Por Jornal Santuário Em Notícias

Com recorde de público, Missa Solene abre tríduo do Jubileu dos 300 anos

Muita alegria, emoção e manifestações de fé. Assim foi o dia 12 de outubro no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida.

Foto de: Alexandre Santos / JS

alex_rodolfo_soares_foto_alexandre_santos_js

Alex Rodolfo Soares, 55 anos, é mecânico montador e mora
em São José dos Campos (SP). Ele veio em Romaria a pé.
"É uma experiência muito gratificante, porque a cada ano
você passa por situações diferentes na estrada. Em alguns
anos, pegamos chuva. No sábado, pegamos calor de cerca
de 40°C. Mas quando você tem fé, não tem idade nem
nada. A gente consegue e a gente vai, porque a Mãe nos
dá essa força para superar todos esses obstáculos que a
gente encontra pelo caminho"

A Festa da Padroeira – um dos momentos mais aguardados pelos romeiros ao longo do ano – foi marcada pela participação maciça do público e também pela abertura do Tríduo Preparatório ao Jubileu do Tricentenário do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do rio Paraíba do Sul.

Segundo informações do departamento de Segurança, 292 mil pessoas passaram pelo Santuário no fim de semana. Somente no dia 12 foram 195 mil romeiros que acompanharam as festividades.

A solenidade mais importante do dia, a missa solene das 9 horas, atraiu 35 mil pessoas à Basílica, mas devido ao grande movimento, muita gente não conseguiu entrar e acompanhou a celebração do lado de fora do templo.

A imagem de Nossa Senhora foi entronizada no altar em um carro-andor ornamentado com flores. Enquanto a imagem era entronizada, o cantor Agnaldo Rayol interpretava “Ave-Maria” de Goumo.

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin Filho, e a primeira-dama, Maria Lúcia Alckmin, participaram da missa e de um dos momentos da Liturgia, no altar central.

A missa foi celebrada pelo Núncio Apostólico no Brasil, dom Giovanni D´Aniello e concelebrada pelo bispo auxiliar de Aparecida (SP), dom Darci José Nicioli, representando o cardeal Raymundo Damasceno Assis, que participa do Sínodo Extraordinário dos Bispos, em Roma.

Na homilia, o Núncio Apostólico falou sobre a emoção de poder presidir uma solenidade tão importante para o povo brasileiro. “Queridos irmãos e irmãs, desde a minha chegada no Brasil, como Núncio Apostólico, desejava presidir, neste lindo Santuário, uma celebração em honra de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Padroeira do Brasil. E, por isso, quero louvar a Deus, que hoje me dá a oportunidade de realizar esse desejo”, afirmou.

Ao refletir o Evangelho do dia (Jo 2,1-11), o Núncio Apostólico falou sobre o papel fundamental de Maria para levar alegria ao povo que participou das bodas em Caná da Galileia.

Foto de: Eduardo Gois / JS

fabio_montanari_e_andreia_montanari_foto_eduardo_gois_js

Fábio Montanari e Andreia Barbosa
de Sena Montanari, são de São
Paulo e estão casados há cinco
anos. Eles fizeram uma promessa
para Andreia engravidar e deu
certo. Ambos foram agradecer
pelo nascimento da pequena
Raissa Sena Montanari, que
hoje tem três meses. Andreia
subiu a rampa que dá acesso ao
nicho de Nossa Senhora de joelhos,
enquanto Fábio segurava nos braços
a pequena Raissa

“O humaníssimo milagre de Caná é um milagre da fé de Maria; então se vê a força da mulher, que aqui abre o banquete de Caná e, sob a Cruz, fecha os dois extremos da hora”, ressalta. 

Dom Giovanni lembra que não existe Maria sem Jesus e que ela sempre estará presente como mãe nossa e de toda a Igreja. “É ela a primeira cristã, a primeira que se integrou totalmente à vontade do pai para realizar a vinda do filho Jesus”, explica.

Ainda ao comentar o Evangelho, o representante do Papa no Brasil salienta que a ordem que Maria dá aos servos após a resposta do filho Jesus, “fazei tudo o que Ele vos disser”, soa como um convite a todo fiel, em qualquer tempo. “É uma ordem dirigida também a nós, para que vivamos fazendo sempre o que o Senhor Jesus nos disser.”

Dedicação à Mãe

O atendente Diego Henrique de Paiva, de Carnaíba (MG), participou da missa solene e conseguiu posicionar-se bem próximo do altar. Bastante emocionado, o jovem acompanhou a celebração entoando os cânticos e refletindo os momentos de oração.

O jovem, que vem a Aparecida pelo menos quatro vezes ao ano, é representante da Campanha dos Devotos em sua cidade. Ele descreve a alegria de participar de mais uma edição da Festa da Padroeira.

“Estar na casa da mãe é sempre um momento especial para mim, ainda mais neste ano de 2014, marcando hoje o início do tríduo, preparando para os 300 anos da pesca da imagem de Nossa Senhora”, diz.

Para Diego, poder participar da missa solene é um momento de muita emoção e alegria, porque, depois de Jesus, Nossa Senhora é tudo em sua vida. “A intercessão dela, a presença dela na minha vida é muito forte”, justifica.

Durante a solenidade, dom Darci José declarou aberto o Tríduo Preparatório do Jubileu do Tricentenário. Na coletiva de imprensa, após a missa, ele ressaltou que a escolha do 12 de outubro para a abertura do Tríduo tem o objetivo de intensificar a preparação do Jubileu.

“É um costume nós, da Igreja, da piedade popular, celebrarmos as festas com novena e com tríduo. Então, em cada ano nós vamos refletindo sobre um tema e assim vamos fazendo uma grande catequese”, justifica.

