Por Da redação Em Notícias

Juventude comemora "Rota 300" durante Assembleia Geral

Durante a madrugada do Sábado, 18, e a manhã do domingo, 19, jovens de diversas partes do Brasil se encontraram no Santuário Nacional para dar continuidade às atividades do projeto de preparação para o Jubileu de 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Foto de: Eduardo Gois / JS

juventude_rota_300

Juventude se reuniu em Aparecida para celebrar
projeto "Rota 300"

Eles foram acolhidos no auditório padre Orlando Gambi, no subsolo do Santuário, onde fizeram um momento de louvor, com muita música e danças, posteriormente houve uma apresentação de uma peça de teatro e a reza do Santo Rosário. A juventude permaneceu em vigília até as 5h da manhã.

No domingo, os jovens fizeram uma caminhada junto com vários bispos, que participam da 53ª Assembleia Geral da CNBB. A procissão partiu do Centro de Eventos Pe. Vitor Coelho Almeida e se dirigiu até o Santuário Nacional, onde foi celebrada uma missa.

O bispo auxiliar de Campo Grande (MS) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, dom Eduardo Pinheiro da Silva, havia apresentado em coletiva de imprensa, na sexta, 17,  o Projeto “Rota 300” sobre os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida. A iniciativa se desenvolve a partir da peregrinação da imagem de Aparecida nas dioceses.

O objetivo é favorecer ações e experiências missionárias significativas para os jovens e animá-los no engajamento em suas comunidades de origem. A programação tem início neste sábado, dia 18, com uma vigília juvenil no Santuário Nacional. “Nesses três anos teremos muitas atividades. Solicitamos que as dioceses tenham suas criatividades, que se moldem segundo os interesses da igreja local.”, diz.

Foto de: Allan Ribeiro / JS

Dom Eduardo - Allan Ribeiro JS

Projeto visa a evangelização da juventude
e trabalhará três eixos principais

O primeiro é a missão. Dom Eduardo afirma que hoje há a necessidade de desenvolver no meio dos jovens experiências missionárias, pois percebe-se que a juventude está muito aberta as questões voluntárias. “Os jovens estão a fim de fazer a diferença no serviço à sociedade, não só a igreja”, diz. 

O segundo eixo é assessoria, aponta o bispo. Ele explica que participação do adulto na condução da educação e da evangelização dos jovens é primordial. “Necessitamos que, ao lado dos jovens, adultos que apostem neles. Quando os jovens se sentem apoiados fazem muito a diferença”, ressalta.

Por último, Dom Eduardo explica que a questão está nas estruturas de acompanhamento. Para ele, não basta que existam jovens animados e adultos para acompanhamento, se nas comunidades e na sociedade não houver estruturas abertas e investimento para que eles se sintam valorizados. “Eles precisam encontrar condições favoráveis para desenvolvimento das suas habilidades, dons e potencialidades” afirma.

O projeto vai até 2017, ano de comemoração do encontro dos 300 anos do encontro da Imagem de Aparecida.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Da redação, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.