Por Jornal Santuário Em Notícias

Hallel: Tia Lolita detalha essência do evento

Hallel é uma festa de alegria, porque Jesus Cristo é anunciado, amado, louvado. Isso acontece com muita música, pregações, testemunhos, porém o mais importante são as Celebrações Eucarísticas, os momentos de Adoração.

Foto de: Eduardo Gois / JS

Hallel_1 - Eduardo Gois JS

O Hallel Aparecida 2015 é confirmado para 15, 16
e 17 de maio

O Santuário Nacional prepara-se para acolher jovens de todo o Brasil que vão participar da terceira edição do Hallel em Aparecida, nos dias 15, 16 e 17 de maio. As comissões que organizam o evento estão trabalhando a todo vapor para garantir o melhor aos jovens e em breve teremos grandes novidades sobre a programação do evento.

Mas nada disso seria possível primeiro sem uma inspiração de Deus, depois sem o empenho e o desejo forte de uma senhora muito querida pela juventude da Igreja de nome Maria Theodora Lemos Silveira ou simplesmente Tia Lolita.

Tudo começou em 1988, na cidade de Franca no interior paulista. Ela buscava trazer Jesus vivo no meio da juventude. Criou o Hallel que leva a música para Evangelizar. De lá para cá, o Hallel se espalhou por Maringá (PR), Brasília (DF), Paracatu (MG), Londrina (PR), Fortaleza (CE), Taboão da Serra, Ribeirão Preto, Sertãozinho, Ourinhos, São Carlos, Aparecida e Restinga, no estado de São Paulo. Já é conhecido até fora do Brasil. Mas mesmo com tantos êxitos ainda existe muita gente que não sabe do que se trata. Pois bem, Hallel é uma palavra aramaica, que significa “cânticos de louvor a Deus”. Os Salmos 112, até 117, formavam o Pequeno Hallel que se cantava, entre outras solenidades, na ceia pascal. O Salmo 135 chamava o Grande Hallel, e os Salmos 149 e 150 terminam com o terceiro Hallel, “exaltação dos cantos e da música, ação de graças pelo triunfo messiânico (não seria messiânico?), que há de chegar, mas já começou”. Em Mt. 26,30, vemos Jesus que canta o Hallel, o Salmo, antes de ir para Getsêmani.

Para as pessoas que servem no Hallel e para os peregrinos, o Hallel é mais que uma palavra, é um tempo forte de encontro ou reencontro com Deus, com os outros e consigo mesmo. “Isso é bênção sobre bênção, só na vida eterna, para sabermos todas as graças e milagres que acontecem”, afirma Tia Lolita.

Ela explica que, quando a Renovação Carismática Católica fez 10 anos na Diocese de Franca, havia um pequeno grupo de músicos que cantavam em um grupo de oração. “Um dia, estávamos em casa, um jovem, uma jovem e eu, dia 16 de janeiro de 1988, rezando para que o Senhor nos inspirasse uma ideia para celebrar, como músicos jovens. Depois de rezar, tive uma visualização de muitos jovens curtindo música, em céu aberto. E senti Jesus dizendo que os jovens eram dele. Na época, acontecia o Rock in Rio. Lá também os jovens curtiam música, mas com um sentido sem valores, e Jesus quer os jovens com valor de vida, alegria, paz e total amor.”

No início Tia Lolita e toda turma encontraram algumas dificuldades pelo caminho. Era tudo novo. “Tivemos o apoio de nosso Bispo dom Diógenes Silva Mathes, de minha família e da comunidade. Fizemos o I Hallel, para ser um ano só. Mas foi tão bom, que estamos, esse ano, fazendo o XXVIII Hallel.”

Uma experiência além da música

Foto de: Alexandre Santos / JS

Tia Lolita - Alexandre Santos JS

Maria Theodora Lemos Silveira, mais
conhecida por Tia Lolita, é idealizadora
do evento

Tia Lolita também trouxe de dentro da família os talentos da música para compor o Hallel; seus filhos são músicos, os três são bateristas profissionais e tocam outros instrumentos também. “Nesse clima, gostar de música é fácil. Na Igreja não tínhamos tantos músicos, era o padre Zezinho e o padre Jonas; mas Hallel é encontro e, assim, o maior é com Jesus. As pessoas são santamente cercadas para ouvir o anúncio de Jesus. São muitos missionários que exercem seu ministério da Palavra, intercessão, testemunhos, serviço aos irmãos”, conta. 

Na avaliação da fundadora, ter Hallel no Santuário de Aparecida era um sonho. “Dom Darci José sonhou conosco e aconteceu, com a maior força e entusiasmo dos jovens e das pessoas que formam a equipe. Aí é a Casa da Mãe Aparecida, nossa Padroeira do Brasil e de todos os brasileiros. Temos outro sonho, fazer Hallel em Trindade, na Basílica do Divino Pai Eterno, e o padre Robson já aceitou para depois”, detalha.

Segundo Tia Lolita o maior fruto do Hallel, em qualquer lugar onde seja realizado, é acima de tudo a conversão das pessoas, crianças, jovens, adultos e idosos. Todos buscando e encontrando o sentido da vida que é Jesus. “Temos levado Hallel para outras cidades do Brasil e para outros países, isso é fruto abençoado de multiplicação. Hallel é festa, mas é muito comprometedor. É preciso amar e amar muito, ter verdadeiro espírito de servo, repetir como Maria: ‘Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua Palavra’. Temos uma equipe de mais de 3000 pessoas, que servem na maior alegria, já se comprometendo para o próximo ano. Isso é altamente compensador.”

De acordo com Lolita o mais gratificante é apalpar a gratuidade de Deus. “Tudo é de graça, Deus se derrama em amor sobre nós, perdoando nossas faltas e nos encorajando a perseverar na fé. Tudo mais vem por acréscimo”, ressalta.

Som e vida

Foto de: Reprodução

Hallel_2 - Reprodução

O Evento Hallel oferece para todas as cidades que quiserem um meio de continuidade, a Hallel Escola, que funciona o ano inteiro. São cursos e acampamentos. Confira:

  • Anjinhos de Jesus, de 3 a 5 anos;
  • Querubim, de 6 a 8 anos;
  • Serafim, de 9 a 11 anos;
  • Davi, de 12 a 14 anos;
  • Hacoré, de 15 a 17 anos;
  • Maanaim, de 18 anos em diante;
  • Gianna e Pietro, para namorados;
  • Tenda para casais e famílias;
  • Ternura, para gestantes;
  • Ana e Joaquim para idosos com mais de 60 anos;
  • Melquisedec, para sacerdotes.

Também cursos de formação integral do jovem; FIJ; Pregadores; Pentecostes; e mais 20 cursos na Metodologia de Santo Inácio de Loyola; e “Lectio Divina”. Praticamente todos têm reuniões semanais, na Casa do Senhor, sede urbana. Saiba Mais, acesse: https://www.hallel.org.br

Para saber mais sobre as novidades do 3º Hallel de Aparecida e a Romaria Nacional da Juventude, fique ligado ao Portal A12. Acesse: www.a12.com e veja como serão os módulos deste ano e quais atrações já estão confirmadas.

 

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.