Por Pe. Leandro Luís Em Crescendo na Fé Atualizada em 26 SET 2017 - 14H22

#PartiuEvangelizar?

Caros jovens, devotos de Maria, a Igreja celebra neste final de semana a Ascensão do Senhor, ou seja, a subida de Jesus para junto do Pai. Nesta solenidade, festa maior, até mesmo o Papa Francisco em seu sermão, se preocupou em enfatizar o mandato de Jesus: “Ide e pregai o Evangelho a todos os povos”.

Foi com esta chave para o Evangelho que vemos o termo “partir”. Este, por sua vez, pode ter várias interpretações. A primeira é: ir embora, despedir-se, afastar-se; a outra é: romper, separar, cortar em pedaços, separar; a última, é partida, ir-se na direção.

jovens_de_mochila2

Mas, para o jovem, o que significa partir?

Antes de responder à pergunta é importante percebermos o sentido da celebração da Ascensão. Jesus parte para o céu. Essa partida não significa separação, mas sim, união profunda com Deus, o Pai. Esta é a meta de Jesus, chegar ao Pai. Assim também deve ser a nossa meta: caminharmos neste mundo na direção do Pai.

É no exemplo da proximidade de Jesus com Deus Pai que podemos encontrar a motivação de nossa permanência com Deus, promovida pela comunhão e pela unidade. A partida de Jesus para o Pai não expressa o seu distanciamento de nós. Jesus não se distancia de nós, ao contrário, está próximo.

 

A partida de Jesus para o Pai não expressa o seu distanciamento de nós. Jesus não se distancia de nós, ao contrário, está próximo.

A aproximação querida por Jesus está na abundância da misericórdia que o Pai tem para conosco. A subida de Jesus, chagado, com as marcas dos pregos e da lança em seu corpo, recorda-nos a profunda entrega de Jesus na cruz por nós. Contudo, sua ressurreição e ascensão são sinais de que a vida supera a morte e de que as marcas da entrega e da proximidade são evidentes aos que põem sentido na vida doada por Jesus a nós.

Partir significa o quê, então? Significa ir. Ir em direção, aproximar-se de algo ou de alguém. A partida de Jesus é um estímulo à urgente necessidade de aproximação uns dos outros.

Vivemos hoje, especialmente os jovens, um distanciamento das pessoas, causados por tantos aspectos: ativismo, individualismo, doenças relacionadas ao humor ou à tristeza, como é o caso da depressão; fixação às redes sociais, a partir de conversas e contatos pelos celulares, tablets e outros. Isso representa a possibilidade da superficialidade das relações, muito comum em nossos dias, pois evitamos ao máximo os contatos físicos. É preciso superar estes desafios.

#PartiuEvangelizar

Acredito que Jesus nos indica uma saída diante destes desafios: partir. Aqui revemos o mandato da Evangelização. Partir na direção do próximo, refazer as amizades desfeitas por motivos inúteis, consolar os que choram, dar de comer e beber aos famintos, vestir os nus, sepultar os mortos, cuidar dos doentes, assistir os migrantes. Praticar as obras de misericórdia corporais.

Aconselhar os indecisos, ensinar os que não sabem, corrigir fraternalmente os que erram, consolar os aflitos, perdoar as ofensas, suportar com paciência as injustiças e cultivar a oração com Deus pelos vivos e falecidos. Estas são as obras de misericórdia espirituais.

O jovem gosta de evangelizar, pois tem disposição, alegria, coragem, criatividade. Mesmo assim carece de maturidade na fé para viver com mais intensidade este projeto de Jesus: evangelizar a todos os povos.

Sem a presença do Senhor na vida do evangelizador, sem a presença do Senhor na vida da Igreja, e sem a força do Espírito Santo, a nossa missão, os nossos esforços têm resultados ruins. Por isso, precisamos ir aos povos e apresentar Jesus a eles. Esta é a missão dos jovens de Maria! #partiuEvangelizar?


Escrito por
crescendo na fé revista jovens de maria
Pe. Leandro Luís

Padre na Arquidiocese de Pouso Alegre

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Leandro Luís, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.