Por Jornal Santuário Em Notícias

Irmã Dulce deixou obra que faz 4 milhões de atendimentos ambulatoriais

osid2

Instituição filantrópica de fins não econômicos, as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) abrigam atualmente um dos maiores complexos de saúde 100% SUS do Brasil, com 4 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano a usuários SUS, idosos, pessoas com deficiência e portadores de deformidades craniofaciais, pacientes sociais, crianças e adolescentes em situação de risco social, moradores de rua e dependentes de substâncias psicoativas.Fundada em 26 de maio de 1959, por Irmã Dulce, a organização conta com um perfil de serviços único no país, distribuídos em 16 núcleos que prestam assistência à população de baixa renda nas áreas de Saúde, Assistência Social, Pesquisa Científica, Ensino em Saúde, Educação e na preservação e difusão da memória de sua fundadora. A entidade é reconhecida como instituição de utilidade pública nos âmbitos municipal, estadual e federal e cadastrada no Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS).

A OSID é fruto da trajetória de amor e serviço da religiosa baiana que peregrinou durante mais de uma década em busca de um local para abrigar pobres e doentes recolhidos das ruas de Salvador. As raízes da instituição datam de 1949, quando Irmã Dulce, sem ter para onde ir com 70 doentes, pediu autorização a sua superiora para abrigar os enfermos em um galinheiro situado ao lado do Convento Santo Antônio, em Salvador. O episódio fez surgir a tradição de que o maior hospital da Bahia nasceu a partir de um simples galinheiro.

Instalada em Salvador, no Largo de Roma (Cidade Baixa), está hoje a sede das Obras Sociais Irmã Dulce. O local, também conhecido como Complexo Roma, abriga atualmente, em seus 31,4 mil metros quadrados de área construída, 15 dos 16 núcleos da entidade, incluindo um total de 1.005 leitos para o atendimento de patologias clínicas e cirúrgicas. Desses núcleos, 14 apresentam atuação na Saúde, a exemplo do Hospital Santo Antônio – unidade que sozinha já responde por 26% das internações e 31% dos atendimentos ambulatoriais do município –, do Centro Geriátrico, Hospital da Criança, Centro de Acolhimento à Pessoa com Deficiência e Centro Especializado em Reabilitação e do Centro de Acolhimento e Tratamento de Alcoolistas, entre outros. Somente no Complexo Roma, são contabilizados por ano 2 milhões de atendimentos ambulatoriais – metade do total alcançado por toda a organização.

A atenção integral, multidisciplinar e humanizada é uma das características do atendimento prestado pelas Obras Sociais Irmã Dulce. São ações que cobrem todo o espectro da assistência à saúde e que incluem atenção básica, 43 especialidades médicas, exames laboratoriais e de bio-imagem, internação, cirurgias de alta complexidade e reabilitação. Destaque também para o Centro de Pesquisa Clínica e o Centro de Ensino e Pesquisa Professor Adib Jatene, unidades dedicadas às áreas de pesquisa e ensino em saúde – sendo um Hospital Escola, oferece internato de medicina e 15 programas em residências médicas.

Também em Salvador está o 15º núcleo da OSID, o Memorial Irmã Dulce (MID), uma exposição permanente sobre a vida e o legado da fundadora da instituição, a Bem-Aventurada Dulce dos Pobres. O hábito usado pela religiosa, fotografias, documentos e objetos pessoais podem ser vistos no Memorial, que ainda preserva intacto o quarto de Irmã Dulce, onde está a cadeira na qual ela dormiu por mais de trinta anos por conta de uma promessa. Inaugurado em 1993, um ano após a morte da freira baiana, o núcleo está situado num prédio anexo ao Convento Santo Antônio, na sede das Obras (Avenida Bonfim, Largo de Roma). Com entrada franca, o MID está aberto à visitação de terça a domingo, das 10h às 17h. A visita ao memorial se estende ainda ao Santuário de Irmã Dulce, situado também ao lado da sede da OSID e onde está localizado o túmulo do Anjo Bom do Brasil.

Já no município de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, funciona o 16º núcleo das Obras Sociais, o Centro Educacional Santo Antônio (CESA), unidade que atende, em parceria com as Secretarias de Educação do Estado e do Município de Simões Filho, cerca de 700 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Fundada em 1964 por Irmã Dulce, a unidade nasceu como um orfanato em que a freira baiana abrigava meninos sem referência familiar. Atualmente, o CESA é uma escola de tempo integral, com um modelo de ensino que engloba desde a educação infantil até o nono ano. O centro oferece ainda acesso à arte-educação, inclusão digital, atividades esportivas, assistência odontológica, alimentação, fardamento e material escolar gratuitos. O local conta também com uma unidade de sustentabilidade, o Centro de Panificação, responsável pela produção e comercialização de variados tipos de pães, panetones e outros produtos.

Além dos núcleos pertencentes à instituição, a OSID atua ainda na gestão de unidades externas de saúde, sendo responsável hoje pela administração de quatro hospitais públicos, todos localizados na Bahia e vinculados ao Governo do Estado: Hospital São Jorge (Unidade de Pronto Atendimento – UPA de Roma) em Salvador, Hospital do Oeste (Barreiras), Hospital Eurides Sant’anna (Santa Rita de Cássia) e Hospital Regional Dr. Mário Dourado Sobrinho (Irecê). A instituição responde também pela gestão do Centro de Convivência Irmã Dulce dos Pobres, localizado no Centro Histórico de Salvador. Idealizado pela OSID, em parceria com a Secretaria Estadual da Saúde (SESAB) e as Voluntárias Sociais da Bahia, o centro de convivência tem como foco a assistência ao usuário de substâncias psicoativas, além do atendimento às famílias residentes no bairro e clientes referenciados pela rede SUS. As atividades da unidade têm como base o resgate e fortalecimento da cidadania, o incentivo à arte e educação e uma proposta de economia solidária associada à geração de renda.

 Cerca de 90% dos recursos das Obras Sociais Irmã Dulce são provenientes da prestação de serviços ao Sistema Único de Saúde (SUS) e de convênios com organismos estatais. O restante se divide entre doações e venda de produtos. Fiel à missão herdada de Irmã Dulce, “Amar e Servir”, a instituição ampliou seu alcance e se profissionalizou sem abrir mão de seus valores.  Sua gestão é estruturada com base no Planejamento Estratégico e acumula prêmios e certificações como a ISO 9001:2008, Bem Eficiente, Top Social e Rainha Sofia. Atualmente trabalham na OSID cerca de 4.300 profissionais.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.