Por Pe. José Carlos Pereira Em Artigos

Revisão de vida

É tempo de fazer uma retrospectiva do ano que terminou e um check-list das coisas que pretendemos fazer neste ano. É esse o espírito que predomina os finais e inícios de ano. Pelo menos é o que a mídia tenta nos passar. Mas, que é bom fazer uma revisão de vida, não tenha dúvida que é.

Revisão sempre faz bem, seja no veículo que usamos para viajar; seja no nosso corpo; seja na nossa alma; enfim, seja na nossa vida. Não dá para começar o ano repetindo os mesmos erros do ano que passou. E quem não faz essa revisão acurada corre o risco de repetir os mesmos erros e ter as mesmas infelicidades no ano seguinte. Se for para ser infeliz e sofrer que seja por motivos diferentes. Errar é humano, mas permanecer no erro ou repeti-lo aí já é burrice, diz um provérbio popular.

Veja essa comparação: na hora de viajar, nesta época de alta temporada, é preciso revisar o carro. Você não vai querer correr o risco de ficar na estrada, vai? E pior que ficar na estrada, é não ficar nesta vida, porque carro sem revisão corre maior risco de provocar acidentes. Assim, ao sair de viagem qualquer pessoa prudente faz uma revisão no carro: verificam os freios, os pneus, faz alinhamento e balanceamento, olha a água e o óleo e, claro, o combustível, entre outras coisas.

Com o corpo é a mesma coisa. E não é só se preocupar com a forma física porque você vai para a praia. É se preocupar com aquilo que você e outras pessoas não veem. Aquilo que está dentro e que é muito mais sério. Por isso um chek-up na saúde de vez em quando faz bem para evitar problemas maiores com a vida.

Se nós fazemos assim com o carro e com o corpo, então por que nem sempre fazemos isso com a alma? E olha que a viagem da vida, cuja alma é o motor, é de uma aventura bem maior. Enfrentamos tempestades, subidas e descidas, desertos, frio e calor, enfim, as estradas da vida não são todas planas e asfaltadas.

Há também muito buraco, poeira e atoleiros e, por isso, uma revisão de vez em quando para enfrentar tudo isso é fundamental. Porém, o que muita gente não sabe é o que revisar e como revisar; e por não saberem o que revisar e como revisar, simplesmente elas não revisam sua vida espiritual e seguem sempre do mesmo jeito, sem mudanças, sem perspectivas, como se a estrada da vida fosse sempre igual e não fosse dar em lugar algum. Não é bem assim! A revisão espiritual é necessária e se você não sabe o que revisar, aqui vão algumas dicas:

Comece revisando o seu combustível! Sim, o combustível, ou você acha que a vida não precisa de combustível? Ah, se você pensa que eu estou falando de comida, esquece! Não é de comida que eu estou falando! Comida é importante e necessária, mas não é o mais importante e o mais necessário para uma vida de paz. Tem muita gente de estômago cheio, mas com a mente, o coração e a alma vazios. Estou falando da vida espiritual. Como ela anda? Já fez uma checagem ou ainda não? Não seja relapso! Esse combustível demora a dar sinais de carência, mas quando dá sinal, a vida para. O combustível do alimento todo mundo sente quando está no fim. Basta vir o apetite e uma luzinha vermelha acende no nosso cérebro, e nós já corremos para nos abastecer de alguma forma. E, às vezes, nós nos abastecemos até demais, e esquecemos que há outros com o estômago vazio, sem ter o que comer. Mas com a vida espiritual não é bem assim, pois essa “luzinha vermelha” demora a acender e, às vezes, dependendo da pessoa, ela nem acende. E não é defeito “no motor da vida”; essa carência de sinais de alerta na vida espiritual é normal, porque as cobranças nesse quesito são discretas e tênues, somente os mais sensíveis as percebem.

Quem revisa constantemente a sua vida espiritual tem mais chance de levar uma vida equilibrada, e a travessia por esse mundo se dá em sintonia com as outras vidas, ou seja, com a vida de seus semelhantes. Quem tem esse “tanque” abastecido percebe o vazio de outros “tanques”, isto é, das outras vidas, e as ajuda a serem abastecidas. Assim a vida vai ficando mais bonita para todos.

Ah, e tem mais! Revisar esse tipo de combustível não é garantia de estradas planas e isenção de obstáculos ou de problemas, mas é garantia de que você terá a força necessária para enfrentá-los e vencê-los. São nesses momentos que nós testamos se estamos abastecidos ou não. Portanto, não espere os obstáculos e as dificuldades acontecerem para se abastecer espiritualmente. Abasteça-se agora e faça uma viagem tranquila no ano seguinte.

E ao revisar o ano que passou, não desanime. A vida é como um livro, não é porque um capítulo foi ruim, que você deve desistir de toda a história ou desistir do livro. Leia até o fim e você verá que existem capítulos maravilhosos nesta vida. E mesmo no ano que terminou, por mais que ele não tenha sido como você desejou, verá que ele teve muita coisa boa.

Faça a sua retrospectiva. Planeje o próximo ano! Ouse sonhar mais e não tenha medo de colocar na lista de projetos planos ousados como, por exemplo, ser mais feliz, não levar a vida tão a sério, amar mais, ser melhor para si e para os outros, fazer algo que nunca fez; viajar mais, de conhecer novas pessoas, enfim, agora é tempo de sonhar e, depois do primeiro dia do ano, será tempo de buscar colocar em prática os planos, os sonhos e os projetos, mas faça isso com calma e serenamente, sem afobamentos, sem estresse, mas também sem acomodação. Procure dosar tudo na sua vida e você terá uma vida equilibrada e, com certeza, um ano feliz.

Padre José Carlos Pereira, CP é sociólogo e escritor de mais de 50 livros

Escrito por
Pe, José Carlos Pereira
Pe. José Carlos Pereira

Padre José Carlos Pereira, CP é sociólogo e escritor de mais de 50 livros

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Alexandre Santos, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.