Por Allan Ribeiro Em Notícias

Ex-seminaristas reúnem-se para troca de experiências

Com o tema As Mulheres da Bíblia, Aparecida (SP) sedia o 20º Encontro de ex-seminaristas Redentoristas (Eneser), nos dias 17, 18 e 19 de julho. O evento reuniu cerca de 150 inscritos que participaram de formações espirituais, no Seminário Santo Afonso. As atividades também fomentam o reencontro e partilha entre os membros da Congregação do Santíssimo Redentor, C.Ss.R. Neste ano, a União Nacional dos Ex-seminaristas Redentoristas (Uneser) realizou a eleição para a escolha da nova diretoria do grupo para o próximo biênio.

Foto de: Allan Ribeiro / JS

Encontro ex-seminaristas - Allan Ribeiro JS

O evento é a oportunidade para que o grupo se aproxime da Congregação Redentorista e se aprofunde 
na espiritualidade como leigos

 

O objetivo do evento foi fortalecer o tripé da espiritualidade Redentorista entre os membros da união. O grupo não é composto apenas por ex-seminaristas, mas, também por familiares que tem como missão levar o carisma de Santo Afonso Maria de Ligório nas mais diversas atividades da Igreja. Considerados como leigos Redentoristas pela Congregação, os membros se colocam à disposição da comunidade para participar do projeto de evangelização, divulgação e integração nas diversas Províncias e Vice- Províncias da C.Ss.R

O Eneser foi marcado pela celebração Eucarística presidida pelo diretor espiritual do Uneser, padre Antônio Desiderio. Além disso, uma assembleia foi realizada para a definição da coordenação do grupo para os próximos dois anos. Os membros optaram por manter a atual diretoria, presidida por José Roberto Staliano.

A temática deste ano foi abordada pela teóloga Cleide Giusti, no sábado pela manhã. A especialista apresentou como a mulher foi retratada nas Sagradas Escrituras. Entre suas colocações, a palestrante ressaltou que a passagem para o Novo Testamento é marcada por uma ruptura na forma como a figura feminina é retratada. Segundo ela, Jesus em suas atitudes e ensinamentos foi responsável por colocar a mulher em um patamar semelhante ao dos homens.

Vicente de Paula Alves, de São Paulo (SP), afirma que os encontros têm sido uma forma de resgate do carisma Redentorista para os missionários leigos. Ele expressa que o fato de possuírem formação especifica, os ex-membros devem ser testemunhas daquilo que conheceram durante o período de seminário. “Temos entendido qual a leitura que a Congregação tem resgatado sobre o papel do missionário leigo, incorporando os demais papéis dos leigos, entendendo o carisma Redentorista pelo mundo e compreendendo como se pode dar essa ação prática em cada lugar que a gente vive”, coloca.

Os eventos tornaram-se oportunidade para que o grupo se aproximasse mais da C.Ss.R, não apenas com o intuito de confraternizar e festejar, mas para retribuir aquilo que aprenderam durante o período de vivência no seminário. Staliano ressalta que o maior enfoque do encontro é manter vivo todo o carisma e a vontade do grupo.

Clarindo Batista Pereira, de Limeira (SP), esteve no seminário por nove anos. Ao descobrir a verdadeira vocação, o ex-seminarista optou por constituir uma família. Para ele, participar do Eneser é uma oportunidade de agradecer a Deus e rever velhos colegas. “Foi a melhor época da minha vida. Tudo o que faço hoje é consequência daquilo que aprendi aqui. Eu e minha esposa trabalhamos com vários seguimentos na Igreja. Tudo isso foi possível diante daquilo que pude aprender aqui. Revejo aqui as pessoas que são corresponsáveis por aquilo que sou hoje”, diz.

Missão

Foto de: Allan Ribeiro / JS

Clarindo e Nair - Allan Ribeiro JS

O ex-seminarista Clarindo Batista Pereira e a esposa
Nair Vanilde De Carli trabalham o carisma redentorista
em diversos movimentos da Igreja

O movimento surgiu há 20 anos como uma iniciativa para unir alguns dos ex-seminaristas da Província de São Paulo. Com o tempo, a associação foi ganhando corpo, agregando novos membros. O que era apenas um reencontro de colegas, conquistou um caráter missionário. Atualmente, cerca de 1.400 pessoas de todo o Brasil pertencem ao grupo. A união tem como lema Uma vez Redentorista, sempre Redentorista, reforçando a importância de que, mesmo encontrando outra vocação, o carisma da Congregação se mantém. 

“Todos nós vivemos essa espiritualidade redentorista e o objetivo é manter isso vivo nos corações, na família e levar adiante. Isso foi tomando um rumo grande, exigindo de nós um envolvimento maior nas comunidades, não só nas redentoristas, mas nos lugares em que vivemos. Evidentemente que a nossa formação nos levou a trabalhar em pastorais e movimentos religiosos. Temos diversas pessoas que trabalham em diversas áreas na Igreja”, conta Staliano a respeito do trabalho desenvolvido por eles.

Como missionários leigos redentoristas, o grupo também participa das atividades evangelizadoras da C.Ss.R. Recentemente, a união esteve em Gonçalves (MG) durante uma missão de ação vocacional.

Parte do grupo esteve em Roma para aprofundar-se nas raízes da Congregação. O presidente ressalta que após esse maior contato foi possível perceber que a associação se une à Congregação pelo desejo de manter vivo o espirito de Santo Afonso. Dessa maneira puderam fortalecer o vínculo de espiritualidade com a C.Ss.R. “Vamos caminhando com a Congregação. A gente observa que a Congregação também sentiu isso. Ela hoje nos traz, busca-nos para estar com ela” conclui.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Allan Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.