Por André Somensari Em Notícias Atualizada em 15 MAI 2020 - 13H26

Paróquias investem no uso das redes sociais para manter o contato com os fiéis

Padre afirma que mesmo após o fim do isolamento, pretende continuar com as celebrações nas redes sociais.

A12
A12


Diante da pandemia do coronavírus, foram a implementadas medidas de isolamento social, para evitar que essa doença pudesse infectar ainda mais pessoas. E as igrejas também tiveram de suspender as celebrações, os atendimentos aos fiéis, entre outras atividades. Isso levou muitas paróquias e comunidades a terem de pensar novas formas de continuar mantendo o contato com os fiéis, seus paroquianos.

A ferramenta mais simples e acessível encontrada foram as redes sociais, principalmente o Facebook. Para diversas paróquias e comunidades, que já tinham uma Pastoral da Comunicação (Pascom) bem desenvolvida, fazendo uso das redes sociais para a evangelização, isso não foi novidade. Mas para Leia MaisComo transmitir missas ao vivooutras, foi momento de correr atrás e de aprender a utilizar esses meios para se conectar aos fiéis, que estavam em suas casas.

Ao usarem massivamente as redes sociais, muitos padres e agentes de pastoral perceberam que, por meio de uma página atualizada diariamente, a paróquia conseguia interagir, de uma forma relativamente boa e próxima, com grande parte dos paroquianos, visto que a maioria deles, mesmo os mais idosos, acessam as redes sociais diariamente.

Perceberam também que para fazer a transmissão de uma missa, com uma imagem e um som relativamente bons, bastava ter em mãos apenas um celular smartphone comum com câmera, conectado à internet, e um pedestal ou uma mesa para apoiá-lo.

► Saiba como acompanhar as missas do SN pelo celular, rádio e TV

Para o Padre o Antonio Leonel de Oliveira, o padre Léo, pároco da Paróquia Senhor Bom Jesus, em Potim, cidade vizinha de Aparecida (SP), “com o uso das redes sociais, pudemos fazer uma presença significativa na vida de nossos paroquianos, que ainda estão em suas casas. Foi muito bom estar junto com a Igreja, viver a proposta da Igreja em saída, atingir um público maior do que tínhamos antes, em nosso cotidiano pastoral”.

Segundo ele: “Diante dessa nova realidade, mesmo após o fim do isolamento, nós pretendemos continuar com as celebrações nas redes sociais, porque percebemos, claramente, que muitos que acessaram nossa página ou têm dificuldade de estar nos horários certos de missa, ou não participam diretamente da vida de nossa paróquia. Assim a Paróquia irá investir mais nesse novo meio para chegar até os fiéis, melhorando os equipamentos utilizados, buscando assessoria de quem tem experiência nessa área e procurando trabalhar a evangelização dentro de uma pastoral de conjunto".

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por André Somensari , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.