Por Allan Ribeiro Em Notícias

Francisco leva esperança a famílias oprimidas no México

Mexicanos aguardam ansiosamente a visita do Santo Padre ao país entre os dias 12 e 18 de fevereiro. A 12ª viagem internacional de Francisco deve ser marcada pelo apoio aos imigrantes e por um posicionamento firme contra as organizações criminosas do país.Na passagem pelo México, que acontece juntamente com o Ano da Misericórdia, a CEM (Conferência Episcopal Mexicana) ressalta que o Papa Francisco chega como missionário da misericórdia e da paz.

Foto de: Reprodução

Papa Mexico

O logo apresenta uma imagem do Santo Padre no
centro, unida pelos contornos geográficos do México,
e Nossa Senhora de Guadalupe, com seu manto
estrelado

O lema da visita pastoral é Papa Francisco: Missionário da misericórdia e da paz, e sintetiza os temas mais presentes em seu ministério, como a misericórdia, a justiça, o compromisso, a paz e a esperança. Isso significa que Francisco vai ao encontro de todos, sobretudo em meio aos mais carentes, para lhes levar o Amor de Deus e sua presença de paz neste mundo.

O programa da viagem é simbólico, como ressalta a CEM. A visita apostólica prevê uma passagem pelo estado de Chiapas, onde o Papa se encontrará com os mais pobres, a etapa em Morelia, onde o Santo Padre levará sua proximidade às vítimas da violência e, por último, em Ciudad Juárez, onde ele verá os que foram obrigados a abandonar as próprias casas. 

Cronograma 

O Papa celebrará a primeira missa na tarde do dia 13, na Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe.No mesmo dia, está prevista a visita do Pontífice à capela que guarda a imagem milagrosa da Virgem de Guadalupe, estampada milagrosamente na tilma (tecido indígena) do índio Juan Diego.

No domingo, dia 14, Francisco irá de helicóptero para Ecatepec, onde presidirá uma missa para uma multidão estimada em 500 mil fiéis e, logo após, recitará o Angelus. No mesmo dia, regressando à Cidade do México, visitará um hospital pediátrico.

No terceiro dia em terras mexicanas, o Santo Padre irá até San Cristóbal de Las Casas, onde uma celebração com as comunidades indígenas de Chiapas está programada, no centro desportivo municipal. Depois almoça com representantes indígenas e com o séquito papal. No meio da tarde, transfere-se de helicóptero para Tuxtla Gutiérrez, para participar de um encontro dedicado às famílias mexicanas.

No penúltimo dia da visita, o Santo Padre viaja para Morelia, onde às 10 horas preside uma missa com sacerdotes, religiosos, religiosas, consagrados e seminaristas. Na parte da tarde, dedicará um momento a juventude em um encontro no estádio da cidade.

A visita do Papa se encerra em Ciudad Juárez, em 17 de fevereiro. A área também é um foco de migrações sazonais e de pessoas que tentam atravessar a fronteira com os EUA ilegalmente, mas acabam vítimas de organizações criminosas. Muitas delas, no entanto, perdem suas vidas ou então são deportadas. A presença do Pontífice deve levar amparo para a população local. 

Logo 

O logo apresenta uma imagem do Papa no centro, unida pelos contornos geográficos do México, e Nossa Senhora de Guadalupe, com seu manto estrelado. No alto, a Cruz da porta do Santuário, com a escrita México 2016, acompanhada pelo lema. As cores verde e vermelha, da bandeira nacional, somadas ao amarelo, do Vaticano. A tilma evoca a constelação correspondente ao dia da sua aparição ao índio Juan Diego, 12 de dezembro.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Allan Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.