Por Allan Ribeiro Em Notícias

Encontro em Aparecida (SP) direciona trabalhos com turistas

Aparecida (SP) sediou o 2º Encontro da Pastoral do Turismo, entre os dias 03 e 05 de novembro. Com o tema Identidade e Missão, o evento reuniu 80 pessoas entre bispos, padres e leigos. O objetivo é motivar as localidades a trabalharem com a pastoral na realidade em que estão inseridas. A partir do que foi apresentado, a organização espera que ações concretas sejam definidas para a estruturação pastoral nas dioceses do país nos próximos anos.

O destaque do encontro foi a presença presidente da comissão da Pastoral Social e Mobilidade Humana de Portugal, dom Jorge Ortiga. Com uma experiência forte no setor, o religioso trouxe um panorama do desenvolvimento da Pastoral do Turismo na região de Braga, onde é arcebispo.

Em conversa com os participantes, o bispo proferiu a conferência magna sobre o turismo como caminho de evangelização. O religioso trouxe uma nova perspectiva para o acompanhamento e apoio na educação dos turistas, além de indicar como deve ser a preparação das comunidades para receber esse público. Ele colocou que alguns santuários evangelizam por si só, mas que é preciso um trabalho de acolhimento nas igrejas para uma maior eficácia no trabalho pastoral.

Dom Jorge também frisou a diferença entre o turista comum e o turista religioso. “Uns parecem ter o interesse centrado no prazer da vida, outro centrado no sentido. Turista e peregrino são distantes, mas podem encontrar-se quando podemos oferecer-lhes uma verdadeira experiência do turismo religioso que seja capaz de oferecer uma resposta”, reflete o primaz das Espanhas.

Foto de: Allan Ribeiro / JS

Turismo Past - Allan Ribeiro JS

Arcebispo de Braga, dom Jorge Ortiga, reforçou que a forma como se acolhe é o caminho para
a evangelização do turista

 

De acordo com o bispo referencial e arcebispo de Maringá (PR), dom Anuar Battisti, a ideia é que a partir do que foi apresentado nos três dias os participantes busquem elementos para desenvolver ações pastorais nas dioceses e paróquias. Muito mais do que promover o turismo religioso, os trabalhos visarão a conduzir o turista a uma experiência e vivência pessoal com Deus.

O dom Anuar coloca que quem viaja pode não ter como destino a visitação de uma igreja ou santuário, mas que, mesmo assim, é primordial o acompanhamento e promoção desse turista. “Ele pode ir para a praia ou para a montanha, mas vai preparado, acompanhado para fazer uma experiência espiritual com Deus, descansando. Não é um lazer pelo lazer, mas um lazer que possa fazer ele se encontrar consigo mesmo e com Deus”, expressa.

Para padre Rafael da Costa de Santana, de Cabo Frio (RJ), o encontro trouxe novas diretrizes para implementação do trabalho pastoral na região fluminense dos Lagos. Para ele, todo o material do encontro servirá como base para estruturação das atividades no litoral. “No encontro não entendemos só a identidade, mas as aplicações em nossa diocese. A partir de hoje, nossa visão de Pastoral Turismo vai ampliando cada vez mais nossos horizontes”, acredita.

Além das palestras, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer alguns pontos turísticos de Aparecida. Entre as atividades estava a navegação no local em que a Imagem de Nossa Senhora Aparecida foi encontrada no Rio Paraíba do Sul e a visitação noturna do Santuário Nacional.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Allan Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.