Por André Somensari Em Jornal Santuário

Jovens devotos em unidade na Casa da Mãe Aparecida

Romaria da Juventude 2017 - André Somensari JS

Foto: André Somensari/JS

A juventude mariana de todo o Brasil esteve reunida nos dias 29 e 30 de abril no Santuário Nacional de Aparecida (SP) para a 2ª edição da Romaria Nacional da Juventude. Este evento, organizado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), por meio da Pastoral Juvenil, em parceria com o Santuário Nacional, consolida-se no calendário jovem da Igreja, pois, desde 2015, no início do projeto Rota 300, a CNBB e o Santuário realizam eventos em conjunto, convidando a juventude brasileira a se preparar para os 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida.

A Romaria da Juventude ocorreu em paralelo com a 55ª Assembleia Geral dos Bispos, em que alguns dos bispos participantes prestigiaram o evento, participaram, ministrando formações em diversas tendas. Além das formações, a Romaria também contou com missa, vigília, procissão e show com diversos artistas católicos: Padre Joãozinho, Padre Zezinho, Anjos de Resgate, Ziza Fernandes, Flavinho, Márcio Pacheco, Zé Vicente e Grupo Ir ao Povo.

:: Receba o Jornal Santuário em casa

Padre Antônio Ramos do Prado, sdb, mais conhecido como padre Toninho, assessor da Comissão para a Juventude da CNBB, fez um balanço positivo sobre a Romaria da Juventude: “A Romaria foi muito produtiva e participativa por parte dos jovens! Foi uma alegria muito grande! Ela teve uma adesão muito maior em comparação com os anos anteriores, em que lançamos em 2015, aqui no Santuário, o projeto Rota 300 com a Vigília da Juventude, e, no ano seguinte (2016), a 1ª edição da Romaria. Nossa expectativa foi alcançada, pois logo no primeiro dia do evento, no sábado, todas as tendas de formação estavam cheias de jovens o tempo todo, e de noite, mesmo com a garoa fria, a juventude não arredou pé do palco e prestigiou um belíssimo show de evangelização, sem contar a vigília, que foi focada no Sínodo dos Bispos (reunião do bispado mundial com o Papa Francisco em 2018, cujo tema central será a Juventude), sobre a vocação e discernimento vocacional dos jovens, encerrando-se com Adoração ao Santíssimo”, disse.

O sacerdote destacou também 3 acontecimentos importantes, ocorridos no domingo, 29 de abril, dia de encerramento da Romaria: “O primeiro momento foi a procissão com uma multidão de jovens, acompanhada por milhares de romeiros presentes, com Nossa Senhora Aparecida, no entorno do Santuário. Logo em seguida, Missa, presidida por Dom Vilson Basso, voltada para a Juventude. Depois, houve um encontro no subsolo do Santuário com mais de 350 jovens, que representaram grupos jovens de paróquias de diversas cidades do Brasil, que não se identificam com nenhum carisma, pastoral ou movimento e nova comunidade. São grupos jovens que vivem em suas paróquias e têm suas vidas eclesiais”, afirmou padre Toninho.

E atenção jovens: vem aí, de 27 a 30 de julho, o grande Jubileu da Juventude, o JUMI (Juventude em Missão), em que toda a juventude mariana de nosso país está convidada a celebrar o jubileu tricentenário na casa da Mãe Aparecida.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por André Somensari , em Jornal Santuário

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.