Por Jornal Santuário Em Notícias

Igreja do Brasil ganha novo santuário

Rico na tradição católica de valorizar a devoção em torno dos santuários, o Brasil ganhou mais um espaço de peregrinação e cultivo da fé. Trata-se do Santuário do Pai das Misericórdias, localizado na cidade de Cachoeira Paulista (SP), dentro da sede da Comunidade Canção Nova.

Foto de: FJPII / Ass. Imprensa

Santuário do Pai das Misericórdias - FJPII / Ass. Imprensa

Novo santuário tem mais de 7.500m² e capacidade para
mais de 5 mil pessoas

A missa solene de dedicação do novo templo aconteceu no último dia 5, dentro da programação do evento Hosana Brasil. A celebração foi presidida pelo bispo da Diocese de Lorena, dom João Inácio Müller. A cerimônia foi concelebrada pelo fundador da Comunidade Canção Nova, o Monsenhor Jonas Abib, além de dezenas de membros do clero de diversas comunidades, congregações e dioceses do país.

Com área construída de mais de 7.500m² e capacidade para mais de 5 mil pessoas, o novo santuário concentra os atendimentos de confissão e as missas, tanto no dia a dia quanto nos eventos promovidos pela Canção Nova.

Também acontece no santuário uma adoração perpétua. Na capela da adoração, está disponível, para veneração dos fiéis, um relicário com uma gota de sangue de São João Paulo II. A relíquia foi enviada pelo Vaticano à Comunidade Canção Nova.

No presbitério, foi instalado um mosaico de 27m de altura e 730m² que reproduz a Parábola do Filho Pródigo. O mosaico do Pai das Misericórdias reveste a parede ao fundo do presbitério. O projeto de criação foi idealizado pela irmã Patrícia Silva, da Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, em São José dos Campos (SP). A figura retrata o acolhimento de Deus Pai, que ama a todos os filhos sem distinção e sem olhar para os erros cometidos.

Já a confecção do mosaico foi feita por mulheres que participam das “Comunidades de Aprendizagem” do Projeto Âncora, uma Associação Civil de Assistência Social de Cotia (SP), que atua na formação de crianças e adolescentes da região, além de estender à comunidade local oportunidades de aprendizado, como a “Escola de mosaico”.

A pedra fundamental do santuário foi lançada em 2007, e as obras tiveram início em julho de 2008. Construído a partir da generosidade das pessoas, que doaram ouro e dinheiro para a obra, o templo tem o formato de uma mão, fazendo alusão ao cuidado e ao auxílio de Deus para com seus filhos.

Projeto litúrgico

Foto de: FJPII / Ass. Imprensa

Santuário do Pai das Misericórdias - FJPII / Ass. Imprensa

Cada elemento artístico e litúrgico do Santuário forma uma linguagem única, cheia de significados. Cada detalhe é importante para levar os fiéis à contemplação do mistério celebrado no lugar sagrado. 

  • Cores

Predomina o uso de tons claros, madeiras, pedras e alguns detalhes dourados. Não apenas para representar a realeza de Deus, o dourado foi escolhido para recordar que construção do santuário foi feita por meio da doação de ouro de milhares de pessoas.

  • Corredor central

Marrom e áspero, simboliza o caminho que todos percorrem até chegar ao altar, lugar do banquete e do encontro.

  • Pia Batismal

No batismo, morremos com Cristo para que, com o Senhor, possamos renascer para vida nova. Por isso, a pia batismal tem oito lados, fazendo referência ao dia da ressurreição de Cristo.

  • Pietá

A Cruz do Santuário foi instalada no dia da exaltação da Santa Cruz. No dia seguinte, é celebrado o dia de Nossa Senhora das Dores. Por isso, a imagem da Pietá, Mãe da Misericórdia, está presente. Trata-se de uma réplica, em pó de mármore com resina, de uma das obras de arte mais famosas no Ocidente, feita por Michelangelo.

  • Ambão

O Ambão da Palavra está um pouco à frente do alinhamento do altar, pois na liturgia, primeiro os fiéis são convidados para a mesa da Palavra de Deus. Só depois aproxima-se do altar, a mesa eucarística.

  • Altar

Foi posicionado de forma que privilegie a visão de toda a assembleia. Aparenta ser um bloco de rocha, simbolizando o local onde acontece o sacrifício do Cordeiro Imolado, que, na nova aliança, é o próprio Cristo Jesus.

  • Sacrário

No centro do presbitério encontra-se o sacrário, que possui doze ramos e significa a Verdadeira Videira. Cada ramo é único e iluminado pela luz do sacrário, representando cada um dos apóstolos. O sacrário simboliza o convite e a promessa que Jesus faz a cada um: “Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer” (Jo 15,5).

 

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.