A ideia, segundo o bispo, é preparar o povo de Deus para o Jubileu falando sobre Maria e a importância dela na história da Salvação. “Até porque ela é o grande modelo para todos aqueles que querem ser fiéis e discípulos de Nossa Senhor Jesus Cristo. Ela é a discípula-missionária”, acrescenta.

Foto de: Eduardo Gois / JS

fabiana_aparecida_magalhaes_foto_eduardo_gois_js

A técnica em química, Fabiana
Aparecida Magalhães, 27 anos,
veio de Cuiabá (MT) e realizou
um sonho. Ela nasceu em 13
de outubro e tem Aparecida em
seu nome por uma homenagem
à Santa. "Passei minha vida
buscando realizar o sonho de vir
ao Santuário e agora realizei,
estou muito emocionada e encantada"

Procissões e consagração complementam festividades

Uma das novidades da Festa da Padroeira 2014, foi a ampliação do número de procissões. Além da tradicional procissão que acontece todos os anos, logo após a consagração das 15h, a organização deu outra oportunidade a todos os romeiros e romeiras de participar, pois já na parte da manhã, os devotos da Mãe Aparecida puderam aproveitar mais um momento de reflexão e fé.

Terra, água, fogo e ar. A força dos quatro elementos da natureza e a conscientização sobre a necessidade de preservar o meio-ambiente foram as temáticas centrais da 1ª Procissão em Homenagem a Nossa Senhora Aparecida.

Iniciada logo após a Missa Solene, a homenagem foi comandada pelos apresentadores da TV Aparecida Jéssica Fernandes e padre Evaldo César, da Tribuna Bento XVI. Ornamentado com flores coloridas, o andor de Nossa Senhora Aparecida esperava pelos fieis em frente ao palco.

O corpo de baile do Santuário Nacional apresentou coreografias representando os quatro elementos. A primeira performance foi a água, ressaltando a necessidade de preservar os mananciais.

Logo em seguida, o carro andor deixou a Tribuna Bento XVI para circular a Basílica, acompanhada por milhares de romeiros que se aglomeravam no pátio do Santuário. A procissão saiu ao som da música Romaria, de Renato Teixeira, interpretada pelo cantor católico Allysson Castro.

À frente do andor, o reitor do Santuário Nacional, padre Domingos Sávio da Silva, auxiliado pela equipe litúrgica, comandada pelo padre Valdevino Guimarães.

Ao longo da caminhada, mais três coreografias apresentavam os demais elementos, fogo, terra e ar. A cada parada, nas portas do Santuário, um bailarino se juntava ao carro andor, prestando homenagens à Rainha do Brasil. Os cantores Adriana Arydes e Neto Monteiro também se apresentaram no palco da Tribuna Bento XVI.

Na chegada da procissão, Allysson Castro, Adriana Arydes e Neto Monteiro cantaram juntos a Consagração a Nossa Senhora. Finalizando a homenagem, o show do padre Alessandro Campos emocionou os milhares de romeiros presentes.

A 2º procissão, que teve início às 17h, teve como ponto de partida, a Matriz Basílica ou Basílica Velha, como os devotos costumam chamar.

Foto de: Alexandre Santos / JS

pedro_e_vanessa_anacleto_foto_alexandre_santos_js

O casal Pedro e Vanessa Aanacleto completou dois anos de
casamento. Eles moram em Santo André (SP). "É a primeira
vez que a gente vem aqui no dia 12. Nós casamos nessa
data e prometemos vir aqui num dia 12 de outubro para
agradecer. Então hoje estamos aqui, completando  dois
anos de casados, trazendo essas flores e prestando essa
homenagem a Nossa Senhora. É muito importante estar
próximo da Palavra de Deus, próximo da Mãe e agradecer
as nossas realizações do ano"

Assim que terminou a consagração das 15h, os devotos foram convidados a participar da tradicional procissão da tarde. Imediatamente, a passarela que liga a o Santuário Nacional a Basílica Velha ficou lotada de pessoas rumo a primeira e mais antiga casa da Mãe Aparecida. 

Na praça, o palanque já estava montado, Irmão Viveiros já animava os devotos, com cânticos e louvores à Maria.

O calor de cerca de 35º graus não atrapalhou em nada a devoção dos fiéis. Pontualmente, às 17h, a Canção tema da Novena e Festa da Padroeira 2014 foi entoada e todos cantavam: “Com a Mãe Aparecida, seremos solidários na dor”. Um mar de gente passava em frente ao convento velho e descia a ladeira rumo à Avenida Getúlio Vargas.

No acesso a primeira entrada do Santuário em frente aos estúdios da Rede Aparecida, milhares de pessoas já esperam o andor carregado por devotos que revezavam-se no caminho.

A procissão terminou dentro do Santuário Nacional de Aparecida, às 19h, quando teve início a missa de encerramento.

Consagração

A consagração à Nossa Senhora Aparecida foi realizada às 15h e presidida pelo reitor do Santuário Nacional, padre Domingos Sávio da Silva. “A cruz tornou-se a marca de Jesus e daqueles que o desejassem seguir. Quando meditamos as dores, a paixão e morte de Jesus, por um lado temos um profundo consolo, ao seu lado Maria, sua mãe, estava o encorajando. Ao pé da sua Cruz pode ter certeza que também poderá contar com Maria”, refletiu.

Ele convidou os devotos de Aparecida a também serem solidários nas dores do próximo. Para o reitor do Santuário, há de se ter um encorajamento e deixar aos irmãos e irmãs a certeza de que se pode contar com o outro na hora da Cruz, na hora da dor.

Confira fotos da Missa Solene de Nossa Senhora Aparecida 2014:

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.