guardasse e salgasse o coração, o fígado e o fel do peixe para que fossem úteis como remédio. Tobias colocou as vísceras do peixe sobre as brasas do incenso, no quarto que estava com Sara em sua noite de núpcias e Asmodeu foi repreendido por Deus. Instruído por Rafael, Tobias usou o fel do peixe para curar a cegueira de seu pai, Tobit. “Eu sou Rafael, um dos sete anjos que estão a serviço de Deus e têm acesso junto à glória do Senhor. Se estive convosco, não foi por benevolência minha, mas por vontade de Deus; a ele deveis bendizer todos os dias, a ele deveis cantar hinos”, Tobias 12,15-18.

Texto publicado na Revista de Aparecida de setembro de 2019, edição nº 198

Receba a Revista de Aparecida na sua casa

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Campanha dos Devotos, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.