Por Deniele Simões Em Notícias

Com atividades diversificadas em todo país, Souc propõe unidade cristã

Começou neste domingo, 17 de maio, a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos e Cristãs (Souc). A iniciativa é fruto de uma parceria entre o Conselho Pontifício para Unidade dos Cristãos (Cpuc) e o Conselho Mundial de Igrejas (CMI), com o objetivo de celebrar o dom da unidade entre todos os cristãos e cristãs.

Foto de: Reprodução

Souc - Reprodução

Encontro entre Cristo e samaritana é
tema deste ano e exemplo de unidade

A edição deste ano tem como tema Dá-nos um pouco da tua água (João 4,7), e, de acordo com a secretária-geral do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), pastora Romi Bencke, as atividades programadas entre os dias 17 e 24 de maio serão bastante variadas.

Segundo Romi, o caderno da Souc propõe três roteiros litúrgicos para celebrações ecumênicas e um roteiro de estudos sobre ecumenismo, que poderá ser usado ao longo do ano no trabalho com grupos comunitários.

Uma experiência interessante proposta pela Souc é a troca de púlpitos nos locais onde já existe a experiência da vivência e celebração ecumênicas. “Isso significa que um padre católico romano pode ser convidado para presidir uma celebração em uma comunidade da Igreja Presbiteriana Unida e vice-versa”, salienta.

Já nos locais onde a troca não é possível, a proposta é que as pessoas se reúnam ao longo da Semana para orar pelo ecumenismo. Outro modo de celebrar é chamar a atenção para problemas sociais que rompem a relação de aliança com Deus.

Uma das iniciativas é o exemplo da Rede Ecumênica da Juventude que, ao longo da Semana, organiza uma ação de reflexão sobre o tema nas redes sociais, convidando as pessoas a refletir e celebrar a diversidade da criação de Deus, que se manifesta na diversidade religiosa, cultural e ambiental.

A expectativa da organização é que muitos grupos e pessoas de diferentes localidades possam fazer da programação uma experiência de encontro com o ouro. “Tivemos uma rica oportunidade de compartilhar o nosso testemunho ecumênico com o mundo. Igrejas, como por exemplo, da Finlândia, nos enviaram e-mails agradecendo por nosso testemunho. Tomara que aqui no Brasil possamos nos também testemunhar a unidade”, diz Romi.

Dá-nos um pouco da tua água

De acordo com a secretária-geral do Conic, a água é um elemento importante para várias tradições religiosas. Além disso, é um bem extremamente necessário ao ser humano. “É algo que cuidamos com muito carinho, pois se ela falta é a própria vida que está ameaçada”, ressalta.

O tema deste ano mostra que oferecer algo tão precioso como a para alguém diferente é um grande gesto de desprendimento. “Partilhar da água do outro é experimentar sua vida, seus sonhos, suas angustias e esse gesto simbólico contribui para a unidade cristã, porque é um chamado para que saiamos de nossos pequenos guetos”, acrescenta.

Ainda segundo a pastora Romi, tentar esse gesto de partilha é dizer sim para a possibilidade de restauração da aliança com Deus, uma vez que as divisões entre irmãos da mesma fé não são sinais positivos e afastam as pessoas da unidade desejada por Deus.

O tema deste ano foi proposto pelo Conic após convite do CMI e recorda o Evangelho de João, que fala do encontro de Jesus com uma mulher samaritana, a quem pede água. “Todas as regras de divisão foram quebradas e o resultado foi um dos testemunhos de fé mais bonitos da Bíblia”, explica.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Deniele Simões, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.