Por Allan Ribeiro Em Notícias

Jovens são convidados a refletir sobre santidade

O terceiro dia da Semana da Juventude reforçou o chamado aos jovens para a santidade dentro do cenário atual. Sob o tema Santo de calça jeans, a missa foi presidida pelo bispo de Caraguatatuba (SP), dom José Carlos Chacorowski, e contou com a participação de membros da diocese. O presidente da celebração relembrou trechos da carta apostólica de São João Paulo II direcionada à juventude.

Para falar aos jovens sobre o tema, que é tão atual e presente, dom José Carlos contou que pediu o auxílio da Mãe Aparecida. Em conversa íntima com Nossa Senhora, o bispo pediu a Ela a intercessão para que pudesse pregar aos jovens de acordo com a vontade de Deus.

O presbítero lembra que Jesus na simplicidade e unidade se fez um de nós. Vivendo como um adolescente em Nazaré, acompanhou a vida, a moda e a cultura do seu tempo. Nessa analogia, o bispo aponta aspectos comuns entre esse período e o tempo atual, mostrando que a juventude pode ser exemplo, sem precisar abrir mão de coisas sadias.

Foto de: Allan Ribeiro / JS

Dom José Carlos - Allan Ribeiro JS

"Maria está pedindo que os jovens permaneçam no amor
de seu filho", ressaltou dom José Carlos Chacorowski

Em referência à carta do Papa João Paulo, ele enfatizou que a Igreja não necessita de santos de véu e batina, mas de jovens que usem calça jeans e tênis, que passeiem com os amigos, ouçam músicas, e que, dessa maneira, estejam dispostos a rezar e a servir a Deus.

“Está é uma mensagem feita por um santo que viveu também e alcançou o início do século 21. Certamente todos os conhecemos. Quantos os santos existem nesse início de século. A santidade não é algo do passado é algo para hoje. Temos jovens em nossa sociedade brasileira que estão no caminho para serem considerados santos. Santos dos nossos tempos, de calça jeans e tênis”, salienta.

Para o jovem Gustavo Maranha, de Americana (SP) a santidade é um desafio diário. Mostrar que a Igreja busca santos modernos, que vivam experiências pertinentes a sua idade, faz com que o jovem acredite que as comunidades estão abertas a novas possibilidades, o que acaba contribuindo para atrair ainda mais a juventude.

“Acho importante porque traz o jovem para Igreja e mostra para ele que não é uma Igreja velha. Isso aproxima o jovem de Cristo. É um chamado muito grande. O desafio da juventude católica é trazer juventude não católica para Igreja. Temos de mostrar esse lado nas nossas palavras, nas nossas atitudes. Acho que esse é um grande método” afirma o jovem.

Dom José Carlos finalizou pedindo aos jovens que permaneçam no amor de Jesus e sigam seus ensinamentos. Ele destacou que só em Cristo será possível encontrar a verdadeira felicidade. “A alegria é procurada em 1.001 maneiras em nosso tempo, como nas drogas ou nos vícios. Mas, nisso não se consegue sequer trazer um lampejo de alegria, apenas morte, destruição, tristeza. Maria está pedindo que os jovens permaneçam no amor de seu filho. Guardem os mandamentos, porque assim a alegria dele estará com vocês”, conclui.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Allan Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.