Por Allan Ribeiro Em Notícias

Campanha dos Devotos comemora bons frutos

Sustentação da obra evangelizadora do Santuário Nacional de Aparecida (SP), tanto nos aspectos estruturais como espirituais, a Campanha dos Devotos já garantiu inúmeras melhorias ao longo dos 16 anos de existência. Do sonho de dom Aloísio Lorscheider nasce o projeto que busca levar Cristo e a figura de sua Mãe intercessora ao maior número de pessoas. Com o passar do tempo, a Casa da Mãe transformou-se para acolher os milhares de peregrinos, assim como a evangelização ampliou-se pelos meios de comunicação e projetos sociais.

Foto de: Allan Ribeiro / JS

Campanha Devotos_1 - Allan Ribeiro JS

Entrada do andor com Imagem emociona dezenas de devotos

 

A iniciativa surgiu com o objetivo de colocar o piso no Santuário, em 1999. Mas aquilo que era apenas uma arrecadação financeira tornou-se a grande benfeitora de Aparecida. Hoje, os projetos de melhoria estrutural avançaram com a Campanha dos Devotos. O reitor do Santuário, padre João Batista de Almeida, explica que campanha é o coração da Casa da Mãe Aparecida. “A Campanha dos Devotos é o que garante nossa existência enquanto financiamento, enquanto instituição. Ela é que dá o compasso das nossas ações aqui no Santuário”, expressa.

A Basílica ganhou novos vitrais, revestimento em tijolos, a transformação do nicho da Imagem, entre outras melhorias. As benfeitorias estenderam-se também para a Matriz Basílica, que foi totalmente restaurada, além da construção do hotel Rainha do Brasil e do Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida. Outras obras estruturais importantes aconteceram nos anos de 2007 e 2013 para acolher os Papas Bento XVI e Francisco.

A ação evangelizadora promovida pela Família Campanha dos Devotos ganhou mais força com a criação de novos canais de comunicação entre o Santuário e os fiéis. Em 2005, nasce a TV Aparecida, que dedica uma programação especial à família. Cinco anos mais tarde surge o portal A12, no qual o internauta pode se informar sobre os acontecimentos da Igreja no Brasil e no mundo e conectar-se com o Santuário Nacional.

Foto de: Allan Ribeiro / JS

Hilma da Silva - Allan Ribeiro JS

Hilma Correia da Silva, uma das mais antigas representantes
da Campanha dos Devotos

“Nós estamos realizando aquilo que é o grande projeto da Igreja do Papa Francisco, que é sair do interno dos templos e ir até as casas, até os locais de trabalho. Por meio da Revista, da TV, dos programas de rádio, da internet vamos atingindo todos os públicos. Onde a pessoa está, nós também estamos por meio da Campanha dos Devotos, que nos proporciona os recursos para podermos diariamente marcar presença nas casas e na vida das pessoas”, diz padre João Batista.

 

Além das atividades pastorais, a Casa da Mãe tem como lema a evangelização por meio do acolhimento a famílias em situação de vulnerabilidade social. Por meio da doação dos devotos são desenvolvidos trabalhos na comunidade. Ao todo, nove projetos atuam em eixos voltados ao desenvolvimento social, profissional, humano e espiritual.

Para o futuro, novos projetos estão em estudo. O Santuário espera terminar até 2017 – ano do tricentenário do encontro da Imagem nas águas do rio Paraíba – o revestimento da cúpula central. Posteriormente, as capelas internas devem passar por obras.

Doação que se multiplica

Muito pôde ser feito pela Casa da Mãe Aparecida com a ajuda generosa dos devotos nos últimos anos. Peça fundamental nesse processo, as doações se somam e tornam possível todo o trabalho evangelizador. Atualmente, cerca de 870 mil pessoas participam ativamente dessa grande família.

