Por Jornal Santuário Em Notícias

Conic refletiu sobre missão num contexto de pluralismo religioso

O Conselho Nacional de Igreja Cristãs (CONIC), a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) e as comissões de Ecumenismo, Laicato e Missão da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) organizaram, entre os dias 21 e 24 de agosto, o Simpósio Ecumenismo e Missão – Testemunho Cristão em um Mundo Plural. O evento foi realizado no Centro Mariápolis Ginetta, em Vargem Grande Paulista (SP), e reuniu 100 participantes.

O objetivo da Conferência foi refletir e identificar alternativas para a missão em um contexto de pluralismo religioso e de multiplicidade de sujeitos.

Foto de: POM - Pontifícias Obras Missionárias

conic_foto_pontificias_obras_missionarias

Participam do Conic: Igreja Católica Apostólica Romana,
Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Igreja Evangélica de
Confissão Luterana no Brasil, Igreja Sirian Ortodoxa de
Antioquia, Igreja Presbiteriana Unida

A motivação para a realização do evento partiu do contexto de comemorações dos 50 anos da Conferência do Nordeste e do Concílio Vaticano II. Estes dois momentos históricos serão refletidos à luz do documento Testemunho Cristão em um mundo Plural, elaborado a partir de um processo de reflexão que envolveu o CMI, o Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-Religioso e a Aliança Evangélica Mundial.

Como ponto de partida, pretendeu-se recuperar o contexto religioso, político, econômico e cultural que caracterizaram o Brasil dos anos 60, período em que ocorreram a Conferência do Nordeste e o Concílio Vaticano II. A partir desta releitura, pretendeu-se identificar as principais mudanças ocorridas nos últimos 50 anos que se refletem no agir missionário das igrejas e do movimento ecumênico.

A pastora luterana Dr. Wanda Deifelt, professora de teologia no Luther College em Decorah (IA) – EUA, fez uma leitura sobre metodologias missionárias a partir dos Atos dos Apóstolos. Acredita-se que o livro foi escrito entre os anos 80-90 pelo mesmo autor do Evangelho de Lucas e narra o nascimento, crescimento e desenvolvimento da Igreja. Segundo a professora, o texto apresenta desafios e possibilidades para a missão.

“Como humanidade, nos damos conta que a diversidade é dom de Deus. Descobrimos a nossa capacidade criativa e criadora, que nos permite pôr em prática os nossos sonhos. Mesmo discordando devemos nos manter em diálogo. E por fim, amaremos aos nossos próximos como amamos a nós, e a Deus acima de todas as coisas. Não os dogmas, os mitos ou os ritos, mas o amor será nosso maior testemunho”, citou a pastora.

Além das conferências e debates, a programação do Simpósio Ecumenismo e Missão – Testemunho Cristão em um Mundo Plural incluiu partilha de vivências em contextos de missão. A prática enriqueceu as reflexões acadêmicas e propôs caminhos para lidar com os desafios.

Irmã Agnese Costalunga, religiosa católica das Missionárias da Imaculada, professora de missiologia no Instituto de Teologia São Paulo (ITESP) e o pastor luterano Roberto Zwetsch, professor de Teologia Prática e Missiologia nas Faculdades Escola Superior de Teologia (EST) em São Leopoldo, (RS), contribuíram com seus testemunhos e apontaram alguns desafios para a missão.

Ao analisar contextos de missão, Irmã Costalunga observou que o Concílio Ecumênico Vaticano II foi o grande evento eclesial que continua a incentivar importantes mudanças, também missionárias e ecumênicas em nossa época. “Não faltam elogios a respeito dos seus avanços introduzidos na humanidade”, disse a religiosa para em seguida externar preocupações com relação à participação das mulheres. “Nós mulheres percebemos que a ausência da presença feminina continua sendo uma realidade de ontem e de hoje. Colaboramos na pastoral, quase sempre gratuitamente e muitas vezes aceitando a dupla ou tripla jornada de trabalho.” A missiólogo lamenta que a questão de gênero ainda não faz parte do currículo do curso de teologia. “Apesar de não termos uma pesquisa, percebemos uma grande diminuição da presença feminina nos estudos teológico.”

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.