Por Jornal Santuário Em Notícias

Redentoristas de São Paulo fazem planejamento para próximo quadriênio

Os missionários redentoristas da Província de São Paulo responsáveis pelas atuais comissões e secretariados, reuniram-se no Seminário Santo Afonso, em Aparecida (SP), no último dia 27 de abril, com o objetivo de planejar as atividades para os próximos quatro anos.

Foto de: Eduardo Gois / JS

Planejamento Redentoristas - Eduardo Gois JS

Missionários Redentoristas de São Paulo
traçam planos e ações para próximos
quatro anos

Na pauta estiveram assuntos como o resgate da história do secretariado e comissões da Província, os secretariados e comissões nos atuais estatutos provinciais, questões de organização, planejamento, ação, o resultado das visitas às comunidades da Província e as propostas do governo provincial para cada uma delas, além de discussões e conhecimento dos documentos que normatizam cada comissão e a definição de estratégias de atuação de cada uma dessas comissões.

O vigário vice-provincial, padre Inácio Medeiros, explica que a reunião se reveste de uma importância maior pelo fato de ser a primeira do quadriênio. Também é dessa reunião que sai o planejamento que vai conduzir os trabalhos pelos próximos quatro anos.

É importante lembrar que esse tipo de encontro se organiza no início de cada governo provincial, com todas as comissões e posteriormente cada comissão, secretariado, conselho, reúnem-se individualmente a partir das suas necessidades.

“Estou propondo para que periodicamente o secretariado, comissões e conselhos reúnam-se para uma formação especializada que possa ajudá-los, enriquecê-los e contribuir para o trabalho que eles fazem na Província. É um aspecto importante tendo em vista a contribuição que eles dão. Vejo que é também importante que eles tenham subsídios formativos de profissionais nas áreas de relações humanas e administrativa”, conta o superior provincial, padre Rogério Gomes.

Desafios

Na avaliação de padre Rogério Gomes algumas áreas de atuação da Província passam a ser complexas, devido ao tamanho da Província, que exige a quantidade de quase 200 religiosos em 18 comunidades diferentes. “Vejo que a área da vida espiritual, a vida comunitária, a formação e também a nossa organização administrativa são áreas complexas; não que as outras não sejam importantes ou não tenham uma complexidade, mas essas em questão constituem aspectos vitais para que a Província continue a caminhar”, explica.

Ele ainda detalha que a existência de 25 organismos dentro da Província mostra exatamente essa complexidade, e por isso se faz a necessidade do planejamento para que a Província possa continuar servindo a Igreja e ao povo.

A Província de São Paulo também tem prezado pela colegialidade ou a corresponsabilidade dos confrades. As comissões e secretariados estão participando ativamente e diretamente nas decisões. “As decisões não são mais concentradas exclusivamente nas mãos de poucos, ou nas mãos do governo provincial, mas são compartilhadas”, afirma padre Inácio.

O encontro também é importante, pois traz inspirações para o trabalho junto ao povo. Para padre Inácio Medeiros, no sentido da vida provincial, é a missão que se fortalece, a missão no sentido amplo e outros trabalhos prioritários, como o trabalho das santas missões populares, na área das comunicações sociais e o Santuário Nacional de Aparecida, que são as três frentes mais importantes assumidas pelos Redentoristas de São Paulo.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.