Por Jornal Santuário Em Notícias

Santas Missões chegam a 158 comunidades de Trindade

Depois de duas experiências bem-sucedidas de Missão Interprovincial, primeiro em 2011 na cidade de Itabuna (BA) e depois em maio de 2013 na cidade de Passo Fundo (RS), foi a vez das comunidades na região de Trindade (GO) receberem a ação missionária. Cerca de 90 redentoristas vindos de todas as unidades do Brasil estiveram envolvidos nesse trabalho. Ao todo, foram evangelizadas 158 comunidades e 800 setores missionários.

Foto de: Reprodução

enviados_em_missao_1_1

Cinco paróquias na região, administradas pela Província
Redentorista de Goiás, receberam as visitas missionárias

Cinco paróquias na região, administradas pela Província Redentorista de Goiás, receberam as visitas missionárias. Durante todo o mês de agosto, as Santas Missões visitaram as cidades de Trindade (GO), Abadia de Goiás (GO), Santa Bárbara (GO) e Campestre (GO). “Nós juntamos toda a comunidades Redentoristas do Brasil para efetuar o trabalho de uma maneira mais abrangente em todas as paróquias da região que nós estamos trabalhando neste momento”, explicou Pe. Antônio Desidério, C.Ss,R..

A missa de abertura da Missão Interprovincial aconteceu no dia 1º de agosto, festa de Santo Afonso Maria de Ligório, patrono da Congregação. Presidida por padre Robson de Oliveira, C.Ss.R., a celebração reuniu centenas de pessoas na Matriz do Divino Pai Eterno.

Como acontece em toda missão as atividades foram intensas, abrangendo vários horários durante o dia e, no final da terceira fase, para marcar a abertura da fase da Perseverança, uma grande celebração reuniu todas as comunidades que foram evangelizadas, reenviando suas lideranças para a continuação da missão nos setores missionários e nas comunidades. Com a fase das visitas concluída, o objetivo agora é fazer com que cada família tenha a oportunidade de renovar a própria fé.

A preparação para a Missão em Goiás começou em agosto de 2015, quando foi constituída a Equipe Central de Coordenação que deu início a visita as famílias das comunidades. Nestas visitas, foi possível conhecer melhor a realidade social e religiosa de cada comunidade para que as atividades fossem estruturadas.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.