Por Pe. Pedro Cunha Em Artigos

Sociedade digital e a vitrine

A sociedade digital, como se tem falado ultimamente, trouxe muitos meios preciosos de comunicação, a maioria deles instantâneos. É possível conversar com inúmeras pessoas em qualquer parte do mundo de forma rápida e gratuita, é possível ver e se mostrar. Skype, Facebook, WhatsApp, Google+, Instagram são os exemplos mais comuns de alguns destes meios. Hoje se partilha a vida facilmente com pessoas muito conhecidas e com pessoas totalmente desconhecidas. Vidas podem ser expostas nos diversos meios produzidos para esta sociedade como em uma vitrine. As pessoas querem ser vistas nas redes sociais, por isso se investe dinheiro, tempo, busca-se profissionais especializados em mostrar pessoas ao mundo. O que se quer é ser visto, curtido, acessado, comentado. O desejo dominante é estar no topo das visualizações. Para tanto se faz qualquer coisa e vale qualquer sacrifício, até mesmo o sacrifício da própria dignidade. Prefere-se até o ridículo ao anonimato. Não suportam mais ficar fora da vitrine, é uma meta, um objetivo ser visto, custe o que custar.

Pouco se pergunta: por que se mostrar? O que mostrar? Mostrar para que?

Nesta sociedade parece ser comum, não pensar em porquês e para quê. Apenas sente-se uma necessidade sem limites de visualizações, o que importa é estar na vitrine e ser enxergado, se para isso for preciso postar bobagens, imagens estarrecedoras, vídeos horríveis, montagens monstruosas, se faz sem o menor escrúpulo, se para isso tiver de expor alguém e destruir sua vida ou reputação, não importa, o que importa é garantir que isso vai gerar visualizações, curtidas, posts e comentários.

Empresas ganham milhões investindo em tecnologias cada vez mais requintadas para atender a demanda daqueles que querem fazer de si apenas uma vitrine que o mudo possa admirar.

Padre Pedro Cunha é sacerdote da diocese de Lorena (SP), fundador das Aldeias de Vida, professor universitário e apresentador

Escrito por
Pe. Pedro Cunha.jpg
Pe. Pedro Cunha

Padre Pedro Cunha é sacerdote da diocese de Lorena (SP), fundador das Aldeias de Vida, professor universitário e apresentador

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Carolina Alves, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.