Por Sidney Oliveira Em Artigos

Mentir para si mesmo é a pior mentira

Entre tantas músicas que ouvi durante a minha vida, poucos trechos foram tão sensatos quanto o título deste texto, que pertence à música Quase sem querer, da banda Legião Urbana.

Parece engraçado, já que, aparentemente, é impossível mentir para quem já sabe a verdade, não é?

Mas, por o ser humano ser extremamente complexo, enganar a si mesmo é algo, mesmo que impensado, extremamente comum.

Infelizmente, existem muitas pessoas, dentro e fora das nossas vidas, que vivem histórias que são paralelas a da realidade. Elas são criadas como uma forma de maquiar aspectos das suas vidas, aos quais não conseguem aceitar e nem entender, mas que dessa forma as suportam.

Existem tantos exemplos que poderíamos citar nesse espaço. O dos pais que não têm tempo para o filho porque trabalham demais, e acreditam que lhe dar bons brinquedos acaba por satisfazer a ausência que a criança sente.

Há a criação rígida que proíbe, proíbe, proíbe, em vez de conversar. E, sem perceber, instiga ainda mais a querer conhecer aquilo que não deveria.

Ou uma crise familiar, em que há desentendimento entre irmãos, pai, mãe, filhos. E, por amor, essas pessoas escondem os problemas “debaixo do tapete”, para não causar danos maiores, ao invés de tentar resolver e deixar a mágoa de lado.

Um dos principais motivos dessa tentativa de criarmos um mundo paralelo ao que vivemos é o pensamento: se eu parar de pensar nisso, ele vai deixar de existir.

Não estou aqui falando mal do pensamento positivo. Ao contrário, eu sou e sempre serei a favor dele. O que quero dizer é que não é apenas fingindo que algo não existe que isso irá desaparecer feito mágica.

A mentira, mesmo a mais inocente delas, nunca é boa para ninguém, nem para nenhum relacionamento. Para mudar isso, o primeiro passo é deixar o conto de fadas de lado e perceber o que acontece na sua vida.

Depois que isso acontecer, você estará com a mente limpa para resolver os conflitos que estão dentro e fora do seu coração. Se o problema for o tempo com o seu filho, organize-se e fique mais com ele.

Se for a falta de conversa, tome coragem e fale que no mundo há riscos e que é preciso ser consciente de que toda ação tem reação. Por isso, cada decisão dele precisa ser bem pensada. Mas acredite também que você fez o seu papel de educador.

No caso de uma ruptura, com a mente aberta você enxergará os dois lados e poderá estar preparado para uma conversa sincera. Colocando na mesa todos os seus sentimentos, estando também pronto para ouvir os do outro.

Tenho certeza que, depois de perceber a realidade, você vai ver que o que você vive de verdade é muito melhor.

Sidney Oliveira é empresário, presidente da Ultrafarma

Escrito por
Sidney Oliveira
Sidney Oliveira

Sidney Oliveira é empresário, presidente da Ultrafarma

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Carolina Alves, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.