Por Jornal Santuário Em Notícias

Rede Aparecida faz aniversário em setembro

É impossível traduzir a Rede Aparecida sem absorver a espiritualidade de Nossa Senhora. Todo o aglomerado de comunicação é de fato, da Mãe Aparecida. A fé, a comunicação, a arte são transmitidas a partir dos traços daquela que soube servir e seguir fielmente a Deus.

A dimensão espiritual que as pessoas alimentam e com a qual se identificam, lança-se no mundo de forma ainda mais exigente. É uma forma diferente de fazer comunicação, pois une a qualidade, a audiência e o sagrado, exatamente o que o público busca e exige atualmente.

A Rede Aparecida comemora no próximo 8 de setembro 10 anos de televisão e 64 anos no Rádio, atenta ao que há de melhor em qualidade, requisitos técnicos e operacionais que exigem expertise e profissionalismo. Além disso, traz uma qualidade de conteúdo, com uma mensagem clara, atraente e coesa, que de fato é recebida com entusiasmo pelo público. Em tantos anos de envolvimento com a comunicação já são muitos os frutos a colher.

Na avaliação do diretor-geral da Rádio Aparecida, padre William Betonio, é um desafio elencar tantos frutos, em todos esses anos de Rádio. “Os frutos em 64 anos de Rádio Aparecida foram vários. Talvez na tentativa de elencá-los poderíamos cometer alguma injustiça. No entanto, não podemos esquecer a fundação do Clube dos Sócios em 1955, que até hoje sustenta os microfones da Rádio Aparecida. Também não pode-se esquecer da abrangência do sinal da Rádio por meio das Ondas Curtas, AM e FM, e a geração de conteúdo para a Rede Católica de Rádio (RCR).”

Foto de: Arquivo Pessoal

Rádio Aparecida - Arquivo Pessoal

Rádio Aparecida completa 64 anos de história

 

Já o diretor de produção da TV Aparecida, padre Evaldo César de Souza, ressalta que em 10 anos de televisão é o fim de um ciclo que pode ser chamado de começos. “O grande fruto desses 10 anos foi consolidar a marca TV Aparecida no mercado televisivo brasileiro.”

A TV Aparecida celebra seu décimo ano se destacando entre as 14 maiores redes de televisão do Brasil, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL).

A abrangência via parabólicas analógicas e digitais, canais abertos em 16 capitais brasileiras, em mais de 240 cidades espalhadas em todo Brasil e em outras praças com canais por assinatura, coloca a TV disponível para mais de 70 milhões de brasileiros. “Construímos uma grade de programação pautada pela religiosidade, pelo entretenimento e pela consciência crítica. Ousamos investir em produções que valorizam a família, trazendo a mística cristã para dentro de cada produto que fazemos, sem ser com isso piegas ou carolas. Revelamos pessoas e talentos para o mundo católico, fortalecemos nosso tino comercial, buscamos estar perto das pessoas, dos devotos de Nossa Senhora. Sonhamos cada dia nesses 10 anos em fazer o melhor, e por mais simples que pudesse ser um produto, ele deveria ter qualidade técnica e estética. Nesses 10 anos, o grande fruto é o reconhecimento da TV Aparecida como um verdadeiro canal de televisão, que já é parte do cotidiano de milhões de brasileiros”, opina o padre.

Como disse padre Evaldo, os missionários Redentoristas fazem na Rede uma comunicação consciente, responsável e buscam sempre levar o melhor ao público. Há uma preocupação, uma inquietação em se fazer estudos no campo da audiência, dados, análises, cruzamentos de variáveis, pesquisas de audiência, pesquisas psicográficas, entre outras, com o objetivo de revelar e oferecer ferramentas que permitam melhor ação profissional e consequentemente mais consciência e assertividade.

A relação com o Sagrado pede uma característica que é fundamental na linha editorial que é seguida nos programas, no cuidado, na escolha dos apresentadores, pautas e edições. Existe coerência.

Na Rádio Aparecida, os ouvintes têm uma característica especial. Padre William destaca que são devotos de Nossa Senhora Aparecida. Por isso, aprende-se que antes de tudo a fé e a devoção são nossos principais objetos de trabalho na Rádio Aparecida. “A cada dia, em cada ligação de ouvinte, em cada colaboração de associados e representante do Clube dos Sócios, temos a certeza de que estamos no caminho certo e ainda vamos levar por muitos anos e para diversos lugares a programação da Rádio Aparecida”, aponta.

A TV Aparecida se destaca por sua programação diversificada, com celebrações e programas religiosos, de variedades, de educação e esporte, jornalismo, musicais, filmes, desenhos infantis, grandes coberturas e transmissões, gestão de novos projetos e programas, investimento em profissionais com experiência no mercado, entre outras novidades de uma emissora que está disposta e trabalha para o seu constante crescimento para atender a todos os públicos.

