Por Allan Ribeiro Em Notícias

Mais de 50 mil homens demonstram devoção à Virgem Maria

A VIII Romaria Nacional do Terço dos Homens reuniu nos dias 19 e 20 de fevereiro mais de 50 mil pessoas no Santuário Nacional. A programação contou com Celebrações Eucarísticas, uma noite de vigília, a consagração a Nossa Senhora e a tradicional reza do terço na Tribuna Papa Bento XVI. Reunindo participantes de diversas partes do país, este ano o evento trouxe como tema Compromisso com o Evangelho – Ação e Fé.

O encontro teve início na sexta-feira, com a missa presidida pelo bispo auxiliar de Aparecida (SP), dom Darci José Nicioli. Ele ressaltou que a missão dos homens que rezam o terço é fazer a experiência no amor de Deus e multiplicá-la para que outros a façam. “Seja você, homem do terço, um instrumento do amor e do perdão de Deus”, pediu.

Após a celebração, os participantes rezaram o terço e durante a madrugada permaneceram em oração, na Capela São José.

Foto de: Thiago Leon/Santuario Nacional

terco_dos_homens_14

Milhares de homens se reuniram para a tradicional reza do terço

 

No sábado, os milhares de homens se reuniram para rezar e cantar com o padre Antonio Maria, logo no início da manhã. Às 11h, todos se encaminharam para o Altar Central, onde aconteceu a missa solene do Terço dos Homens. À tarde, os participantes realizaram a reza do terço. As atividades foram encerradas às 15h com a Consagração dos Homens a Nossa Senhora Aparecida.

Há 5 anos participando do movimento, Valmir da Cruz Oliveira, 53 anos, acredita que a oração do terço o conduz a Jesus por intermédio de Maria. O morador de Colatina (ES) coloca que é uma grande experiência estar diante da Mãe Aparecida. “É muito bom estar celebrando aqui. É uma experiência muito boa estar próximo de Maria e de Deus, em busca de graça, de agradecimento, de paz e de espiritualidade”, relata.

Para o bispo referencial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para o Terço dos Homens, dom Gil Antônio Moreira, trazer todos à Casa da Mãe tem um grande simbolismo. “Reunir os homens do Terço em romaria nacional representa a unidade eclesial, a fraternidade e a disposição de orar e trabalhar missionariamente pela causa de Cristo em nossa nação”, ressalta.

Há oito anos à frente do movimento, dom Gil tem acompanhado o desenvolvimento do Terço dos Homens; são muitos os grupos que, no dia a dia, vão surgindo e se ampliando. “Acredito que, ao menos nos estados de Minas Gerais e São Paulo, na maioria das paróquias, já há grupos de homens que rezam semanalmente o terço em comunidade. No Nordeste e Norte, o Terço dos Homens da Mãe Rainha conta com milhares de homens fiéis e perseverantes. Vejo isso como uma grande graça de Deus concedida ao Brasil ”, avalia.

O que tem levado tantos homens a rezar o terço, segundo o bispo, é a maior participação deles na vida eclesial e o testemunho dos próprios participantes do movimento. Dom Gil conclui que muitos homens, antes frios na fé, hoje têm se tornado verdadeiros apóstolos e têm deixado vícios, abraçando a vida de forma mais digna e exemplar.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Allan Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.