Por Deniele Simões Em Notícias

Jovens vivenciam Ano Vocacional Redentorista

ano_vocacional_redentorista_1

O jovem Pablo Vinícius Reis Moreira é mineiro de Dores do Campo e ingressou no Seminário Redentorista Santo Afonso em 2013.

Atualmente, cursa o segundo ano do ensino médio e está motivado a seguir a vida religiosa.

Deniele Simões / JS

vocacionado_pablo

Para o jovem Pablo, Ano Vocacional
Redentorista é tempo de profunda
oração, entrega e busca

Pablo vivencia, juntamente com os colegas de seminário e seus orientadores, o Ano da Promoção Vocacional Missionária Redentorista e vê na iniciativa uma oportunidade para o amadurecimento de sua vocação. “É um ano provocativo, que nos estimula a vivenciá-lo com celebrações ou em momentos reservados para oração pessoal”, explica.

O jovem tem vivenciado o Ano Vocacional com celebrações nas comunidades ou em encontros quinzenais com a Juventude Missionária Redentorista (Jumire). “Nessas celebrações, procuramos divulgar este ano da graça de Deus em nós e, com isso, aprimorar cada vez mais o chamado que Deus faz a cada um de nós”, acrescenta.

Com o tema O Redentor te chama pelo Nome e o lema Sê forte na fé e alegre na esperança, o Ano Vocacional Redentorista foi aberto em 1º de agosto de 2013 e segue até 9 de novembro deste ano, com uma série de ações de estímulo à vocação religiosa em todo o mundo.

De acordo com o diretor do Seminário Santo Afonso e promotor vocacional, padre Anísio Tavares, o Ano Vocacional Redentorista é um convite para a renovação e aprofundamento da espiritualidade e da identidade missionária redentoristas.

Uma segunda proposta é levar os leigos que atuam junto aos redentoristas e todo o povo de Deus que participa da missão redentorista a viver de modo mais intenso a espiritualidade redentorista a partir da dinâmica vocacional.

A terceira proposta é abraçar com empenho a pastoral Vocacional, bem como o acompanhamento e quem se candidata à vida religiosa. “É uma proposta abrangente na qual todos estamos envolvidos”, completa.

Secretariado Vocacional Redentorista

padre_anisio_e_vocacionados

Padre Anísio Tavares e vocacionados durante ação do Ano
Vocacional Redentorista

O que está sendo feito

Padre Anísio explica que existe uma programação específica do Ano Vocacional em todas as comunidades redentoristas e Institutos Afiliados espalhadas pelo mundo, com o objetivo de bem viver o que chama de “tempo da graça de Deus”.

Dentro da programação, foram elaborados vários materiais para oração e estudo buscando oferecer mais conhecimento sobre os Santos Redentoristas e a missão no passado e presente.

No Seminário Santo Afonso, os jovens e promotores estão meditando a espiritualidade redentorista entre si e com a Juventude Missionária Redentorista local. “À medida do possível, também envolvemos outros grupos que passam por nossa comunidade”, detalha.

Na Província de São Paulo, que engloba várias cidades paulistas e de estados como Minas Gerais, o Secretariado Vocacional realiza um trabalho de integração de todas as comunidades, com a visita da Capela Vocacional. “É um momento em que se enfatiza a espiritualidade redentorista junto ao povo de nossas comunidades”, opina o diretor do Seminário Santo Afonso.

Para os organizadores, o sentido principal da passagem da Capela Vocacional é integrar o povo na missão de promover a vocação missionária redentorista. “A partir da contemplação orante do Santíssimo Redentor, de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e de Santo Afonso, todo o povo é convidado a se despertar para Deus, que continua nos chamando a todos para construir um mundo mais justo e fraterno”, explica padre Anísio.

A mesma estratégia está sendo utilizada pelos Institutos Afiliados presentes na Província de São Paulo, como as Mensageiras do Amor Divino, Oblatas do Santíssimo Redentor e Irmãs Redentoristas.

O seminarista Pablo acredita que o Ano Vocacional deva ser vivenciado não apenas nesse período, mas para sempre, com solicitude, amor e disponibilidade. “É um tempo de profunda oração, de entrega e busca, é um tempo que pela oração perseveramos na vocação, e ainda rogamos ao Senhor que envie operários para sua messe”, diz.

Pablo diz também que se trata de um momento oportuno e para que o missionário professo possa questionar se realmente tem vivido a espiritualidade em seu dia a dia. “Com certeza este ano veio para provocar algo em nós; este ‘algo’ que muitas vezes nos impede de caminhar, pois Deus quer nos ver fortes na fé e alegres na esperança”, conclui.

Cultura vocacional

Uma grande romaria ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, no dia 9 de novembro, vai marcar o encerramento das atividades do Ano Vocacional Redentorista.

Segundo padre Anísio, os preparativos estão em ritmo intenso e a data é mais que oportuna, já que vai marcar também os 282 anos de existência da Congregação Redentorista.

O religioso destaca que o encerramento é uma grande celebração de todas atividades realizadas, mas acima de tudo, será um grande momento de envio a continuar a missão vocacional.

Por isso, muitos eventos já estão acontecendo com o objetivo de se criar uma cultura vocacional em todas as comunidades. Um deles é o Dia R, celebrado todo dia 9 de cada mês. A proposta é realizar alguma atividade vocacional e compartilhar nas redes sociais.

Outro evento em andamento é dedicar o primeiro fim de semana de cada mês à promoção vocacional. Há ainda outras ações que variam de acordo com a realidade local de cada comunidade.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Deniele Simões, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.