Por Jornal Santuário Em Notícias

Comunidade se movimenta para restaurar igreja do Bonfim

Distante cerca de 15 km do centro de Aparecida (SP), uma pequena localidade na zona rural da cidade esconde a tranquilidade de um lugar do interior, belos sítios, chácaras e um local praticamente abandonado que possui uma igreja de outro século. Conhecida pelas pessoas da região como igreja do Bonfim, o local sagrado é uma construção de 690 metros quadrados, que foi idealizada por José Pereira Barbosa, um homem rico e de muita fé, que após conhecer a igreja do Bonfim em Salvador (BA), pela qual se encantou, iniciou a construção de uma espécie de réplica, no ano de 1883. A igreja de Nosso Senhor do Bonfim, pertencente a arquidiocese de Aparecida, é de responsabilidade da Paróquia Sant’Anna, que fica localizada na cidade vizinha, Roseira (SP).

Foto de: Andréa Moroni

Igreja do Bonfim_1 - Andréa Moroni

A Igreja do Nosso Senhor do Bonfim

O local escolhido por Pereira para construir a igreja foi um sítio no bairro dos Motas, recebido como dote pelo seu casamento e que fica em um ponto estratégico entre Roseira, Aparecida, Guaratinguetá (SP) e Lagoinha (SP).

Conta-se que o fazendeiro investiu mais de 50 Contos de Réis na construção e estima-se que esse valor é uma verdadeira fortuna se comparado com a moeda de hoje. Lá, é possível ver que o altar-mor é todo de madeira entalhada encomendada ao Mestre José Romão. No frontal interno a pintura da ascensão de Jesus Cristo, é do pintor José Pinto e retrata, em primeiro plano, José Pereira Barbosa no canto inferior esquerdo ao lado dos personagens bíblicos. No altar lateral direito encontram-se os restos mortais do fazendeiro.

A igreja está completando 131 anos e os sinais do tempo e da falta de conservação podem ser vistos por dentro e por fora. Madeiras e paredes estão consumidas pelo cupim. As trincas e rachaduras estão por toda a parte. Um grande símbolo de religiosidade está ameaçado, caso não seja tomada nenhuma providência. Segundo o padre José Ferreira da Silva, pároco da Paróquia de Sant’Anna, de Roseira, a igreja está afundando e as portas laterais nem abrem mais. Apesar do seu estado, ainda é possível notar a beleza da arquitetura, e a rara imagem de Senhor do Bonfim que, segundo informações da arquidiocese, é oriunda da Espanha.

A informação é que todos os paramentos litúrgicos foram trazidos de Portugal, para que em 1890 a igreja pudesse ser inaugurada com uma grandiosa festa. O sítio pertenceu ao município de Guaratinguetá, mas atualmente pertence ao município de Aparecida.

Foto de: Andréa Moroni

Igreja do Bonfim_2 - Andréa Moroni

Rachaduras e infiltrações estão em vários espaços
da construção

Um lugar fantasma 

Ao redor da igreja surgiu o povoado do Bonfim, que teve origem por tornar-se ponto de apoio aos tropeiros e viajantes de vários ciclos econômicos. Os tropeiros que tinham como destino o porto de Ubatuba (SP) seguiam sempre pelo caminho que exigisse menor esforço. Carregavam em mulas café, especiarias, milho, alimentos, roupas, remédios. Normalmente chegavam ou partiam por estradas que passavam por todo o Vale do Paraíba, no interior de São Paulo e cidades do sul de Minas Gerais. Porém, com a construção da estrada de ferro no final do século XIX, e a queda da produção de café no início do século XX, fizeram com que o movimento de tropeiros diminuísse, embora continuassem ainda a fazer o transporte entre as fazendas e as cidades por mais algum tempo. Com isso o povoado do Bonfim foi abandonado. As 28 casas, padarias, farmácia e a casa paroquial desabaram com o passar das décadas e somente resta a igreja do Senhor do Bonfim, muito deteriorada.

Rifa

Em entrevista à Rádio Aparecida, o pároco falou sobre a necessidade de colaboração por parte de toda a comunidade: “Há mais de 40 anos a igreja não passa por restauração. A população rural diminuiu e a Igreja ficou mais como ponto de referência e turismo.

Devido a urgência e a falta de recursos, a Paróquia Sant’Anna, com o apoio da Arquidiocese de Aparecida e com a generosa doação de uma fiel, organizou uma ação entre amigos para angariar recursos e fazer a restauração da igreja centenária. Dessa forma, um veículo modelo Fusca 1978 está sendo rifado pelo valor de R$ 5,00. O prêmio foi doado pela professora aposentada, Ana Moreira, 81 anos. "Fiquei sabendo da necessidade de restauro e decidi na hora. Vou dar meu fusquinha, não dirijo mais. Pelo menos nossa história vai ter um bom fim", disse em entrevista à imprensa local. Mas não é um fusca qualquer. Passou por revisão, ganhou um retoque na pintura. A cor marrom, está impecável. "Eu dirigia até ano passado, mas por causa da minha idade e alguns problemas de saúde resolvi parar. Foi meu companheiro nessa vida. Vivemos muitas histórias juntos, muitas viagens", conta a professora.

Foto de: Andréa Moroni

Fusca Igreja do Bonfim - Andréa Moroni

Fusca será sorteado no dia 23 de novembro

Os cupons podem ser adquiridos nas secretarias das paróquias da arquidiocese. O sorteio será no dia 23 de novembro, às 10h, na igreja do Bonfim. “Nessa primeira etapa da ação, os recursos serão destinados para áreas com infiltração. Mas queremos restaurar todo esse patrimônio belíssimo e valioso para a arquidiocese”, explicou o padre.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.