Orgulho é o sentimento que a representante Hilma Correia da Silva, de Campo Grande (MS), define ao ver como o Santuário ficou mais bonito e como ele pôde ampliar a ação pastoral pelos meios de comunicação. Há 16 anos, ela tem a missão de divulgar a Campanha dos Devotos entre seus amigos e vizinhos. Seu trabalho é evangelizador, fazendo com que as pessoas recebam as bênçãos de Deus, pela intercessão amorosa da Mãe Aparecida. Ela incentiva para que outras pessoas possam integrar essa família.

“Eu faço as visitas, rezo o terço, falo de Nossa Senhora, falo da Bíblia, do Evangelho. As pessoas me ligam pedindo para rezar o terço. Depois que eu assumi esse compromisso, as portas todas se abriram para mim. Meus filhos, netos e noras, todos passaram a ter um caminho mais aberto”, conta.

Revista de Aparecida

Foto de: Allan Ribeiro / JS

Campanha Devotos_3 - Allan Ribeiro JS

Educação Musical do Santuário de Aparecida é um dos projetos
sociais mantidos pela Campanha dos Devotos

Mensalmente, os membros da campanha recebem a Revista de Aparecida, que representa o canal direto do Pastor, que é Cristo, com suas ovelhas. Criada em 2002, a publicação tornou-se um instrumento pelo qual o Santuário se comunica mensalmente com os participantes da Campanha dos Devotos. “A Revista é um instrumento com o qual a gente leva o alimento até as pessoas, o alimento espiritual do Evangelho, a esperança de vida que brota do altar do Santuário Nacional”, afirma o reitor do Santuário. 

Ao longo de sua existência, a Revista tomou proporções bem mais amplas do que se imaginava e hoje conta com a maior tiragem para uma publicação católica e a segunda maior tiragem, se comparada às revistas comerciais, com 870 mil exemplares mensais.

Para fomentar a devoção mariana desde a infância, nasce o desejo de criar uma publicação destinada às crianças. Assim surgiu a Revista Devotos Mirins, no ano de 2006. O reitor do Santuário ressalta que a educação infantil é muito importante dentro da proposta do Santuário de levar as pessoas a um amor à Igreja através de uma devoção de Nossa Senhora. “Vamos criar nas crianças esse desejo de chegar a Deus por meio de Maria”, diz.

Santuário promove 6ª Romaria da Campanha dos Devotos

Para comemorar os bons frutos ao longo dos 16 anos da Campanha dos Devotos, o Santuário Nacional organizou a sexta Romaria dedicada aos fiéis de Nossa Senhora, no último dia 4 de julho. Com o tema Irmãos na fé a serviço do Evangelho, o encontro foi marcado por momentos de forte reflexão, espiritualidade e de alegria na Casa da Mãe Aparecida. A programação foi dedicada especialmente aos devotos e contou com Santa Missa, consagração a Maria, shows, entre outras atividades. A data também marcou a comemoração dos 35 anos de consagração da Basílica pelo Papa João Paulo II e o lançamento do hino da Festa da Padroeira.

A acolhida aos romeiros aconteceu no altar central do Santuário, com missa presidida pelo arcebispo de Aparecida, cardeal dom Raymundo Damasceno Assis. Ele reforçou que a Campanha nasceu a partir do desejo dos fiéis de Nossa Senhora em contribuir com o trabalho evangelizador do Santuário Nacional. “Uma semente pequenina que hoje já se estende por todo Brasil e já se tornou uma grande família de irmãos e irmãs na fé a serviço do Evangelho” afirma. Dom Damasceno também pediu a Maria que proteja as pessoas que acreditam no trabalho evangelizador realizado pela Casa da Mãe. “Muito obrigado à Família Campanha dos Devotos. Deus derrame copiosas bênçãos diante de vocês”, desejou.

Em sua homilia, o cardeal recordou a visita de São João Paulo II, que foi marcante para a Igreja no Brasil, especialmente para o Santuário Nacional. Durante sua primeira passagem pelo país, o sumo Pontífice concedeu o título de Basílica menor ao Santuário de Aparecida. O cardeal também relembrou algumas das palavras do santo.

