Por Jornal Santuário Em Notícias

Redentoristas iniciam frente de trabalho em Portugal

Cinco religiosos redentoristas provenientes de diversas províncias brasileiras foram enviados para uma nova frente missionária em Portugal. Os religiosos assumiram três comunidades em uma área de vulnerabilidade social, em Lisboa. A iniciativa organizada pela União dos Redentoristas do Brasil (URB) é reflexo de um processo de reestruturação que vem acontecendo na Congregação em todo o mundo.

Os locais de missão estão inseridos na região denominada Amadora. Entre os desafios estão desenvolver um trabalho sólido que vá além de uma perspectiva de uma pastoral de manutenção, o fortalecimento de um serviço de animação vocacional e a evangelização de comunidades carentes com altos índices de violência e desemprego. A Congregação trabalhará em três frentes: a Paróquia Santíssimo Redentor e mais duas comunidades nas regiões de Buraca e Venda Nova.

Os missionários partiram para Lisboa este mês e antes de assumirem a nova comunidade terão dois meses para conhecer e se integrar à realidade. Além de Damaia, a Província Redentorista de Lisboa já mantém outras seis comunidades em Guimarães, Porto, Vila Nova de Gaia, Castelo Branco, Lisboa e Lagos.

Em 2015, a partir da visita, primeiro do superior Provincial de São Paulo e depois de todos os (vice) provinciais, a URB consolidou o compromisso de constituir essa Fundação Redentorista Brasileira em Lisboa. Uma reunião, no fim do ano, apresentou os nomes dos religiosos que iriam compor a primeira comunidade em terras lusitanas.

“Como missionário redentorista estou sempre aberto e vou juntamente com a equipe, com esperança e fé e um pouco de coragem. Na companhia deles espero que possamos nos unir para dar força e coragem um ao outro, para que o grupo permaneça lá nesse início de trabalho e possa dar certo”, afirma Frater Leandro Simão, um dos redentoristas designados para a missão.

Além do religioso, irão assumir esse novo desafio os padres: Geraldo de Paula, Carlos José de Oliveira, Cristóvão Dworak, Cristóvão Hogg.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.