Por Deniele Simões Em Notícias

Projeto social do Santuário Nacional capacita mão de obra para setor turístico

Oitenta e cinco. Esse é o número de pessoas que já foram beneficiadas pelo projeto social Acolher Bem em pouco mais de um ano.

Criado em março de 2013, o programa visa a capacitação para o mercado de trabalho nas áreas de hospedagem e alimentação e abre inscrições para novas turmas a partir desta segunda-feira, dia 21 de julho.

Os cursos oferecidos são totalmente gratuitos e reconhecidos por órgãos de excelência na área de gestão educacional, como o Senai e o Senac.

Segundo a coordenadora de Projetos Sociais do Santuário Nacional, Any Renata de Freitas, o Acolher Bem nasceu após uma pesquisa que constatou um déficit na formação da mão de obra para o setor na região.

Foto de: Deniele Simões / JS

formatura_acolher_bem_1_foto_deniele_simoes_js

Formatura da terceira turma, no dia 8 de julho, disponibiliza 34
novos profissionais

“Quando iniciamos, a procura foi grande a inserção no mercado de trabalho foi bem positiva, nos hotéis da redondeza, principalmente no município de Aparecida”, conta.

O projeto foi criado como uma ação de responsabilidade social do setor de Obras Sociais do Santuário, permitindo a criação de cursos totalmente gratuitos para a comunidade.

De acordo com ela, os cursos são abertos a homens e mulheres maiores de 18 anos e alfabetizados. “Todos estão convidados a participar conosco e não há limite de idade”, explica. Além disso, o Santuário oferece todo o material didático e os equipamentos necessários às aulas práticas.

Ainda segundo a assistente social, os cursos têm duração de quatro a cinco meses e o índice de empregabilidade chega a 80%. A maior parte dos alunos das duas primeiras turmas foi contratada pelos hotéis Rainha do Brasil e Web Hotel, em Aparecida.

A terceira turma de formandos do projeto recebeu os certificados de participação no último dia 8 de julho. Ao todo 34 alunos formaram-se nos cursos de camareira, atendente de bar e restaurante e manipulação de alimentos.

Messias Salvador Ribeiro, de Guaratinguetá (SP), formou-se como atendente de bar e restaurante. Na avaliação dele, o curso foi muito bom e gratificante. “Dá oportunidade para a gente arrumar uma colocação melhor; com certeza vou conseguir emprego nessa área”, conta o ex-pedreiro.

Kátia Regina Viotti frequentou as aulas de manipulação de alimentos e pretende continuar se qualificando. “O que a Basílica proporcionou para a gente não tem preço. Espero conseguir um emprego e agora fazer o curso de panificação”, diz.

Já Raíssa Monique de Araújo, que se formou camareira, elogiou o nível técnico das aulas. “Você pode trabalhar em hotéis cinco estrelas, fazendas, pousadas. A pessoa que tiver esse certificado não vai ficar sem serviço”, opina. 

Foto de: Deniele Simões / JS

formatura_acolher_bem_2_foto_deniele_simoes_js

Parceria com Senac e Senai 

Além dos cursos já existentes, a quarta turma do Acolher Bem abrirá vagas para dois novos cursos: recepcionista para meios de hospedagem e padeiro e confeiteiro. Ao todo, serão 75 vagas, das quais 15 para cada um dos cinco cursos.

O coordenador de relacionamento com a Indústria da unidade de Pindamonhangaba do Senai, Franco Paschetta Filho, ressalta que o objetivo da parceria é promover a qualificação profissional e a melhoria da qualidade de vida dos participantes. A entidade oferece os cursos de manipulação de alimentos, padeiro e confeiteiro.

Os cursos de camareira e recepcionista são ofertados graças à parceria com a unidade Guaratinguetá do Senac. O técnico de desenvolvimento profissional do Senac, Wellinson Luís de Abreu, destaca que a preocupação da instituição é a qualidade do serviço prestado.

No caso da parceria com o Santuário, ele enaltece a infraestrutura disponível, já que as aulas práticas acontecem no Hotel Rainha do Brasil e Pousada Bom Jesus. “A gente procura sempre trazer docentes com bagagem de mercado. Somado à estrutura, agrega muito ao aluno”, explica.

Franco Paschetta Filho lembra que o Senai vem trabalhando há algum tempo em parcerias com o Santuário Nacional, em função da seriedade do trabalho promovido.

Foto de: Deniele Simões / JS

katia_viotti_foto_deniele_simoes_js

"O que a Basílica proporcionou não
tem preço; espero conseguir um 
emprego e fazer o curso de
panificação", diz Kátia Viotti,
formanda no curso de manipulação de
alimentos

Ele espera que os cursos oferecidos possam contribuir para que os formandos tenham condições de buscar uma vaga no mercado de trabalho do circuito religioso – formado pelas cidades de Aparecida, Guaratinguetá e Cachoeira Paulista – o qual considera “extremamente aquecido”.

Serviço

Os cursos são abertos a pessoas de toda a região e acontecem na Cidade do Romeiro (antigo Magic Park).

As inscrições estão sendo feitas desde 21 de julho, no setor de Projetos Sociais do Santuário Nacional, ao lado da Casa das Velas, das 8 às 11h30 e das 13 horas às 16h30. As aulas começam no dia 4 de agosto.

Documentos necessários: RG, CPF, comprovantes de residência e escolaridade

Vagas disponíveis:

– Camareira (15 vagas/manhã)

– Manipulação de Alimentos (15 vagas / manhã)

– Atendente de Bar e Restaurante (15 vagas / manhã)

– Recepcionista para Meios de Hospedagem (15 vagas / tarde)

– Padeiro e Confeiteiro (15 vagas / tarde)

 

6 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Deniele Simões, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.