Dia 25 de Janeiro de 2019


Visita ao Centro de Detenção de Menores Infratores "Las Garzas"
Visita ao Centro de Detenção de Menores Infratores "Las Garzas"
Pela manhã, o Papa Francisco esteve visitando o Centro de Detenção de Menores Infratores "Las Garzas". Lá, o Pontífice pode levar palavras de esperança e motivar os jovens a traçar um caminho de conversão verdadeira, encorajando-os a não desistir de lutar.

Alguns jovens também puderam confessar-se com o Santo Padre.

#JMnaJornada #Panamá2019

- Confira a programação completa da JMJ 2019

Via Sacra
Via Sacra
Cerca de 400 mil pessoas estiveram presentes para acompanhar a Via Sacra, o segundo compromisso do Papa Francisco com os jovens na JMJ do Panamá.

O tema pastoral geral da celebração foi a Realidade da Juventude e da Igreja Mártir.

Projetada com base nas estações compostas por São João Paulo II, um dos patronos da JMJ, por ocasião dos exercícios espirituais que, sendo Cardeal Arcebispo de Cracóvia, na Polônia, ele dirigiu ao Papa Paulo VI e à Cúria Romana no ano de 1976, na Capela Matilde, hoje Capela Redemptoris Mater (Mãe do Redentor), no Vaticano. As meditações foram publicadas com o título emblemático: "Sinal de contradição", em 1978. Estas meditações acompanharam o Caminho da Cruz, presidido pelo Sumo Pontífice no Coliseu de Roma na sexta-feira santa do ano de 2003. São João Paulo II rezava a Via Crucis todos os dias.

Em sua chegada ao Campo de Santa Maria La Antígua, Papa Francisco entrou acompanhado dos ministros, da Cruz e do ícone da JMJ, fazendo uma breve oração inicial.

Caminhar com Jesus será sempre uma graça e um risco. É graça porque nos compromete a viver a fé, a conhecê-lo. É entrar no mais profundo de Seu coração, compreender a força de Sua palavra. É risco, porque Suas palavras e ações contrastam com o mundo, com as ambições, o desamor. Mas existe uma esperança, uma luz. Jesus viveu com amor, junto com Maria, desde o início da Igreja”, disse.

Um imenso coral de jovens vestidos de preto abriu a celebração da Via Sacra na Cidade do Panamá.

A cada estação, dois jovens de países distintos da América Latina anunciavam o tema das reflexões e apresentavam preces a elas relacionadas. Um numeroso balé, com pessoas vestidas de branco, apresentava coreografias que ilustravam cada momento do caminho da cruz.

Todas as preces terminam com o lema da jornada: "Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a Tua palavra!"

AS ESTAÇÕES DA VIA CRUCIS

Estação 1 - Jesus no jardim das Oliveiras (Mc 14, 32-36)
Tema de oração: Os pobres, a juventude e as vocações | Honduras

Estação 2 - Jesus é traído por Judas e preso (Mc 14, 43-46)
Tema da oração: Procurando a unidade. Ecumenismo | Cuba

Estação 3 - Jesus é condenado pelo Sinédrio (Mc 14, 55 -60-62-64)
Tema da Oração: Igreja dos Mártires | El Salvador

Estação 4 - Jesus é negado por Pedro. (Mc 14, 66-72)
Tema da Oração: Indígenas | Guatemala

Estação 5 - Jesus é julgado por Pilatos. (Lucas 23: 1-4,23-24)
Tema de Oração: Ecologia, Casa Comum | Costa Rica

Estação 6 - Jesus é flagelado e coroado de espinhos. (Mt 27, 26-30)
Tema da Oração: Migrantes, Refugiados | Venezuela

Estação 7 - Jesus carrega a cruz. (Jo 19, 16-17)
Tema da Oração: Vítimas | Haiti

Estação 8 - Jesus é ajudado pelo cireneu. (Mc 15,21)
Tema da Oração: Juventude, Esperança | Brasil

Estação 9 - Jesus encontra as mulheres de Jerusalém. (Lc 23, 27-28)
Tema da Oração: Violência contra as mulheres | República Dominicana

Estação 10 - Jesus é crucificado. (Mc 15,24-26)
Tema de Oração: Direitos Humanos | Colômbia

Estação 11 - Jesus promete seu reino ao bom ladrão. (Lc 23, 39-43)
Tema da Oração: Corrupção | Porto Rico

Estação 12 - Jesus crucificado, a mãe e o discípulo (Jo 19, 26-27)
Tema da Oração: Mães | Belize

Estação 13 - Jesus morre na cruz. (Lc 23, 44-46)
Tema da Oração: Terrorismo, assassinatos | México

Estação 14 - Jesus é depositado no túmulo. (Jo 19,41-42)
Tema da Oração: Aborto | Nicarágua

Os atos finais da Via Sacra tiveram o tema “Da Cruz para a Luz”. Com a cruz iluminada, dois jovens leram uma exortação à esperança. Em seguida, o Papa Francisco fez um discurso de aproximadamente 20 minutos.

“Senhor, acabamos de acompanhar vossos filhos no caminho da cruz. Caminho que Ele quis percorrer para nos mostrar o quanto nos amais e estais envolvidos com a nossa vida. O calvário é um caminho que continua em nossos dias. Na sociedade indiferente, que consome e se consome, que ignora a dor dos irmãos. Muitas vezes, diante disto, deixamos-nos levar pela apatia. É difícil reconhecer-vos no irmão que sofre. Escondemos-nos para não ouvir, ver ou gritar”.

Falando a respeito das dores que a juventude contemporânea enfrenta, Francisco prosseguiu: “Na cruz, te identificaste com todo o sofrimento, com todos aqueles que sofrem. A Via Crucis se prolonga em todos os sofrimentos do povo. De jovens que perderam a capacidade de sonhar por causa das drogas, prostituição e tráfico”, lembrou o Pontífice.

Na benção de encerramento, Papa Francisco pediu a intercessão de Nossa Senhora Aparecida: “Concede-nos um zelo missionário que irradie fé e esperança”, rezou ele.

“Depois de vivermos a Paixão do Senhor, junto com Maria, levemos nosso coração silencioso e em paz, alegre e com muita vontade de Jesus. E que a virgem nos acompanhe”, finalizou.

A celebração terminou com o canto “Alma missionária”, que já foi traduzido para vários idiomas, incluindo o português.

#JMnaJornada #Panamá2019

- Confira a programação completa da JMJ 2019

Veja mais
Veja mais

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.