Por Padre Pedro Cunha Em Artigos

A acolhida

É sempre bom sentir uma acolhida verdadeira e profunda, quando chegamos a algum lugar, quando dizemos alguma coisa, quando expressamos algum sentimento ou pensamento. Toda pessoa gosta de ser acolhida.

Mas acolher nem sempre é fácil, pois quando alguém se dispõe acolher outra pessoa é preciso que também seja capaz de deixar de lado os preconceitos e, por vezes, até mesmo os conceitos e lançar-se no risco de se envolver com a vida do outro, muitas vezes tão diferente de sua própria vida.

Só é possível acolher o outro, de maneira plena, verdadeira e gratuita, se for possível compreendê-lo a partir do lugar dele, e não do próprio ângulo de visão. Quando alguém se posiciona no lugar do outro, passa a enxergar a realidade como o outro a enxerga; passa a compreender melhor, portanto, o que o outro vive e, consequentemente, passa a ter mais condições de acolhê-lo plenamente, pois o conhece e o sente melhor e mais adequadamente.

Mas acolher o outro é acolher a pessoa e não seus erros e muito menos, compartilhar de suas atitudes erradas, de sua vida desajustada, de suas ideias desarticuladas e suas emoções confusas. Se você que vai acolher alguém e sente que não tem condições de levar o acolhimento adiante por causa dos problemas e erros da pessoa, acolha num primeiro momento, mas, logo que possível, encaminhe a pessoa para um processo de ajuda e crescimento. É preciso ter consciência que nem sempre é possível acolher determinadas pessoas por não se ter estrutura humana e espiritual para tal. Quando se percebe a falta de condições para acolher deve-se encaminhar, com grande amor, quem precisa, para quem efetivamente possa acolher dignamente e com plenas condições. Às vezes erra-se por conta de fraquezas, paixões desordenadas, ou ainda por que desejamos manter uma imagem de bonzinho.

Padre Pedro Cunha é sacerdote da diocese de Lorena (SP), fundador das Aldeias de Vida, professor universitário e apresentador

Escrito por
padre pedro cunha (Gustavo Cabral/A12)
Padre Pedro Cunha

Padre Pedro Cunha é sacerdote da diocese de Lorena (SP), fundador das Aldeias de Vida, professor universitário e reitor do Santuário Diocesano de Nossa Senhora da Santa Cabeça

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.