Um público que ensina

Foto de: Arquivo Pessoal

Pe. Evaldo - Arquivo Pessoal

Padre Evaldo destaca que os 10 primeiros
anos da TV consolidaram a marca e o
trabalho realizado

Além de ser um público formado por pessoas que ensinam pelo exemplo de fé que possuem e o envolvimento entusiasmado com a programação da Rádio e da TV, o público é aquele que serve como uma espécie de termômetro ou medida. “Somos dependentes do nosso público, pois ele nos dá diariamente o retorno positivo e as críticas sobre aquilo que fazemos. Acreditamos na interatividade, e nosso público é muito participativo, gosta de opinar, de sugerir. Cada pessoa que fala conosco merece nosso respeito, ainda que nem sempre as opiniões recebidas sejam imediatamente colocadas em práticas, afinal existem condições e limitações humanas e financeiras no nosso fazer televisão. Mas o público é nosso termômetro, e graças a Deus temos tido um excelente relacionamento com nossos telespectadores”, afirma padre Evaldo.

Mostrando os desafios, padre William acrescenta que sem dúvida o maior deles é a modernização. “Faz-se necessário transportar o rádio para diversas plataformas, pois cada vez mais temos ouvintes utilizando todas as mídias”, explica.

A Rádio Aparecida também é uma das poucas no Brasil que opera em todas as frequências e quem ganha com isso são os diferentes públicos. “A relevância está justamente em atender diferentes ouvintes. Hoje temos pessoas que acompanham pelo sinal da parabólica em suas televisões. Temos ouvintes que estão descobrindo a Rádio na Internet e nos aplicativos mobile. Apesar disso, continuamos transmitindo em ondas curtas e tropicais, pois sabemos que em muitos lugares do Brasil essa é a única tecnologia que atende o público”, lembra padre William.

Padre Evaldo destaca que o telespectador está cada vez mais exigente quanto aos conteúdos apresentados na TV. “Há uma cobrança pelos valores cristãos, pelos programas que ensinem sobre fé e religião, que tragam algum alívio para as dores do cotidiano. Além disso, como já dissemos, o nosso telespectador quer participar, quer ser ouvido, quer ver sua opinião na TV. Temos tentando manter canais abertos de interação, e conjugar conteúdos diferenciados com perspectiva estética de qualidade. Estes dois elementos têm sido nosso diferencial”, detalha.

Segundo padre William, o resultado desse trabalho é saber que há uma contribuição para com o trabalho de evangelização na Igreja do Brasil, além disso é muito gratificante receber o carinho e o reconhecimento das pessoas.

Na opinião de padre Evaldo, a alegria do telespectador em dizer que a TV Aparecida é companheira de cada dia, a alegria dos colaboradores que são parte essencial da grande engrenagem da televisão, o gosto de ver no ar um programa que deu muita dor de cabeça para ser feito, mas cujo resultado fortalece a fé e traz mais alegria é o mais gratificante.

Futuro

Para padre Evaldo o bonito de se fazer televisão é o desafio de cada dia. “Estamos sempre buscando coisas novas para mostrar, ou então modos de mostrar o que sempre mostramos de outro ângulo ou perspectiva. Esses dez anos nos amadureceram enquanto televisão, erramos e acertamos, e isso nos dá certa segurança para planejar o futuro. Novidades sempre virão. Teremos alguns cenários renovados e possivelmente alguns programas novos na grade, mas nosso planejamento está voltado para uma remodelação da grade de programação para 2016. Lá sim teremos muitas novidades para nosso público. Por hora queremos saborear a alegria de completar uma década de vida”, comemora o padre.

Redentoristas são bons de comunicação

A Rede Aparecida tem aprendido a usar as diversas plataformas midiáticas para evangelizar. Ainda é muito jovem nessa empreitada, mas já foram dados passos significativos na história. Hoje, a Rádio e a TV se destacam cada vez mais.

Com o intuito de evangelizar, não se omite diante dos temas políticos, morais e religiosos da sociedade brasileira, oferece-se ao público-alvo a oportunidade de reflexão.

Aparecida está em todas as mídias, ou seja, jornal, revista, rádio, televisão e internet, representa um grande avanço que teve início em 1900 com a publicação do primeiro número do Jornal Santuário de Aparecida. É necessário que a Igreja ocupe um espaço na sociedade e se faça presente. Tem de ocupar os espaços, seja em redes sociais, rádio, TV, impressos. Onde estiver a comunicação, deve corresponder e se atualizar. Na próxima edição traremos uma matéria comemorando também o aniversário do Portal A12 que tem se destacado na internet.

Uma relação familiar com a Rede Aparecida

Nas redes sociais pedimos para que as pessoas partilhassem qual a relação com a Rádio ou a TV Aparecida, contando um pouco da sua história e de que forma a Rede Aparecida contribuiu com a família, o fortalecimento da fé etc. Veja algumas histórias.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.