Novena Solene destaca a missão do peregrino da Senhora Aparecida


Novena da Noite
Novena da Noite

Com o Santuário repleto de devotos a quarta noite da Novena Solene celebrou os peregrinos, que diariamente visitam o Santuário de Aparecida e trazem em seu coração, os pedidos e os agradecimentos a Senhora Aparecida.

Thiago Leon
Thiago Leon
Romeiros são representados na entrada da imagem.

A entrada da imagem de Nossa Senhora Aparecida foi acompanhada por diversas pessoas que representavam os romeiros, que desde o início da devoção a Senhora Aparecida na casa simples de Silvana da Rocha Alves, esposa do pescador Domingos Garcia, buscavam renovar na Mãe Aparecida das águas a presença de Cristo em suas vidas.

Dom Ricardo Hoepers, Bispo do Rio Grande (RS) foi o celebrante dessa noite que refletiu o tema, ‘Senhora Aparecida: das águas ao encontro dos peregrinos’.

Em sua homilia o celebrante recordou São Francisco de Assis, celebrado neste dia 4 de outubro, como o grande peregrino que caminhou e ensinou a propagar a fé.

Frisou também, a importância de três verbos que possibilitaram à Maria, mãe de Deus, viver plenamente a sua fé e ser a luz que leva até Jesus, são os verbos Sair, Encontrar e Cuidar.

“Maria nos envia hoje, e eu gostaria que cada um que está aqui e cada um que está em casa, ao sairmos dessa celebração, lembremos que não é uma saída qualquer, mas é uma missão para qual estamos sendo enviados, para cuidar e olhar para o outro que está necessitado”, motivou Dom Ricardo.

::Reveja os principais momentos do 4º dia da Novena da Padroeira

Carreata
Carreata

Muitos carros, motos, triciclos e caminhonetes participaram na tarde desta quarta-feira (4), 4º dia da Novena em Preparação para a Festa da Padroeira, da tradicional Carreata em homenagem a Nossa Senhora Aparecida.

A concentração foi no Pátio das Palmeiras às 16h30, reunindo muitos veículos decorados com bexigas, bandeiras e imagens da Mãe Aparecida, todos prontos para percorrer as ruas da cidade sendo acolhidos pelas diversas manifestações de fé dos moradores, que ansiosos, aguardavam em frente as suas casas para ver a passagem dos veículos junto a Senhora Aparecida.

Marília Ribeiro
Marília Ribeiro
Carro decorado da devota Maria Luzinete.

Há 24 anos participando da Carreta, Maria Luzinete estava com o seu esposo Valdemar Heleno da Silva e duas amigas, prestigiando mais uma vez essa homenagem a Nossa Senhora Aparecida. “Essa tradição nós conservamos por tantas graças e tanto amor a Nossa Senhora Aparecida”, disse emocionada Maria Luzinete.

Marília Ribeiro
Marília Ribeiro

Seu esposo, entusiasmado com todas as comemorações dos 300 anos aproveitou para nos apresentar uma canção, que escreveu em homenagem ao tricentenário da Padroeira.

Ouça a canção escrita pelo senhor Valdemar Heleno: Outra participante assídua da Carreata é a taxista Cristina, que afirma dedicar esse tempo pelas ruas de Aparecida, exclusivamente a Nossa Senhora.

Marília Ribeiro
Marília Ribeiro
Carro decorado da devoto Maria Luzinete.

“Nós somos daqui de Aparecida e nós fazemos questão de participar, porque a gente depende cem por cento Dela. Eu sou taxista e hoje as minhas corridas vão pra outra pessoa, porque o horário da Carreata é exclusivamente para Ela”, ressaltou Cristina que estava acompanhada de um grupo de amigos.

Novena da Tarde
Novena da Tarde

Entrada da imagem é um dos momentos de maior emoção dos devotos

O refrão da música ‘Romaria’, de Renato Teixeira, retrata elementos que identificam os devotos de Nossa Senhora Aparecida e tocam o coração de quem ouve seus versos.

Foram com esses mesmos versos que a imagem da Padroeira do Brasil foi ao encontro dos seus romeiros, neste quarto dia da Novena da tarde. Trilhando caminhos diferentes, seja de carro, a pé ou a cavalo, os seus devotos se fazem peregrinos no Santuário Nacional.

Ivan Simas
Ivan Simas
Maria Aparecida, 67, de Bom Repouso (MG).

“Venho aos pés da Mãe Aparecida para agradecer a tantas graças e a cura de uma doença. Aqui neste pedacinho do céu eu me sinto muito bem”, afirmou a devota que veio pela segunda vez no Santuário neste ano.

Homilia

A ‘cultura do encontro’ exortada pelo Papa Francisco foi vivida por Maria, que das águas veio ao encontro dos mais pobres, dos desesperados, dos peregrinos. Ainda nos dias de hoje, Maria vem até seus devotos, nos concedendo graças e bênçãos do Céu.

Essa foi a reflexão do bispo prelado coadjutor de Borba (AM), Dom Zenildo Luiz Pereira da Silva, C.Ss.R., na tarde desta quarta-feira, 4. “Papa Francisco, em seu Pontificado, está cultivando a cultura do encontro: Realizemos a cultura do encontro que supera todas as culturas do descarte que hoje se vê no mundo em toda parte”, falou o bispo citando as palavras do Santo Padre.

As demonstrações de amor a Padroeira continuam durante a Novena Solene às 19h, com transmissão ao vivo pela TV Aparecida.

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.