Foto de: Allan Ribeiro / JS

Campanha Devotos_4 - Allan Ribeiro JS

Celebração eucarística acolhe fiéis de Nossa Senhora na 6ª Romaria da Campanha dos Devotos

 

Um dos momentos mais marcantes da celebração foi a recepção do andor com a imagem de Aparecida. Junto à procissão, cartazes que faziam menções às obras da Campanha dos Devotos. A réplica irá peregrinar pelas paróquias da arquidiocese do Rio de Janeiro (RJ) e foi entregue ao arcebispo da cidade, cardeal dom Orani João Tempesta.

Ao fim da missa, o bispo auxiliar de Aparecida, dom Darci José Nicioli, disse que o dia seria dedicado à família evangelizadora da Campanha dos Devotos e que o Santuário queria prestar contas aos fiéis sobre tudo o que foi feito ao longo dos 16 anos de trabalho apostólico. Ele pontuou que tudo foi possível graças à fidelidade e participação de todos os membros da Campanha.

“Ai de mim se eu não evangelizar. Esse é o espirito que move a Família Campanha dos Devotos. Evangelizar, como nos ensina o Papa Francisco, é querer o bem do outro. Não há outra maneira melhor de querer o bem do nosso irmão, da nossa irmã, se não levar para ele ou para ela o Nosso Senhor Jesus Cristo. Torná-lo mais conhecido e mais amado. Essa é a missão da Família Campanha dos Devotos”, finalizou.

A devota Jorgina da Silva Borges dos Prazeres, de Cabo Frio (RJ), emocionou-se ao estar diante da Mãe. Acompanhada do marido, ela conta que há três anos faz parte da Campanha dos Devotos. “Nós já éramos devotos de Nossa Senhora Aparecida. Quando surgiu o tijolinho, começamos a querer fazer parte. Fazendo parte nós conseguimos fazer com que a nossa Basílica fique mais bonita e aconchegante para todos”, salienta.

Festa para todos os públicos

 

Durante o dia, a programação estendeu-se a todas as idades. Os personagens da Turma dos Devotos Mirins garantiram a festa das crianças. Foi um momento de alegria e oração para os pequenos. Depois de cantarem, dançarem com toda a turma, elas participaram de uma benção especial. Padre José Roberto Luciano contou a eles brevemente a importância de rezar com a Mãezinha do Céu, juntamente com os pais, e realizou uma breve catequese sobre Nossa Senhora.

 

Já os representantes da Campanha dos Devotos tiveram uma atividade dedicada a eles no subsolo da Basílica, no Auditório Padre Noé Sotillo. Foi a oportunidade de compartilhar os desafios e os trabalhos na missão evangelizadora. Padre João Batista e o ecônomo do Santuário Nacional, padre Daniel Antônio da Silva, reforçaram o relevante papel que eles desempenham nos trabalhos da Casa da Mãe.

Foto de: Allan Ribeiro / JS

Campanha Devotos_5 - Allan Ribeiro JS

Turma dos Devotos Mirins garante alegria das crianças
durante Romaria

Representante há 10 anos, Marilene Milagres de Paula, de Belo Horizonte (MG), diz que se sentiu acolhida no Santuário nessa Romaria. Para ela, a vida mudou completamente depois que pôde contribuir com a Campanha dos Devotos. As transformações na Basílica enchem os olhos da mineira. “Eu fico muito satisfeita sabendo que com um pouquinho que a gente contribui mensalmente nós podemos ver melhorias na Casa da Mãe Aparecida”, disse.

As atividades da Romaria encerraram-se na tribuna Papa Bento XVI. Os fiéis de Nossa Senhora puderam renovar a consagração a Maria e contaram com apresentações musicais. Padre João Batista, a partir dos ensinamentos de Papa Francisco, salientou a importância de evangelizar os que sofrem. “O quanto bem podemos fazer às pessoas, visitando casas, hospitais, cadeias. O Papa tem insistido nisso, que a Igreja precisa ir onde estão as pessoas, principalmente aonde a imprensa não vai, lugares que não estão nos jornais e revistas. É para esses que nós somos enviados”, concluiu.

 

 

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Allan Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.