Por Allan Ribeiro Em Notícias

Grupo cria WebTv para evangelizar outros jovens

Em um mundo cada vez mais conectado é impossível estar fora da rede. Na ponta dos dedos, com apenas um toque na tela de um smartphone, é possível mergulhar e um universo de conteúdos. E, diante dessa realidade é preciso lançar mão de dessas novas ferramentas também para evangelizar. Dispostos a enfrentar esse desafio, jovens católicos de Taubaté (SP) tiveram o desejo de se juntar a outros para anunciar a Boa- Nova. A partir daí nasceu a ideia de criar um canal na internet, a WebTv JuvTV, unindo fé ao ardor juvenil.

 

Foto de: Arquivo Pessoal

JUV TV

André Somensari e a namorada Camille Prince durante gravações para o canal

A ideia nasceu do desejo de alguns jovens em produzir um conteúdo diversificado para web. Com uma abordagem simples e descontraída, o canal tem a tarefa de levar a Palavra de Deus, abordando desde o Evangelho dominical a programas de música católica, passando por entrevistas, pregações, formações. Os temas trabalhados são os mais diversos: término de relacionamento, realizações de sonhos, o dia a dia de um missionário, os sacramentos, entre outros.

André Somensari, 31 anos, ao lado da namorada, Camille Prince, 21 anos, coordena o grupo, que conta ao todo com 6 pessoas, fora outros colegas que fazem participações pontuais em vídeos. Formado em Jornalismo e Publicidade e Propaganda, ele respondeu a um chamado interno. O jovem queria colocar os dons de comunicação a serviço da Igreja. No início de 2015, o coordenador semeou a ideia e resolveu colocá-la em prática.

“A ideia de criar a JuvTv foi de uma inquietude que tinha dentro de mim, por estar há tanto tempo trabalhando e estudando Comunicação Social e nunca ter feito nada em prol da evangelização na minha área de atuação. A ideia de montar a JuvTv foi uma inspiração de Deus, num dado momento de 2014 ele me confiou este sonho”, conta o idealizador do projeto que também é um dos apresentadores dos programas.

Foto de: Arquivo Pessoal

JUV TV

André entrevista padre Antônio Maria durante o
lançamento do livro Mater Dei: Mãe de Deus e da
Humanidade, em Taubaté (SP)

O conteúdo para cada vídeo é bem pensado. Segundo o jornalista, é preciso sempre sair do lugar comum, para apresentar conteúdos diferentes, interessantes e, em boa parte dos casos, segmentar esses conteúdos para que possam ir de encontro ao público-alvo do canal.

Sejam jovens já inseridos na Igreja ou aqueles que ainda não tiveram uma experiência pessoal com Deus, o responsável pela WebTv frisa que todo o conteúdo tem como base a Palavra de Deus e o Catecismo da Igreja. André explica que para cada um desses dois perfis de jovens é preciso uma linguagem e abordagem diferenciada. Para ele o essencial para criar um vídeo para a web é escolher o público, focar nele e apresentar sempre coisas novas.

“Com a vinda das redes sociais as pessoas têm acesso a muito conteúdo ao mesmo tempo, e se não for algo impactante, que chame a atenção de cara, a chance de seu conteúdo passar batido por ela é grande. Além de saber o que informar e para quem informar, devemos nos preocupar com o modo que vamos passar essa informação, para que seja atrativo e encantador. Temos poucos segundos para convencer quem está do outro lado da tela a continuar a ver o vídeo, a notícia”, acredita.

As redes sociais desempenham um papel importante nesse processo. A grande maioria das pessoas que acompanham o canal tem um perfil em uma rede social. E, em uma timeline repleta de conteúdo aleatórios, que muitas das vezes podem conduzir o jovem a pecar, a ideia é oferecer, em meio a tudo isso, um conteúdo que edifique, fazendo com que as pessoas ocupem mais seu tempo nas redes sociais com um conteúdo católico.

Outra possibilidade das redes sociais é atingir pessoas em locais inimagináveis. Com a possibilidade de curtir, compartilhar, enviar conteúdo, estar on-line faz com que a propagação da informação seja muito maior. André sublinha que com a plataforma é possível chegar a lugares que seriam difíceis de estar pessoalmente evangelizando. O canal é acessado em todas as regiões do país e fora dele. Os acessos no exterior, por exemplo, representam 3% da audiência total da JuvTv.

O grupo já colhe os bons frutos ao longo de um ano de existência da WebTv e recebe com gratidão o retorno do público. Nos comentários e testemunhos do canal, o jovem recorda o caso de uma pessoa que voltou a participar da Santa Missa depois de ter visto um vídeo do Evangelho dominical. Outras tiveram um momento íntimo com a Palavra de Deus e se puseram a refletir e inserir os ensinamentos do canal no dia a dia, tendo uma mudança de postura.

Foto de: Arquivo Pessoal

JUV TV

Gravações da Semana da Juventude no Santuário Nacional, em
maio do último ano

A WebTv é independente, mas conta com o apoio da Diocese da cidade. Durante todo o ano anterior o grupo trabalhou em conjunto com a Igreja local em diversos eventos, realizando coberturas e transmissões. Para André, esse apoio é gratificante, fundamental e os estimulam ainda mais a evangelizar.

Diante do projeto da JuvTv, André analisa que a comunicação na Igreja deu um salto enorme de qualidade nos últimos anos e acompanhou as evoluções tecnológicas e as novas tendências na comunicação para se comunicar melhor com seus fiéis. Para ele, fazer com que os católicos estejam mais inseridos nas mídias da Igreja é ser um instrumento de evangelização para eles próprios. “É um complemento ao trabalho realizado nas Igrejas, nas comunidades. Ambas têm de andar lado a lado”, acredita.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Allan Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.