Por Pe. Pedro Cunha Em Artigos

Um sentido para a vida

O que fazer quando, na busca do sentido da vida, os resultados são insatisfatórios? O que fazer quando o desejo pela busca de sentido torna-se um problema tão grande quanto a própria ausência do sentido?

Às vezes, os resultados são ruins porque a busca é inadequada, não é raro achar quem deseja encontrar o sentido para a vida se perguntando: “O que posso fazer pela vida?” Se a pessoa já está perdida e sem rumo, logo vai encontrar a resposta: “Nada”.

“Estou perdido, sem forças, sem rumo, não posso fazer nada pela vida.” A pergunta parece ser o problema. Troque a pergunta; em vez de perguntar: “O que posso fazer pela vida?”, pergunte: “O que a vida espera de mim?” Você verá que dezenas de respostas aparecerão e você será capaz de escolher, entre as muitas respostas, aquela que no momento se sente mais capaz de responder e, assim que você começar a dar respostas concretas, por meio de sua vida, seus atos e ações, sem que perceba, verá que sua vida estará adquirindo sentido, pois você não consegue mais perceber o mundo, que precisa de você, sem sua efetiva participação.

Como vê, não são sempre as respostas que são importantes, às vezes as perguntas são mais importantes que as respostas.

Por falar em perguntas, o que a vida espera de você?

Quando falo em vida, falo em situações bem concretas, pessoas, natureza, Deus, sociedade, Igreja. Pergunte-se: “O que a natureza, Deus, a sociedade, a Igreja, os idosos, os pobres, os ateus... esperam de mim?”

Essas realidades que nos rodeiam sempre estão mostrando o que esperam de nós, mas será que temos percebido? Às vezes, o olhar está voltado só para si mesmo. Até quando, positivamente, você se pergunta o que pode fazer pelos outros, as respostas quase sempre são limitadas. Ouça o apelo do mundo, que grita por você; saia de si mesmo, você verá que forças, luzes, esperanças e meios surgirão com espontaneidade e graça.

 

Padre Pedro Cunha é sacerdote da diocese de Lorena (SP), reitor do Santuário Diocesano de Nossa Senhora de Santa Cabeça, fundador das Aldeias de Vida e professor universitário. Idealizou o projeto Cabedalis.

Escrito por
Pe. Pedro Cunha.jpg
Pe. Pedro Cunha

Padre Pedro Cunha é sacerdote da diocese de Lorena (SP), fundador das Aldeias de Vida, professor universitário e apresentador

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.