Por Jornal Santuário Em Notícias

Pastoral Universitária e Setor Universidades promovem encontros

Dois encontros movimentarão o ambiente acadêmico no mês de junho trabalhando temas à luz do Evangelho. O Setor Universidades e a Pastoral Universitária são os organizadores dos eventos, que acontecem no nordeste e no sul do país.

Foto de: Arquivo Pessoal

Ir. Maria Eugenia - Arquivo Pessoal

Ir. Maria Eugenia também convida a
todos os universitários e agentes de
pastoral para participar do Encontro
Brasileiro de Universitários Cristãos
(III EBRUC), entre os dias 10 e 12
de outubro, na cidade de Colatina (ES)

Em parceria com a Pastoral Universitária da Arquidiocese de Salvador, o Setor Universidades da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promove o encontro de formação para professores cristãos, que ocorre entre 6 e 7 de junho. Neste evento os profissionais são convidados a refletir sobre o tema: Humanismo cristão no ensino superior: desafio para professores e pesquisadores. A ideia central do encontro é refletir a ação docente nas instituições de ensino superior, católicas ou laicas, à luz de uma reflexão evangélica sobre a educação.

 

De acordo com a Assessora do Setor Universidades da CNBB, Irmã Maria Eugenia Lloris, a Pastoral Universitária conta com três tipos de público alvo; os estudantes, os professores e os diversos colaboradores das instituições de ensino. Ela explica que o setor deseja continuar com os seus trabalhos, incentivando a dedicação principalmente aos professores, porque são os primeiros agentes de pastoral, pois são eles os formadores, aqueles que, diretamente na sala de aulas, têm a missão de formar, educar, não simplesmente na disciplina ou ciência que lhes é assinada, mas contribuir na formação integral dos futuros profissionais. “Nosso desejo é contribuir na reflexão de como realizar este serviço de formação integral e de elaborar pensamento e reflexão nas diferentes áreas de conhecimento. Também oferecer para a sociedade um diferencial, ou seja, que profissionais façam a diferença pela humanidade.”

Outro evento voltado para o meio acadêmico é o primeiro encontro da pastoral universitária do Regional Sul II da CNBB. O tema a ser trabalhado será Pastoral universitária: igreja em diálogo com a cultura e a sociedade.

O evento procura consolidar o trabalho da pastoral no Estado do Paraná, e para isso oferecerá um ambiente favorável à partilha e ao nascimento de novas ideias, para se construir uma maneira efetiva de anunciar a Boa-Nova de Jesus no meio acadêmico. O encontro será realizado na cidade de Maringá.

Irmã Maria Eugenia detalha também que o Setor Universidades no seu processo de articulação e dinamização da Pastoral em todo o Território Nacional, continua reunindo pessoas engajadas ao redor de temas de interesse da população, com a finalidade contribuir no diálogo da Igreja com a sociedade.

Ela acrescenta que a Pastoral Universitária é uma pastoral de fronteira e deseja ser presença no meio universitário, em diálogo com as ciências, os intelectuais e todas aquelas pessoas de boa vontade que contribuem com a reflexão e o compromisso social, buscando e abrindo caminhos para fazer realidade uma sociedade mais justa e fraterna. “Sabemos que uma fé que não se torna cultura, não é uma fé plenamente refletida, vivida, nem assumida”, opina.

A religiosa também afirma que há a intenção de contribuir para que a cultura globalizada, que muitas vezes fica refém e a serviço do mercado, não seja a única alternativa que paute as ações das pessoas. “Todos desejamos que a cultura da igualdade, das possibilidades de trabalho para todos, igualdade racial, social etc. prevaleça em detrimento das diferenças que ainda vemos em nosso país. Por isso, queremos continuar buscando caminhos, ser pessoas que formados na cultura do Evangelho, vivam os valores que acreditam. “Não é uma tarefa fácil, mas queremos manter a esperança de que outro mundo é possível, sobretudo agora que outros projetos, ideais, ou propostas de sociedade são questionadas.”

Avanços e desafios

Na avaliação de Ir. Maria Eugenia é um momento de busca de todos aqueles que estão e vivem nesse meio. “Reparamos que em todas as iniciativas há uma busca, resposta e participação. O crescimento das instituições de ensino superior (IES) e o acesso à universidade, fez com que nosso olhar se voltasse de novo para esta realidade que nos desafia. Se por um lado é um caminho sempre novo e desafiador, por outro, surgem pessoas, professores, interessados que desejam estar, fazer-se presente, arriscar-se a buscar caminhos de diálogo com as novas realidades que se abrem diante de nós. O mundo universitário, a cultura, a comunicação, a realidade urbana e a mobilidade são exemplos de novos lugares de missão, que chamamos de novos areópagos. É aproximar a linguagem e a mensagem do Evangelho as diferentes realidades sociais do homem contemporâneo.”

Maria Eugenia ressalta que o Setor Universidades conta atualmente com professores, agentes de Pastoral Universitária que vivem os valores da fé nas IES e que buscam abrir novos caminhos. Eles proporcionam uma rede de contatos, atividades e serviços que favorecem o trabalho nas cidades. “Sabemos que ainda o espaço é amplo, abrangente e que se precisa de mais mãos, contudo, os primeiros passos foram dados. Esperamos que surjam mais operários para tão grande serviço. É também missão não permitir que as dificuldades de cada dia nos roubem o entusiasmo. Uma Igreja em saída é uma Igreja que não teme abrir-se a estes novos espaços do mundo da educação e da cultura. São comunidades flexíveis, ágeis, que usam da tecnologia e as redes sociais para subsistir em um mundo de profundas mudanças.”

 

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.