Por Deniele Simões Em Notícias

Romaria marca fortalecimento do Terço das Mulheres

Cerca de 2.000 mulheres estiveram reunidas no Santuário Nacional, no dia 14 de março, durante a II Romaria do Terço das Mulheres. O encontro na Casa da Mãe marca a consolidação do movimento, que a exemplo do Terço dos Homens, começa a se fortalecer, espalhando-se por todo o Brasil.

Foto de: Allan Ribeiro / JS

Terço das Mulheres_1 - Allan Ribeiro JS

Programação da Romaria teve missa, momentos
de reflexão e partilha durante todo o sábado (14/03)

A romaria ao Santuário é o grande momento de encontro das participantes do movimento, que tem conquistado cada vez mais adeptas devido ao trabalho de divulgação por meio das redes sociais e criação de grupos nas paróquias.

De acordo com Juliana Fermoselli, que integra o grupo de coordenação da Romaria, a primeira edição, no ano passado, contou com 300 participantes e a tendência, daqui para frente, é só aumentar a participação feminina. A romaria surgiu após uma visita dela ao Santuário, onde recebeu as orientações sobre os procedimentos.

Ela conta que o movimento foi crescendo com a participação do grupo no programa Bem-Vindo Romeiro. As mulheres também começaram a se unir divulgando o trabalho em várias localidades. “Depois que retornamos da romaria, no ano passado, abrimos vários grupos de terço em toda a região”, conta.

Em Vargem Grande já são seis grupos de Terço das Mulheres, com encontros semanais para a meditação dos mistérios, reflexões e orações em grupo. Ao todo já são cerca de 350 participantes.

Os grupos têm crescido praticamente em todas as cidades. Avanir Rodrigues Novaes Guedes, de Nova Iguaçu (RJ), iniciou a participação no movimento em novembro do ano passado. “Começamos com 10 mulheres e hoje temos em torno de 30 no grupo”, explica.

Lá, os encontros acontecem todas as quintas-feiras, às 19h30, e, na avaliação dela, só trazem benefícios para quem participa. “Muitas mulheres vão chegando e dizendo o quanto rezaram, pediram a Maria, a Jesus e que receberam graças. Isso é algo que também ajuda a aumentar a nossa fé”, revela.

Na Casa da Mãe

Foto de: Allan Ribeiro / JS

Terço das Mulheres_2 - Allan Ribeiro JS

Ano passado, na primeira edição, o encontro contou com
300 participantes. No sábado (14/03), 2.000 mulheres
estavam presentes

Para Juliana Fermoselli, a Romaria é também um momento de agradecer a Nossa Senhora tudo o que tem sido feito na vida de cada mulher e de suas famílias. “A Mãe não desampara ninguém”, justifica. 

Já a mineira Fátima Maria Lopes, de Maria da Fé, afirmou que estar no Santuário com o grupo de Terço do qual participa é uma alegria muito grande. “Eu queria muito que esse momento chegasse e, graças a Deus, chegou”, conta a devota, que participa do Terço em sua comunidade há dois anos.

Independentemente do número de participantes, o reitor do Santuário Nacional, padre João Batista de Almeida, lembra que o que conta é a intenção. “Rezar aqui aos pés de Nossa Senhora para que ela abençoe esse projeto missionário de oração: isso é o mais importante”, diz.

A expectativa é que a romaria do Terço das Mulheres aumente cada vez mais, fortalecendo o movimento em todo o Brasil. “Essa romaria entra nessa perspectiva de o Santuário ser um ponto de encontro dos devotos de Nossa Senhora”, conclui padre João Batista.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Deniele Simões, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.