Por Jornal Santuário Em Notícias

Saco de pão vira mídia e faz jovem ter sucesso com modelo de microfranquia

Há 4 anos, a jornalista Vanessa de Oliveira, 33 anos, havia acabado de se tornar mãe e percebeu que com a rotina do jornalismo em seu trabalho anterior, seria impossível dedicar-se o quanto gostaria à filha recém-nascida. Apesar de amar a profissão que havia escolhido, não gostava das condições de trabalho. Ela, então, decidiu investir em uma empresa em sociedade com duas amigas. Vanessa reside em São José dos Campos (SP) e diz que a ideia do negócio surgiu de um encontro em uma padaria: vender anúncios em sacos de pão, para posteriormente serem distribuídos gratuitamente às padarias. Nascia assim a Mídia Pane.

Foto de: Divulgação

midia_pane

A sociedade estabelecida inicialmente não deu certo, os desafios e medos foram muitos, mas ela não desistiu. Vanessa se juntou ao irmão, Henrique André, 31 anos, para fazer o negócio crescer. “No início os obstáculos foram muitos. Convencer as pessoas de que o seu negócio é rentável, principalmente quando se começa do zero é algo muito difícil. Foi preciso muita ousadia e dedicação de nós mesmos para dar continuidade ao projeto”, conta.

Inicialmente eles trabalhavam em casa, sozinhos, cuidando de todas as áreas da empresa: identificação de fornecedores, prospecção de empresas anunciantes, visitas a padarias para apresentar o projeto e produção de layouts das embalagens.

Empreender pode ser cansativo, frustrante e imensamente desafiador. “Entender o comportamento do mercado nos faz cometer muitos erros. Acredito também que lidar com pessoas é algo muito complexo. As inseguranças são muitas: será que vai dar certo? Vou me endividar? Vou dar conta? São tantos questionamentos que se formos pensar, nem começamos.”

Hoje, a Mídia Pane é uma rede de microfranquias fortemente estabelecida, está presente em 19 estados brasileiros, imprime cerca de 1,8 milhão de sacos de pão por mês e, em 2013, toda a rede faturou R$ 13,5 milhões. A sede em São José dos Campos já conta com uma equipe de XX funcionários. (Aguardando informação)

Para Vanessa todo o sacrifício valeu a pena: “ É difícil mudar uma cultura, uma forma de pensar das pessoas. Mas a dinâmica do negócio, aos poucos, conquistou anunciantes e pessoas interessadas em empreender. Atualmente, estamos com cerca de 180 franquias em todo o Brasil e o grande diferencial da Mídia Pane é conseguir atender desde a microempresa até as grandes. Isso vai depender do investimento que querem fazer. Hoje, anunciam em sacos de pão desde Petrópolis shops, salões de beleza até as grandes redes de telefonia e construtoras.

A realidade do mercado aponta para sucesso em modelos de baixo risco e formato enxuto

A história dos irmãos Vanessa e Henrique reflete uma realidade do empreendedorismo brasileiro. De acordo com um estudo divulgado em setembro de 2014 pelo Sebrae, 27% dos empreendedores têm menos de 34 anos – cerca de 7 milhões de jovens. Deste percentual de empresários, 86% trabalham sozinhos, de maneira autônoma.

“Dificilmente um empreendedor desta idade tem dinheiro para investir. Por outro lado não faltam coragem, vontade e boas ideias,” afirma Vanessa.

Inicialmente, a Mídia Pane não foi formatada para ser uma franquia, mas rapidamente o negócio demonstrou que poderia ser multiplicado. “Isso parecia muito distante de nós. Mas quando o número de pedidos começou a aumentar, percebemos que o anúncio em embalagens de pão era uma novidade no mercado e decidimos apostar no formato.”

Ao adquirir uma unidade Mídia Pane, o franqueado passa por um treinamento presencial, quando incorpora toda a expertise do negócio e recebe orientações para gerenciar a unidade em sua região. Após esta fase, ele passa a cadastrar padarias, para futura distribuição de embalagens, e prospectar empresas, para vender os espaços publicitários. A franqueadora é responsável pelo desenvolvimento dos anúncios e produção dos sacos de pão coloridos. Assim, o franqueado recebe as embalagens prontas para a entrega nas padarias.

O formato requer baixo investimento – R$ 16.500,00, sendo que metade deste valor é o que a empresa orienta ao investidor separar como capital de giro. A idade média dos franqueados Mídia Pane é de 32 anos.

Assim como aponta o Sebrae, para tocar uma unidade Mídia Pane o franqueado não precisa ter funcionários, sendo que ele próprio prospecta empresas em sua região e apenas repassa os pedidos para a franqueadora. “Como o franqueado pode trabalhar em home office, tem a possibilidade de organizar os seus horários para prospecção de novos clientes, conciliando-os com outros compromissos”, diz Vanessa.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.