Por Allan Ribeiro Em Notícias

Cáritas faz balanço das coletas da solidariedade

O presidente da Cáritas Nacional e bispo de Santarém (PA), dom Flávio Giovanele, fez um balanço das coletas da solidariedade realizada ao longo dos últimos 15 anos. Promovida durante o Domingo de Ramos, a iniciativa evangelização já financiou diversos projetos sociais pelo Brasil.

Foto de: Allan Ribeiro / JS

Dom Flávio Giovanele - Allan Ribeiro JS

Coletas são frutos da Campanha da Fraternidade que,
a cada ano, aborda temáticas importantes para Igreja
e sociedade

As coletas são frutos da Campanha da Fraternidade (CF) que, a cada ano, aborda temáticas importantes para a Igreja e sociedade. A CF teve início a quase 50 anos, mas apenas em 1999 foi instituída a coleta. Durante esse tempo, foram arrecadados cerca de 129 milhões de reais. Mais de 3 mil instituições foram beneficiadas.

A coleta é dividida em duas partes. A metade vai para o Fundo Nacional Solidariedade (FSN) e outra fica no Fundo Diocesano de Solidariedade. Os projetos financiados não se limitam apenas aos de cunho católico, outras instituições, como entidades civis ou associações de bairro são contempladas, desde que atendam aos critérios estabelecidos.

“Apresentamos isso como demonstração que é possível fazer grandes coisas com a contribuição pequena de cada um dos brasileiros que participam da Campanha da Fraternidade, durante a coleta no Domingo de Ramos”, finalizou.

A Caritas é responsável pela administração e distribuição dos recursos. Nos últimos nove anos passou a ser responsável por selecionar os projetos sociais.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Allan Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.