Por Pe. Evaldo César de Souza, C.Ss.R. - Jornal Santuário Em Artigos Atualizada em 11 MAI 2018 - 09H40

O que é a Ascensão do Senhor?


Shutterstock
Shutterstock

Há muitas definições dogmáticas e teológicas que nosso povo aprendeu a conhecer com a catequese da Igreja, mas que nem sempre consegue entender muito bem. A Ascensão do Senhor é uma dessas verdades teológicas, que celebramos, mas nem sempre compreendemos com toda a intensidade. Todos nós sabemos que Cristo está ao lado de Deus na glória, que Ressuscitou dos Mortos e subiu aos Céus, mas qual o sentido espiritual dessas palavras?

Leia MaisSalmos em sua Essência | Ano B - Ascensão do Senhor - Salmo 46Ascensão do SenhorComecemos com a passagem bíblica da Ascensão do Senhor. Segundo as Escrituras (At 1,6-11), Jesus, após sua Ressurreição, conviveu um período com seus apóstolos e, logo depois, ascendeu aos céus para o lado do Pai Celeste. A palavra Ascensão remete-nos a uma imagem clara: Jesus mesmo eleva-se ao Céu. O Cristo Ressuscitado é introduzido definitivamente no Reino Celeste, onde, segundo imagem humana, ele está sentado à direita do Pai. Com isso, queremos dizer que para o Cristo não há mais barreiras temporais ou espaciais, Ele é tudo em todos, Alfa e Ômega, princípio e fim de tudo! Em poucas palavras, dizer que Jesus Ascendeu aos Céus é professar a fé na eternidade do Filho de Deus, que, historicamente encarnado em um momento do tempo, depois de Ressuscitado, retoma sua dimensão de Eternidade ao lado do Pai e do Espírito Santo.

Ou seja, cumprida fielmente sua missão, Jesus Ressuscitado finaliza sua estadia entre nós, e retorna aos Céus, e senta-se ao lado direito do Pai. Como já dissemos, essa imagem é humana, para significar que Jesus vive na Trindade Santa. A Ascensão do Senhor é a culminância da filiação divina, o selo final do projeto do Verbo, que se fez carne para nós nos salvar e que retorna às a suas origens, de onde segue sendo nosso companheiro fiel. O convite feito a nós, mas do que ficar mirando o Céu à procura do Ressuscitado, é seguir em missão, e reencontrá-Lo lo em cada irmão e irmã que sofre ao nosso lado.

 Por isso mesmo, a Ascensão de Jesus sinaliza o começo da vida missionária de seus discípulos. Jesus sobe aos Céus, mas a missão de construir o Reino de Deus é deixada como herança àqueles que Nele encontraram a razão para viver. Jesus é a cabeça da obra redentora do Pai, e nós somos parte fundamental desse projeto que irá restaurar a dignidade de toda criatura em Cristo!


Escrito por
Padre Evaldo César Souza, C.Ss.R, diretoria da Fundação Nossa Senhora Aparecida (FNSA) (TV Aparecida)
Pe. Evaldo César de Souza, C.Ss.R. - Jornal Santuário

Redentorista, membro da Província de São Paulo, graduado em Filosofia, Teologia e Jornalismo e pós-graduado em Gestão Executiva de Televisão (FAAP). Escreve para a Editora Santuário e para a editoria 'Santuários'.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Padre Evaldo César de Souza, C.Ss,R, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.