Por Jornal Santuário Em Notícias

Jumire faz balanço do ano de 2015

Eles são jovens, unidos, engajados e fazem parte da Igreja. A Juventude Missionária Redentorista (JUMIRE) nasceu em 2010, na Província Redentorista de São Paulo e não para de se desenvolver.

Foto de: Arquivo Pessoal

Jumire - Arquivo Pessoal

Neste ano, a Juventude Missionária Redentorista comemorou cinco anos de missão

 

Os missionários redentoristas Irmão Ernesto Coelho e o padre Ricardo de Carvalho, foram os primeiros a dar o pontapé inicial na caminhada, pois, na época, estavam no Secretariado Vocacional Redentorista e participaram de um Encontro dos Promotores Vocacionais no Chile. Lá tiveram contato com a Pastoral Juvenil de outras Unidades Redentoristas e perceberam os inúmeros jovens que acompanhavam as atividades pastorais da Província de São Paulo, tiveram então posteriormente, a partir de uma reunião realizada em Aparecida (SP), com alguns jovens, no dia 18 de outubro de 2010, a criação e oficialização da Jumire A partir dali, o grupo cresceu e chegou às diversas comunidades e paróquias redentoristas.

Os jovens da Jumire, a partir da vivência do carisma e espiritualidade Redentorista, também se tornam colaboradores da missão redentorista. São diversas as atuações do grupo, como na mobilização dos jovens para ações em suas comunidades, paróquias, na Ação Jovem Redentorista, na Animação Missionária Redentorista, em atividades no Santuário Nacional, entre outras atividades.

Acompanhando de perto o grupo atualmente, o missionário redentorista, frater Reinaldo Beijamim, faz um balanço do ano de 2015 para o grupo. Ele conta que o grupo iniciou o ano com uma Ação Jovem Redentorista em Gonçalves (MG), na Paróquia Nossa Senhora das Dores. “Essa atividade deu um novo impulso a Jumire Depois, tivemos mudanças na coordenação geral. Também houve o desmembramento da Jumiredo Secretariado de Promoção Vocacional, sendo criado, daí em diante a Comissão pela Juventude na Província. Dessa forma, fez-se um planejamento para o quadriênio, assinalando os principais objetivos e estratégias das atividades que serão desenvolvidas nos próximos anos”, detalha.

 

Foto de: Arquivo Pessoal

Frater Beijamim - Arquivo Pessoal

Frater Beijamim acompanha a Jumire desde o
início do ano

Além dos encontros que cada grupo Jumire realiza em suas comunidades ou paróquias, neste ano, a Jumiretambém teve participações significavas, como no Hallel Aparecida, Vigília da Juventude, Romarias e na Animação Missionária Redentorista. Ocorreram, também, reuniões e formações de extrema importância para melhor se preparar para as ações e vivenciar a espiritualidade Redentorista.

 

Atualmente a Jumire é efetiva na grande São Paulo e em várias cidades do interior do estado, como Aparecida, Campinas, Santa Barbara D’oeste e Miracatu. “Pretendemos trazer mais jovens aos nossos grupos para vivenciar o nosso Carisma e também assumir o papel de jovem cristão, comprometido com o Evangelho. Nesse sentido, esperamos criar outros grupos por meio de nossas ações na Igreja”, aponta frater Beijamim.

A universitária e coordenadora da Jumirena Província de São Paulo e em Aparecida, Naiára Pires Sepini Grilo, de 21 anos, também faz um balanço. Ela relembrou a primeira Ação Jovem Redentorista: “Foi uma experiência incrível, famílias nos acolheram em suas casas, passamos pelas residências rezando, evangelizando, escutando e contando histórias, fizemos procissões, celebrações, foi uma experiência e tanto”, partilha. Naiára também cita o Hallel de Aparecida e a semana da juventude no Santuário Nacional como momentos importantes em 2015.

Vale destacar que a Jumire não está somente no estado de São Paulo, mas também em diversas Províncias Redentoristas do Brasil, como nas Províncias de Goiás, de Campo Grande, do Rio-Minas-ES e de Porto Alegre, também nas Vice-províncias do Recife, de Manaus, da Bahia e de Fortaleza. “Isso quer dizer, que a Jumireé bem viva em suas ações, inclusive, todo ano realizamos uma reunião com representações de jovens de todas as Províncias e Vice-províncias para melhor nos orientar, ver os acertos e dificuldades existentes e para pensar projetos em comum”, explica o frater.

Os desafios da atualidade

Foto de: Arquivo Pessoal

Naiára - Arquivo Pessoal

Naiára partilha trabalhos com a juventude

De acordo com frater Beijamim, o grande desafio da Jumire é, diante de tantas ofertas de grupos de jovens, tornar-se conhecido por outros grupos, no modo de ser e viver, pelo carisma Redentorista e de contribuir para a missão da Igreja. “Como desafio interno do grupo, podemos dizer que é a falta do sentir-se compromissado com a causa que vivencia. A sociedade hoje vive assim, muitos mudam de religião como se trocassem de roupa. Não é diferente entre os jovens. Hoje participa aqui, amanhã noutro lugar, não há comprometimento, por vezes. Outro desafio é a formação. Embora já se tenha caminhado bem, ainda é preciso despertar o porquê de se preparar bem, não só para o conhecimento e experiência pessoal, que são primordiais, mas também em vista de um trabalho pastoral que se torne mais fecundo”, opina. 

Para Naiára um dos maiores desafios é conseguir trazer os jovens para Igreja, e conseguir mostrar algo novo, que chame atenção. “Mostrar que a Igreja e a juventude têm tudo a ver, pois lutamos em contrapartida com um momento em que as redes sociais e outros atrativos nos fazem perder o contato com o outro, queremos contato humano, falar olhando nos olhos, sentir o calor de um abraço de irmão, essa sim é a grande essência de sermos Igreja e vivermos em comunidade”, reflete.

Para frater Beijamim, o que tem envolvido mais os jovens na Jumire no campo espiritual é o anseio pelas coisas divinas, a busca constante por Deus, por meio da espiritualidade Redentorista. “Os jovens têm se encontrado mais não somente como portadores da graça divina, mas também como protagonistas da evangelização, isto é, como missionários. Vivem segundo a expressão: ‘quero que o outro também experimente o amor que recebi de Deus’. Isso tem se demonstrado muito nas avaliações que fizemos”, compartilha.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.