Por André Somensari Em Notícias

Aparecida sediará 1º Congresso da Misericórdia das Américas

Divulga 1 ACCOM JS

Imagem: Divulgação/ACCOM

“Este é o tempo da Misericórdia”, assim sabiamente nosso santo padre, Papa Francisco, reitera em sua carta apostólica Misericordia et misera, a necessidade de sermos um povo misericordioso. E dando continuidade ao legado que o Ano Santo da Misericórdia (2015/2016) deixou para nós, e em celebração aos 10 anos do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM) e do jubileu dos 300 anos, Aparecida (SP) sediará a 1ª edição do Congresso Continental da Misericórdia das Américas (ACCOM), que será realizado de 22 a 25 de junho no Centro de Eventos “Pe. Vítor Coelho de Almeida”, no Santuário Nacional. São esperados para o evento 5 mil pessoas de toda a América, em especial América Latina.

Com o tema “Sua misericórdia se estende de geração em geração sobre os que o temem” (Lc 1,50), o congresso continental faz eco aos congressos mundiais da Misericórdia, que foram inspirados no santo padre São João Paulo II, falecido em 2005. O primeiro foi realizado em Roma (Itália) em 2008, e o último em Bogotá (Colômbia) em 2014.

“O ACCOM ganha um significado todo especial por acontecer em Aparecida (SP), no ano em que comemoramos os 300 anos da imagem partida de Nossa Senhora, que depois foi restaurada. Papa Francisco, em 2013, ao voltar de sua visita à Aparecida disse aos bispos da CNBB: Aparecida é uma chave de leitura da Igreja no Brasil. Por tudo isso, tem um sentido especial do Congresso ser realizado na Casa da Mãe”, disse padre João Carlos de Almeida, scj, mais conhecido como padre Joãozinho, assessor teológico do Congresso de Misericórdia das Américas.

:: Receba o Jornal Santuário em casa

O texto referencial do ACCOM é a bula do Jubileu Extraordinário da Misericórdia – Misericordiae Vultus – que tem a proposta de um estilo de ser Igreja para favorecer o caminho da Nova Evangelização no Continente Americano e no mundo.

“O Ano da Misericórdia foi o ponto de partida, mas ele não termina! Tem todo o sentido continuar celebrando a misericórdia de Deus por meio do Congresso. A misericórdia é uma tarefa permanente. Nós precisamos de uma Igreja de portas abertas, de coração aberto, uma Igreja em Saída, que supere toda a autoreferencialidade e narcisismo institucional. Nosso mundo precisa de misericórdia”, afirma padre Joãozinho.

Assim como o CELAM e o Ano Santo da Misericórdia, o ACCOM também pretende deixar seu legado para a Igreja: “Ele pretende deixar este legado de que a misericórdia é tarefa permanente e nos levar a refletir sobre Maria, a Mãe da Misericórdia, modelo da misericórdia de Deus”, disse o sacerdote.

Para mais informações sobre o Congresso de Misericórdia das Américas, acesse www.accom2017.org/br/.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por André Somensari , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.